Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

Governo e dono da Azul querem comprar aéreas TAP e JetBlue

Imagem
MARIANA BARBOSA
JULIO WIZIACK

DE SÃO PAULO - FOLHA DE SP

O empresário David Neeleman, dono da Azul, está criando um fundo de investimento destinado à compra da companhia aérea portuguesa TAP e da americana JetBlue, que ele fundou.

A ideia, no futuro, é integrar as três empresas, formando uma superaérea nacional com rotas para Europa, África e EUA.  

Por razões estratégicas, o governo federal decidiu participar do negócio como sócio via BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A Folha apurou que o banco deverá ter cerca de 20% de participação no fundo, investindo inicialmente US$ 600 milhões. Os fundos privados que hoje são acionistas da Azul também devem entrar no negócio liderado por Neeleman. O empresário entrará com recursos próprios, adquirindo 5% de participação.

O investimento total será inicialmente de US$ 3,2 bilhões, valor que deve dobrar.

Os recursos serão usados na compra da TAP e da JetBlue. A companhia portuguesa deverá custar US$ 1,5 bilhão (valo…

O duelo entre Bombardier e Embraer

Valor
Por Andy Pasztor e Jon Ostrower | The Wall Street Journal, de Le Bourget, França

A disputa entre a Boeing e a Airbus normalmente é o principal tema nos grandes eventos do setor de aviação, como a feira Paris International Air Show. Mas nesta semana, as contrastantes encomendas de duas fabricantes de aviões menores - a brasileira Embraer SA e a canadense Bombardier Inc.- está emergindo como o principal assunto. 

A Embraer lançou esta semana a sua nova série de jatos comerciais E2, permitindo que ela conclua contratos e siga em frente com um projeto para uma linha de aviões que vai de 80 a 144 assentos. A companhia espera que isso lhe permita consolidar sua posição de líder no mercado de aviões menores. 

A Embraer anunciou a companhia aérea americana SkyWest Inc. como sua primeira cliente para a menor das três aeronaves da série E2, com o pedido firme de 100 aeronaves cuja entrega deve começar em 2020. A empresa de leasing International Lease Finance Corp. também se comprometeu a comp…

Com nova linha de jatos, Embraer ganha terreno contra Bombardier

Imagem
GRACILIANO ROCHA - FOLHA DE SP
EM PARIS

Na semana da principal vitrine do mercado de aviões do mundo, a Embraer ganhou terreno na guerra que trava com a canadense Bombardier pela liderança no seguimento de jatos para companhias aéreas regionais.

Após o lançamento da nova geração dos seus E-Jets, a Embraer informou na Paris Air Show que já tem 150 encomendas consolidadas do E2, família de jatos que concorre com os C-Series da Bombardier. A canadense não registrou novos pedidos.

O E2 foi lançado na última segunda em três versões (88, 106 e 132 assentos) com preços de catálogo que variam de US$ 46,8 milhões a US$ 60,2 milhões de dólares.

Somente os modelos maiores do E2 concorrem diretamente com a família C-Series (110 a 135 lugares) e custam entre US$ 58,3 e 66,6 milhões.

PEDIDOS

A companhia aérea americana SkyWest foi a primeira a anunciar a compra do E2. Fez um pedido firme -- que é a maneira como o setor chama as encomendas consolidadas -- de cem unidades com a opção de compra d…

Avião cai durante acrobacia e mata dois nos Estados Unidos

Imagem
DA AP, EM DAYTON, OHIO

Um avião bimotor que carregava uma mulher em sua asa caiu e explodiu durante um show de acrobacias neste sábado (22) em Ohio, nos Estados Unidos.

O piloto e a acrobata Jane Wicker morreram na hora, segundo as autoridades. Nenhum espectador se feriu.

O acidente aconteceu por volta das 12h45 no horário local (13h45 de Brasília) durante o Vectren Air Show, na cidade de Dayton.

"De repente, eu ouvi gritos, olhei pra cima e vi uma bola de fogo", disse Stan Thayer, que estava na plateia, ao canal local WHIO.

Outro espectador, Shawn Warwick, contou que estava observando os voos com um binóculo. "Percebi que o avião estava fazendo manobras muito próximo do chão. Vi que ele foi direto para o solo e explodiu".

O evento foi cancelado pelo resto do dia, mas organizadores disseram que as atividades devem ser retomadas no domingo (23).

Ty Greenlees/Dayton Daily News/Associated Press
Avião pega fogo após cair durante o Vectren Air Show en Dayton, Ohio, …

Avião gigante da Boeing pousa carregado pela 1º vez no Brasil

Fabiana Marchezi
Do UOL, em Campinas (SP)

O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (a 93 km de São Paulo), recebeu às 7h05 desta segunda-feira (17) o primeiro voo oficial carregado de um Boeing 747-8F da Cargolux, considerado um dos maiores do mundo.

A aeronave, que leva apenas dois tripulantes – comandante e copiloto - deixou Luxemburgo, na Europa, no domingo (16) com equipamentos da indústria automotiva, eletrônica e química.

Para o voo de retorno, que saiu de Viracopos às 9h13, foram exportados produtos perecíveis, como mamão, abacate e gengibre, segundo a Cargolux.

De acordo com Luiz Saulo Giovannini, gerente de aeroporto da DCS, representante da Cargolux no Brasil, por enquanto, estão previstos três voos de carga por semana para Campinas.

"Antes das operações de hoje, a aeronave havia feito um pouso teste no terminal. Hoje, foi o primeiro pouso em Viracopos com a aeronave carregada", disse.


Anac entrega relatório sobre ajuda a companhias aéreas para SAC

Correio do Brasil
Por Redação, com Reuters - do Rio de Janeiro

O estudo para uma eventual ajuda do governo para as companhias aéreas brasileiras já foi entregue pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) à Secretaria de Aviação Civil (SAC), afirmou nesta terça-feira o diretor-presidente da agência, Marcelo Guaranys.

Segundo ele, o relatório foi demandado pela própria SAC para analisar como o governo poderia auxiliar as companhias aéreas brasileiras, que atravessam momento de câmbio desfavorável para custos em dólares, desaceleração na demanda e preços elevados de combustível.

- O ministro pediu para nós um relatório econômico e financeiro sobre a vida das empresas… A partir de agora, o Ministério pode ter informações para poder pensar em um plano para ajudar as empresas – disse Guaranys a jornalistas durante vistoria no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Em abril, o ministro à frente da pasta, Moreira Franco, havia dito à Reuters que a SAC pediu ao Banco Nacional de Desenvolvime…

Apaixonado por aviões, empresário abre franquia de cursos para pilotos

Reinaldo Zanon, da Seguralta, investiu US$ 2 milhões na Sky Prime.
Investimento inicial para abrir unidade da rede começa em R$ 150 mil.

Gabriela Gasparin

Do G1, em São Paulo

Apaixonado por aviões desde criança, o empresário Reinaldo Zanon acaba de abrir uma rede de franquias de escolas de aviação civil no país para a formação de pilotos de aviões e helicópteros, além de profissionais do setor, como comissários de bordo e mecânico de aeronave.

O lançamento da Sky Prime ocorreu nesta quarta-feira (12), no primeiro dia da 22ª edição da ABF Franchising Expo, a maior feira do setor de franquias do mundo, que ocorre em São Paulo até sábado (15).

“Eu sou apaixonado por aviação desde criança. É uma paixão antiga. Uni uma paixão com uma oportunidade de mercado”, afirmou, citando a recente demanda das companhias aéreas por profissionais capacitados, uma carência do setor.

Para a concretização do sonho, Zanon, que já tem experiência em franquias com a Seguralta (rede do setor de seguros hoj…

Embraer: Metalúrgicos farão campanha contra desnacionalização do setor aeronáutico

O Estado de SP

O temor de que a novas parcerias da Embraer, particularmente para a nova geração de jatos e para a fabricação do novo cargueiro KC-390, levem a um processo de desnacionalização do setor aeronáutico, com redução dos postos de trabalho nas atuais empresas parceiras da companhia, levou o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos a elaborar uma campanha que defende a exigência de produção local. 

“Com o novo contrato, as peças passam a ser produzidas nos Estados Unidos”, diz a entidade. 

O sindicato quer pressionar o governo federal e o BNDES a fazer a exigência de produção local. A Embraer não comentou a iniciativa dos metalúrgicos. 

-->

Céu de artilheiro

Competição muda totalmente as regras de utilização do espaço aéreo e aeroportos de BH

Pedro Rocha Franco - Estado de Minas


Enquanto os treinadores das oito seleções participantes da Copa das Confederações montam os melhores esquemas em busca do título do torneio, uma equipe do Comando da Aeronáutica arma uma estratégia para que o espaço aéreo brasileiro funcione com segurança durante o evento e, principalmente, nos dias de jogos. A reordenação muda muitas das regras do setor e impõe uma série de transtornos para alguns dos principais usuários do espaço aéreo. 

O plano de operação estará em vigor nos 15 dias do evento. Nesse período, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) serão responsáveis pelo funcionamento dos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Como os voos da aviação regular (comercial) não serão alterados, os órgãos vão coordenar a distribuição dos slots para aviação geral e regular os voos, distribuindo…

Aeroporto aprovado

Correio Braziliense

Diretores da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) realizaram, na tarde de ontem, uma vistoria no Aeroporto Internacional de Brasília e não encontraram irregularidades. A inspeção começou por volta das 15h pelas aéreas de embarque e desembarque, passando pelos terminais, pelo atendimento e pela operação das companhias aéreas. Os técnicos constataram que, mesmo com as obras, o terminal tem funcionado normalmente, sem prejudicar os passageiros. 

O diretor-presidente da Anac, Marcelo Guaranys, relatou que o aeroporto está no mesmo patamar das principais estruturas do tipo no país. "Estamos fiscalizando todas as etapas. O importante é que as obras permitam a operacionalidade do aeroporto e não atrapalhem a Copa das Confederações", afirmou. Neste fim de semana, Guaranys não acredita que haverá transtornos. "Esperamos 45 mil turistas por dia, de sexta-feira a domingo. No fim do ano, é mais movimentado do que isso, porque nós recebemos cerca de 60 mil visi…

Aviso prévio

Ancelmo Gois - O Globo

O Clube Esportivo Ultraleve tem até o fim do mês para deixar o lugar onde funciona há 30 anos na Barra, por conta das obras do Parque Olímpico. O problema é que o Exército não liberou ainda uma área, também na Barra, que prometeu ceder para o CEU.

-->

Ovni atinge avião comercial na China

Imagem
A aeronave estava a uma altitude de 26 mil pés (oito mil metros) quando foi atingida pelo objeto não identificado

Band


Um Ovni (objeto voador não identificado) atingiu a ponta de um avião comercial na China, no início desta semana, entre Chengdu e Guangzhou.

A aeronave estava a uma altitude de 26 mil pés (oito mil metros) quando foi atingida pelo objeto não identificado.

O incidente aconteceu pouco após a decolagem. Ninguém ficou ferido e o avião conseguiu pousar, segundo a imprensa local. 


Ponta da aeronave ficou destruída - Reprodução/YouTube -->

Avião cai de paraquedas em jardim na Grã-Bretanha

BBC Brasil

Um avião de pequeno porte ficou praticamente intacto após cair sobre o jardim de uma casa em Cheltenham, no oeste da Grã-Bretanha, com a ajuda de um paraquedas.

O piloto, de 76 anos, acionou o sistema de emergência do monomotor Cirrus SR22 ao enfrentar problemas quando sobrevoava a cidade.

Ele havia saído de Londres, a cerca de 180 quilômetros de distância.

As imagens da queda foram captadas por um morador da região.

O paraquedas conseguiu reduzir drasticamente a velocidade da aeronave, que caiu sobre arbustos a poucos metros de distância de um morador.

O piloto sofreu apenas alguns ferimentos leves.

Pousos de aviões com paraquedas são extremamente raros.



-->

Anac fará vistoria em aeroportos antes da Copa das Confederações

Daniel Mello - Agência Brasil

São Paulo – A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) fará na próxima quinta-feira (6) uma vistoria nos aeroportos de Guarulhos (Grande São Paulo) e Viracopos (Campinas). Como são a porta de entrada de grande parte dos turistas estrangeiros que vem ao país, os diretores da agência vão avaliar se os terminais estão preparados para o fluxo da Copa das Confederações, que começa no próximo dia 15. Também serão inspecionados os aeroportos do Galeão e o de Santos Dumont, no Rio de Janeiro, de Brasília (DF), de Confins (MG), de Salvador (BA),de Fortaleza (CE) e de Recife (PE).

A visita desta quinta-feira será comandada pelo diretor-presidente da Anac, Marcelo Pacheco dos Guaranys, acompanhado de fiscais do órgão. Eles vão observar os itens que são de competência da agência, como atendimento aos passageiros. A equipe deverá começar a inspeção por Guarulhos, às 9h30, e seguir a tarde para Viracopos.

Durante a Copa das Confederações, a Anac manterá 220 servid…

Embraer espera consolidar ciclo positivo com vendas bilionárias

Correio do Brasil
Por Redação, com Reuters - de São Paulo

A Embraer espera que o último potencial grande pedido de jatos regionais nos Estados Unidos no atual ciclo de vendas seja da American Airlines, após ter conquistado três de quatro contratos bilionários no mercado de aviação comercial norte-americano nos últimos meses. 

– Terminada a concorrência da American Airlines, o jogo estará fechado por um tempo – disse o presidente-executivo da Embraer, Frederico Curado, durante o Reuters Latin American Investment Summit, na noite passada. 

Para ele, parcela importante da demanda remanescente por aviões regionais nos EUA, numa quantidade de 150 a 250 unidades, será preenchida pela confirmação de opções de compra nos acordos já assinados, o que colocaria a Embraer numa posição vantajosa. 

Terceira maior fabricante mundial de aeronaves comerciais, a Embraer firmou neste ano vendas para as norte-americanas Republic Airways, United Airlines e SkyWest, fortalecendo a carteira de pedidos (“backlog…

Anac agora exige experiência

O Estado de SP

As regras aprovadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para o leilão de privatização dos Aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Minas Gerais, afastam o risco de a disputa ser vencida por empresas sem competência técnica e experiência comprovadas em operações do porte das que terão de assumir, como ocorreu em 2012 com o leilão, dos Aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília. 

Por causa do baixo nível de exigência feito às operadoras que participam dos consórcios, no ano passado o País perdeu boa parte da oportunidade de, ao abrir as operações dos principais aeroportos do País para grandes empresas internacionais, melhorar rapidamente o setor. Grandes e experientes operadoras internacionais contribuiriam para a modernização do sistema de acordo com os padrões mais elevados de eficiência e qualidade de serviços, beneficiando os usuários, mas as operadoras dos consórcios vencedores nunca haviam administrado aeroportos do porte dos que passaria…