Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2007

Transporte aéreo está em baixa

Imagem
A falência da companhia aérea BRA e a continuidade de problemas no setor aéreo reduziram o interesse do consumidor em utilizar o transporte aéreo em época de férias, em novembro. A avaliação é do coordenador de Sondagens Conjunturais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Aluísio Campelo.

De acordo com ele, com base na amostra de 2.100 domicílios usada para cálculo do Índice de Confiança do Consumidor (ICC), o porcentual de pessoas pesquisadas que pretendem viajar de avião nas férias caiu de 41,9% em outubro para 38,9% em novembro. Esse foi a menor parcela de pessoas com interesse em viajar de avião desde dezembro do ano passado.

De acordo com o economista, do total de pessoas pesquisadas para cálculo do ICC, 32,5% pretendem viajar de férias. Desse total, subiu de 44,7% para 51,3% o porcentual de pessoas pesquisadas que informaram o automóvel como meio de transporte para viagem. "Parece que a situação do setor aéreo não evoluiu favoravelmente", disse.

Em compensação, a pesquisa most…

Decisão da Justiça devolve processo da Vasp ao TRF

Imagem
Juliano Basile

Após 15 anos de tramitação no Judiciário, o processo em que a Vasp pede indenização por prejuízos decorrentes do congelamento de tarifas feito no Plano Cruzado desceu, ontem, de instância. A determinação foi tomada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) que mandou de volta para o Tribunal Regional Federal (TRF) de Brasília o caso Vasp - um pedido de indenização de R$ 2,8 bilhões pelo fato de o Ministério da Fazenda ter imposto o preço das tarifas aéreas entre 1986 e 91, o que teria resultado em perdas às companhias.

O retorno do processo foi dado por um motivo formal. Os ministros do STJ concluíram que dois desembargadores do TRF não poderiam ter alterado o seu voto após um recurso da Vasp (chamado de embargos de declaração). A Vasp perdeu numa primeira votação no TRF por cinco votos a três. Então, entrou com embargos de declaração pedindo o esclarecimento do voto de dois desembargadores que votaram contra a companhia numa questão preliminar, mas foram favoráveis a ela n…

BRA tenta evitar falência e busca acordo com credor

Imagem
Roberta Campassi

A BRA entrou com pedido de recuperação judicial na noite de segunda-feira, depois de ter suspendido todos os seus vôos no dia sete deste mês. Segundo Danilo Amaral, vice-presidente de relações institucionais da empresa, o movimento não marca o fim da negociação entre a companhia aérea, seus credores e fundos de investimentos em busca de uma solução para a crise financeira.

"Foi uma medida para proteger a empresa de um pedido de falência", afirmou Amaral. "Os fundos entenderam que a BRA estava muito vulnerável e preferiram ficar protegidos." Ao todo, sete grupos detêm participação na companhia: Goldman Sachs, Gávea Investment, Development Capital, Bank of America, Darby Investments, HBK e Millenium Global. Os principais acionistas são os irmãos Walter e Humberto Folegatti, com mais de 50% do capital.

A companhia vinha negociando, com os sócios, um novo aporte de pelo menos US$ 30 milhões. Com os credores, segundo Amaral, está negociando a conversão de …

Bologna deixa presidência da TAM; David Barioni assume

Imagem
Reportagem de Rodolfo Barbosa

SÃO PAULO - A TAM anunciou uma troca de comando nesta quarta-feira. A maior empresa aérea do país informou que seu presidente-executivo Antônio Bologna pediu afastamento do cargo.

Para a posição, foi escolhido o vice-presidente de operações da companhia, o comandante David Barioni Neto. O novo vice-presidente de operações é o comandante Fernando Sporleder Júnior.

"A mudança foi aprovada hoje pelo Conselho de Administração dentro do processo de sucessão iniciado pela TAM em março deste ano", informou a empresa em um comunicado ao mercado.

Príncipe saudita faz primeira encomenda particular do Airbus-A380

Imagem
A fabricante européia de aviões Airbus anunciou que o príncipe saudita Alwaleed bin Talal Alsaud fez a primeira encomenda particular de um A380, o maior avião de passageiros do mundo. Alsaud, que é o 13º homem mais rico do mundo segundo o ranking da revista "Forbes" (com uma fortuna avaliada em cerca de US$ 20 bilhões), é atualmente proprietário de um Boeing 747-400. O valor do avião não foi divulgado, mas está avaliado em torno de US$ 300 milhões. O contrato de compra foi assinado nesta segunda-feira, durante a feira do setor aéreo de Dubai (Emirados Árabes Unidos). O avião deve ser entregue em 2010. Com 80 metros de envergadura (distância entre a ponta de uma asa até a ponta da outra), 73 metros de comprimento, 24 metros de altura, 560 toneladas de peso e autonomia de 14.800 km de vôo, o novo avião foi projetado para transportar 555 passageiros --mas, com mudanças em seu interior, pode receber cerca de 800 passageiros. "Esse é um sinal bastante claro da tremenda riqu…

Avião gigante da Airbus fará vôo demonstração no Brasil

Imagem
KAREN CAMACHO
Editora-assistente de Dinheiro A Airbus informou nesta quarta-feira que pretende realizar, em dezembro, vôos de demonstração com o gigante A380 no Brasil. O pouso (dia 9) e a decolagem (dia 10) devem ocorrer no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. A Airbus informou que só depende de autorização das autoridades brasileiras. O vice-presidente da Airbus para América Latina, Rafael Alonso, informou que o avião que virá ao Brasil será configurado para cerca de 500 passageiros e será apresentado a autoridades e empresários. A aeronave partirá da França, passará pela Argentina e pousará em São Paulo. No dia 10, o avião parte de Cumbica direto para a França. Segundo a Airbus, o avião precisa de uma pista com 45 metros de largura e de 2,6 mil metros de comprimento para o pouso e decolagem de demonstração e Guarulhos atende às especificações. Se fosse uma operação regular, a aeronave precisaria também de pistas mais largas para manobrar e pontes de embarque de dois andares para com…

Embraer fecha quatro contratos em feira de Dubai para vender 41 jatos

Imagem
Empresa pode faturar acima de US$2 bilhões em feira de aviação
Aguinaldo Novo SÃO PAULO. Com menos de dois dias da Dubai Air Show, feira de aviação nos Emirados Árabes que vai até quinta-feira, a Embraer já fez o anúncio de quatro novos negócios, além de confirmar um quinto. Considerando os pedidos firmes, foram vendidos mais 41 jatos, pelo preço de tabela de US$952,66 milhões. Mas, se essa soma incluir também as chamadas opções (promessas) de compra, o total de unidades negociadas pela empresa brasileira chega a 75, com potencial para gerar uma receita de US$2,149 bilhões. A expectativa do mercado é que outros contratos sejam fechados nos próximos dias.No domingo, a Embraer fechou contratos com a espanhola Globalia, com a nigeriana Virgin Nigeria e com a Falcon Aviation Service, dos Emirados Árabes. Mais dois anúncios foram feitos ontem: com a Al Jaber, também dos Emirados Árabes, e com a Nation Air Service (NAS), da Arábia Saudita.Primeira empresa aérea que opera com o conceito de ba…

Para TAM , mercado abriga 'aventureiros'

Imagem
Roberta Campassi e José Sérgio OsseA TAM, maior companhia aérea do país, considera que no mercado brasileiro há "algumas empresas aventureiras" e "sem lastro" para determinados tipos de operação. "A crise da BRA está intimamente ligada a uma aventura", disse o vice-presidente da TAM, Paulo Castello Branco, durante apresentação para investidores e analistas, ontem.Já o presidente da TAM, Marco Antonio Bologna, afirmou que "faltaram alguns itens essenciais para a BRA ter escala e rentabilidade" depois que a empresa deixou de ter vôos charters para ter operações regulares. O executivo citou três itens: uma frota adequado e um respectivo plano de crescimento, caixa robusto e estrutura de custos competitivos.Bologna disse que, à medida que a regulação do setor aéreo fica mais madura, a tendência é as autoridades reguladoras realizarem avaliações financeiras mais profunda nas companhias para evitar problemas. Atualmente, a Agência Nacional de Aviação …

Embraer admite remanejar encomenda da BRA

Imagem
Patrícia Nakamura
A Embraer poderá remanejar as entregas dos pedidos em carteira caso a BRA cancele o pedido de 20 aeronaves modelo 195, avaliados em US$ 730 milhões, além de 55 opções de compra. A BRA parou de operar na quarta-feira passada. Os dois jatos encomendados pela GE Comercial Aviation Services (Gecas) que seriam destinados à BRA serão entregues no terceiro trimestre do ano que vem e serão destinados pela empresa de leasing a outras companhias aéreas."Os depósitos da compra estão em dia", afirmou ontem o vice-presidente financeiro da empresa, Antônio Luiz Pizarro Manso. Caso deixe de efetuar os pagamentos, a BRA perderá os valores depositados, mas não deverá pagar multa. O executivo não quis informar o montante já recebido. Outra alternativa é a transferência das encomendas para outros clientes.Manso afirmou que no quatro trimestre a cadência de produção da família 170-190 chegará a 14 aeronaves por mês, ante as 13 produzidas mensalmente durante o trimestre anterior…

Aéreas devem perder US$ 100 milhões

Imagem
As companhias aéreas latino-americanas irão terminar o ano com um prejuízo acumulado de US$ 100 milhões, enquanto o setor nos demais continentes registrará o primeiro resultado positivo desde o início da década. A previsão é da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), que aposta em uma pequena recuperação em 2008. O presidente da IATA, Giovanni Bisignani, destacou como exemplos positivos a Lan Chile, a TAM e a Copa. Juntas essas empresas somam capitalização de mais de US$ 9 bilhões. A entidade ainda apontou a 'vergonhosa' taxa de acidentes aéreos na América Latina.

O apagão desmoraliza o país

Imagem
MARCELO PIMENTELAdvogado, foi ministro do Trabalho e ministro presidente do TST
Lula resolveu dar um basta (temporário?) ao inoportuno debate sobre o terceiro mandato, que é alimentado pelos bajuladores e alguns de seus antigos parceiros sindicalistas, hoje deputados do PT. É de lembrar que o partido foi radicalmente contra a iniciativa de FHC ao patrocinar o autobenefício, insuflando seus áulicos de então à aprovação da proposta respectiva que havia sido recusada por JK — com amplíssimas possibilidades de êxito — e Itamar, então com mais de 80% de aprovação popular ao seu governo.Registrem-se duas circunstâncias por oportunas: em primeiro lugar, Lula é o presidente da República que conseguiu lograr, ao longo do mandato, os mais expressivos índices de aprovação popular, índices que muito provavelmente resistiriam a qualquer plebiscito que se colocasse para aprovação ou rejeição de um terceiro mandato; em segundo, que é um presidente da República que, indefectivelmente, tem sido perfeit…

Missão: recompor a Anac

Imagem
Governo pode não definir todos os dirigente da Agência Nacional de Aviação Civil até dezembro.O órgão funciona com apenas um diretor. Dois foram escolhidos, mas ainda não tomaram posse
LEONEL ROCHAO governo corre o risco de não conseguir recompor a diretoria da Agência Nacional de Aviação
Civil (Anac) antes do final do ano. O ministro da Defesa, Nelson Jobim, está com dificuldades para encontrar um diretor especializado em relações internacionais, estudos e pesquisa.Ele já havia convidado o economista Cláudio Jorge Pinto Alves, mas suspendeu a indicação, que obrigatoriamente precisa ser feita pelo Palácio do Planalto ao Senado, porque prefere um profissional com perfil adequado ao posto. Além disso, vem adiando a oficialização da indicação da economista Solange Vieira para a presidência da agência, porque há dúvidas no governo se a atual secretária de Aviação Civil do Ministério da Defesa é o nome mais apropriado para o posto.Desde o dia 24 de agosto, a Anac não funciona com a diretoria…

Os acidentes decolam

Imagem
A dois meses do fim do ano, Brasil já bateu recorde em desastres aéreos. São 76 casos. Aumento da frota e falhas na inspeção de aeronaves estão entre as causas do problema
Ullisses CampbellO ano de 2007 ainda nem terminou e o Brasil já bateu o recorde em acidentes aéreos. De janeiro até a semana passada, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Cenipa) registrou 76 tragédias envolvendo aviões civis comerciais. Desde 1997, o país não registra tantos acidentes com aeronaves. “Esses números são preocupantes. O governo deveria aumentar a fiscalização porque há companhias aéreas que não operam com segurança”, ressalta o diretor de Segurança de Vôo do Sindicato Nacional dos Aeronautas, comandante Gilberto Salvador Camacho.O número de mortes em acidentes aéreos também bateu recorde nos 10 primeiros meses deste ano. Foram 266 de janeiro a outubro. Nos últimos dois anos, 499 pessoas perderam a vida em tragédias aeronáuticas. “Essas estatísticas são alarmantes. É preciso repens…

Ruim para o consumidor

Imagem
Contrato de concessão do posto Shell do Aeroporto JK tem renovação investigada pela Controladoria-Geral da União
Da RedaçãoUm negócio bom para as partes e ruim para o interesse público. Assim pode ser definido o contrato de concessão do posto Shell do Aeroporto JK. Bom para as partes porque lucram, com o acordo, a empresa petrolífera, que vende seu combustível em um ponto de venda privilegiado; o empresário, que explora o posto, por pagar à Infraero apenas R$ 9 mil mensais pelo aluguel de uma área pública; e a empresa aeroportuária, que recebe por uma área que não é sua. Quem perde é o cidadão, pois, num emaranhado de ilegalidades já denunciadas pela Controladoria-Geral da União (CGU), a única coisa que não vale são os seus interesses.
A história do posto Shell começa há exatos 20 anos. Desde 1987, a Infraero administra o terreno de 25 hectares que cerca o Aeroporto JK, o imóvel que pertence ao GDF. Administra, diga-se de passagem, apenas de acordo com seus interesses, legalizando incl…

Varig volta a voar para Buenos Aires

Imagem
A Varig informou que voltará a ter vôos diários para Buenos Aires, a partir de amanhã. Segundo a empresa, até o final do ano deverão ser 98 vôos semanais. Enquanto isso, a partir da próxima semana a companhia aérea deverá oferecer 28 freqüências semanais entre Buenos Aires e as cidades de São Paulo e Rio. Em 3 de dezembro, serão iniciados mais 42 vôos entre essas cidades.A partir do dia 10 do próximo mês, a empresa também vai passar a interligar Buenos Aires a Brasília (DF), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS) e Recife (PE), somando mais 28 vôos semanais.Negócios e lazerSegundo o diretor comercial da Varig, Lincoln Amano, a empresa aposta no aumento da demanda de clientes por viagens de negócios entre os dois países, além das de lazer. Atualmente, a Varig já tem vôos regulares para Bogotá e Caracas, na América do Sul, e Frankfurt, Londres, Paris e Roma, na Europa.A Varig foi proibida de voar para a Argentina, em agosto deste ano, pelo governo argentino, que alegou não conhecer a com…

Com Varig, Gol fica mais perto da liderança

Imagem
O grupo Gol está mais próximo da liderança no mercado de vôos domésticos. Em outubro, a Gol e a Varig, que foi adquirida em abril, ficaram com 45% de participação, enquanto a TAM, atual líder, fechou o mês com 46,6%. Em setembro, a diferença entre as duas era de quase sete pontos percentuais.A Gol tem boas chances de chegar à liderança nos próximos meses, uma vez que relançou a marca Varig e está investindo em sua publicidade para competir diretamente com a TAM. A TAM, por sua vez, prevê que vai se manter como a maior companhia aérea do país em 2008, conforme informou em sua teleconferência na sexta-feira.No seu último mês de operações, a BRA ficou com 2,5% de participação doméstica, sendo que em setembro tinha 4,6%. Já a OceanAir praticamente manteve sua fatia: 2,9% no mês passado, contra 2,6%, em setembro. Os dados foram divulgados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).A demanda doméstica registrou um aumento forte em outubro, de 15,7%, após um mês de retração, agosto, e um…

Despesa deve continuar afetando balanços das aéreas

Imagem
Roberta Campassi As duas maiores companhias aéreas do país sofreram reduções significativas em sua rentabilidade neste ano. Para 2008, a melhora de resultados dependerá especialmente da redução dos custos. Isto porque o preço cobrado por cada quilômetro voado não deve subir.O setor de aviação usa o chamado "yield" para medir quanto cada passageiro paga para voar por um quilômetro. É um dos indicadores mais usados para prever o resultado das companhias aéreas, já que mostra se as empresas estão conseguindo mais ou menos receita por unidade de transporte. No terceiro trimestre deste ano, o "yield" da TAM foi de R$ 0,25, valor 15,7% menor do que no mesmo período de 2006. No caso da Gol, o yield caiu 11,7%, para R$ 0,22."Acreditamos que para 2008 os 'yields' ficarão estáveis em relação ao que for registrado no quarto trimestre deste ano, em termos nominais", afirmou Líbano Barroso, vice-presidente de finanças e relações com investidores da TAM, durant…

Autoridade é uma coisa, eficácia é outra

Imagem
O caos aéreo, de pura teimosia, sobrevive às ordens e à pose do ministro JobimENSAIO: Roberto Pompeu de Toledo O ministro dos Desastres Aéreos, Nelson Jobim, explicou assim, na semana passada, a questão da fiscalização das condições em que operam os aviões no país: "A fiscalização existe. A eficácia dessa fiscalização é que é o problema. O problema da existência da fiscalização é uma coisa, e outra coisa é a eficácia dessa fiscalização". Jobim freqüenta já há algum tempo a cena nacional, mas nunca esteve tão exposto. Com isso, vamos nos familiarizando com o seu jeitão seguro de dizer as coisas, temperado por um certo enfado, como se cansado de ter de explicar questões tão óbvias. O ministro, da altura de mais de 1,90 metro às proeminências do nariz e do abdome, tem o perfil do general De Gaulle. Recortem-se as silhuetas de um e de outro e elas se encaixarão como uma peça de quebra-cabeça em seu molde. Da semelhança física, o modelo gaullista expandiu-se para o espírito do mi…

Mais uma aterrisagem. Será que vai faltar avião?

Imagem
BRA pára de voar de repente, deixa 70 mil passageiros a ver navios e piora a crise aérea que assola o país
DANIEL LEB SASAKINa semana passada, a aviação comercial brasileira registrou mais um óbito. A BRA transportes Aéreos sucumbiu à crise financeira e, sem avisar os senhores passageiros, entrou na rota que derrubou Transbrasil, Vasp e Varig, ícones da aviação brasileira. Na quarta-feira 7, a companhia aérea suspendeu todos os seus vôos e deixou 70 mil clientes com a passagem na mão. No chão, sem alimentação, transporte e hospedagem. O drama foi dividido pelos 1,1 mil funcionários da empresa. Sem mais nem menos, foram postos em “aviso prévio”. “A notícia pegou até a gente de surpresa. Cheguei para trabalhar e não tinha mais trabalho”, diz um servidor da BRA.Segundo a diretoria, a suspensão das atividades é temporária e foi necessária para evitar que as reservas se esgotem completamente. Com dívidas na casa dos US$ 100 milhões (R$ 175 milhões), em sua maior parte contraídas junto a ban…

Anac amplia orçamento e liberação de verbas

Imagem
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

Pressionada pela crise aérea, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) ampliou o orçamento e a liberação de verbas para fiscalização da aviação civil - cuja eficácia foi questionada ontem pelo ministro Nelson Jobim (Defesa).

Criada no final de 2005, a agência só foi incluída na lei orçamentária por medida provisória editada em abril do ano passado. Na MP, o governo reservou R$ 8,6 milhões às ações de fiscalização do órgão, recursos empregados basicamente às viagens e diárias de fiscais.

No Orçamento da União deste ano, o primeiro a fixar os gastos da Anac desde janeiro, a dotação foi elevada a R$ 9,3 milhões, um aumento de 8,1%, ou 4,8% acima da inflação.

O ritmo de liberação dos recursos também cresce. Segundo dados do Ministério do Planejamento, em 2006, foram empenhados - reservados para uso, na primeira etapa do gasto público - R$ 8,598 milhões, numa média de R$ 717 mil mensais. Nos primeiros dez meses deste ano, a agência empenhou R$ 7,672 milhões.

Os dados o…

Aeronáutica investiga se turbina de jato falhou

Imagem
Manete que controla o motor da turbina direita foi achado na posição inoperante

Learjet pode voar apenas com um dos motores, mas, se um deles é desligado durante a decolagem, a situação pode se tornar crítica

KLEBER TOMAZ
DA REPORTAGEM LOCAL

A Aeronáutica investiga se a turbina direita do Learjet falhou após o jato ter decolado do Campo de Marte, na zona norte de São Paulo. A suspeita dos militares é de que, com o motor direito inoperante e o esquerdo ativo, o avião tomou rumo errado - virou à direita em vez da esquerda- e atingiu imóveis da Casa Verde no domingo.

A hipótese de pane na turbina foi reforçada depois de os bombeiros localizarem o controle das manetes. A alavanca da direita estava posicionada para trás, o que indica que o seu motor estava inoperante. Já a da esquerda estava à frente, indicativo de que sua turbina estava operante.

Fontes da FAB admitem a possibilidade de o piloto ter recuado a manete para desligar o motor após ter percebido algum problema.

Com a turbina direita d…

Campo de Marte tem alto movimento de aeronaves de pequeno porte

Imagem
Aeroporto chegou a ser cogitado como alternativa para desafogar Congonhas. Movimento é exclusivamente de helicópteros e aviões pequenos.

Localizado nas proximidades da Marginal Tietê, na Zona Norte cidade de São Paulo, o Aeroporto Campo de Marte é um dos seis mais movimentados do país. Segundo informações da Infraero, há uma média de 231 pousos e decolagens por dia -- 70% de helicópteros e 30% de aviões de pequeno porte.

Em 2006, o aeroporto registrou 85.158 operações de aeronaves, com movimento de 169.551 passageiros. O número tem se mantido estável nos últimos anos, após um pico em 2002 -- quando 96.687 vôos levaram 193.374 passageiros.

O aeroporto tem uma pista de 1,6 mil metros de extensão por 45 metros de largura. Fica aberto 24 horas para pouso e decolagem de helicópteros e das 6h às 23h para operações de aviação de pequeno porte. Durante as discussões motivadas pela crise aérea no país -- que veio à tona em outubro de 2006, com o acidente do vôo 1907 da Gol -- surgiram propostas d…

Jobim quer aumentar fiscalização da aviação geral

Imagem
Setor abrange jatos particulares, táxis aéreos e helicópteros. Jobim determinou que Anac faça avaliação do sistema de fiscalização.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, quer intensificar a fiscalização da aviação geral, que abrange jatos particulares, táxis aéreos e helicópteros. Depois de três acidentes com helicópteros ocorridos no espaço de duas horas, na quinta-feira (1), e do acidente deste domingo (4) com o avião que decolou do Campo de Marte, na Zona Norte de São Paulo, Jobim determinou ao diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Allemander Pereira Filho que faça uma avaliação do sistema de fiscalização, para verificar se as regras são cumpridas e se serão necessárias normas mais rígidas.

A Anac vai avaliar as empresas da aviação geral e os procedimentos de manutenção dos aviões e de helicópteros. Segundo a assessoria de imprensa do ministério, mesmo sem saber os motivos dos acidentes, Jobim recomendou "um novo processo de fiscalização da aviação geral", por c…

Manutenção de avião estava em dia, diz Anac

Imagem
Informação em site da agência estaria desatualizada. Acidente será investigado pela Aeronáutica.

A manutenção do Learjet 35 prefixo PT-OVC, que sofreu um acidente, na tarde deste domingo (4), em São Paulo, que resultou na morte de oito pessoas, estava em dia, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com informações da assessoria de imprensa da agência, os dados que constam no site da Anac, que informam que a manutenção anual da aeronave estaria vencida, estão desatualizadas. Um fax, recebido no último dia 24, comprovaria a inspeção e a regularização da aeronave.

A Anac diz que não vai se manifestar sobre o acidente, que será investigado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e acompanhado pela Aeronáutica.