Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Operadora russa de helicópteros planeja joint venture no Brasil

Objetivo da operadora é prestar serviços de helicóptero a projetos brasileiros off-shore.

Gazeta Russa

A operadora UTair está negociando a possibilidade de uma joint venture com uma empresa brasileira, anunciou o diretor-geral da Utair, Andrêi Martirossov, no final de janeiro passado, sem fornecer maiores detalhes. Sabe-se, porém, que a parceria não será necessariamente realizada com uma transportadora aérea. A joint venture deverá ser anunciada até ao final deste ano.

A expansão da UTair em direção ao mercado latino-americano começou há três anos com a compra da maior operadora de helicópteros peruana, a Helisur. Com essa compra, a UTair planejava entrar nos mercados de outros países latino-americanos, mas até agora só conseguiu um projeto concreto no Brasil.

A Helisur tem entre seus clientes muitas das maiores empresas mineiras e petrolíferas da América do Sul, inclusive a brasileira Petrobras. Sem essa base de clientes a UTair teria dificuldades em competir com grandes empresas qu…

Argentina fez voos secretos para buscar armas durante guerra das Malvinas

Terra

Os militares argentinos utilizaram aviões comerciais modificados para buscar armas em Israel e na Líbia durante a Guerra das Malvinas, informa neste domingo o diário argentino Clarín. De acordo com o jornal, sete pilotos se arriscaram em voos sigilosos, com rádio e luzes desligadas e tentando fugir dos radares britânicos, que controlavam o Oceano Atlântico.

Segundo o jornal, os pilotos argentinos Gezio Bresciani, Luis Cuniberti, Leopoldo Arias, Ramón Arce, Mario Bernard, Juan Carlos Ardalla e Jorge Prelooker, da companhia Aerolíneas Argentinas, foram os encarregados da operação, que consistiu em dois voos para Tel Aviv, em Israel, quatro para Trípoli, na Líbia, e um para a África do Sul, entre 7 de abril e 9 de junho de 1982. O último voo, no entanto, teria sido cancelado em pleno trajeto por falta de acordo com um traficante de armas.

Como as nações ocidentais, aliadas do Reino Unido, impuseram sanções ao governo argentino, o governo militar precisava realizar…

Infraero ainda não recebeu projeto

Zero HoraAté o início da noite de ontem, a superintendência regional da Infraero ainda não havia recebido os projetos que faltavam para completar o estudo para ampliação da pista do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.Na quarta-feira, o Centro de Comunicações do Exército comunicou que o projeto havia sido concluído e entregue, mas não soube precisar que setor teria recebido o material. O projeto completo é essencial para a abertura de licitação, que precisa ser publicada até março para que a obra esteja completa até dezembro de 2013.

Infraero vai bancar, indiretamente, ágio de 348% do leilão

EDNA SIMÃO E MARTA SALOMON - O Estado de SPA Infraero vai bancar, indiretamente, metade do ágio médio de 348% pago pelos consórcios que venceram o leilão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília. O preço mínimo, fixado no edital do leilão, era de R$ 5,5 bilhões, mas eles foram concedidos por R$ 24,5 bilhões.Isso vai ocorrer porque o valor da outorga será pago com as receitas obtidas pelas empresas que vão administrar os aeroportos, as Sociedades de Propósito Específico (SPEs), onde os consórcios vencedores têm 51% e a Infraero, 49%. Ou seja, não há impacto direto no orçamento da Infraero. Isso só vai ocorrer se a SPE tiver prejuízo. Segundo fonte envolvida no processo, o alto valor da outorga reduz a lucratividade e os dividendos da Infraero porque eleva as despesas.Por outro lado, a leitura é de que a União não sairá perdendo. Isso porque o Fundo Nacional de aviação Civil (Fnac) receberá integralmente o valor da outorga no período de concessão, que varia de 20 a 30 anos.A p…

Aeroporto e rodovia têm pior nível de satisfação

Para 259 empresas consultadas pela Fundação Dom Cabral, os dois setores apresentam as maiores deficiências na infraestruturaRENÉE PEREIRA - O Estado de S.PauloNão são apenas os passageiros que sofrem com as deficiências da infraestrutura aeroportuária e rodoviária. O setor produtivo também tem acumulado prejuízos bilionários com a oferta restrita - e de péssima qualidade - dos dois setores, que receberam as piores avaliações por parte das empresas.Estudo feito pela Fundação Dom Cabral, com 259 companhias responsáveis por 30% do Produto Interno Bruto (PIB), mostra que 70% dos grupos entrevistados estão muito insatisfeitos com a capacidade dos aeroportos e 67% com a condição das rodovias brasileiras."O País tem hoje uma capacidade produtiva grande, que exige uma logística mais eficiente. As empresas não trabalham com estoques e, por isso, dependem de um transporte rápido", afirma o professor Paulo Resende, coordenador do Núcleo CCR de Infraestrutura e Logística da Dom Cabral.O…

Aeroportos terão reforço no Carnaval

ERIK FARINA – ZERO HORAEmbora ainda não tenham sido anunciadas oficialmente – apesar da proximidade da festa –, já estão definidas as principais medidas do plano para evitar contratempos nos aeroportos durante o período de Carnaval.Entre os dias 17 e 22, o número de atendentes e fiscais será ampliado nos principais terminais do país.Elaborado pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero), o plano seguirá os moldes do aplicado nas festas de final de ano. Os detalhes serão apresentados até amanhã. O governo deverá apertar a fiscalização sobre as companhias aéreas para evitar descumprimento de horários dos voos e overbooking (venda de passagens acima da capacidade da aeronave), acelerar os procedimentos de acesso às salas de embarque e desembarque e reforçar os balcões de informação.Será reforçado o número de funcionários da Infraero responsáveis pela segurança e pelas operações de pouso e decolagem. Colaboradores circulando pelos saguões com coletes da campanha Posso Aj…

Ampliação de pista do Salgado Filho segue parada

Zero HoraO mais recente prazo estimado pelo Exército para entregar à Infraero o plano de engenharia para ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho não foi respeitado ontem. Após descumprir o calendário pela sétima vez, a instituição não promete novas datas.De acordo com o Departamento de Comunicação da Infraero no Salgado Filho, o projeto não foi apresentado em Porto Alegre ou Brasília. O Exército não atendeu ao pedido de informações da reportagem quanto à situação do estudo e novos prazos para sua conclusão.Na superintendência da Infraero em Porto Alegre, a opinião corrente é de que o projeto chegará a qualquer momento. As informações são de que estaria no estágio final. A espera se arrasta desde março do ano passado, primeiro prazo para a conclusão do estudo que orientará a extensão da pista de 2,28 mil para 3,2 mil metros.Embora não estime data limite, Jorge Herdina, superintendente do Salgado Filho, diz que é preciso que o estudo chegue logo para haver tempo de preparar o ed…

Aviões da Gol e da Lan colidem em aeroporto de Buenos Aires

Band
Aviões das companhias aéreas Gol e Lan colidiram, na tarde desta segunda-feira, no aeroporto Internacional Jorge Newbery, em Buenos Aires, na Argentina. A informação foi confirmada pela empresa aérea brasileira, que disse que a aeronave da Lan provocou a batida.

O caçador de sucata

Como o juiz Marlos Augusto Melek venceu a burocracia para livrar os aeroportos de 57 aviões sucateados.
Por Guilherme QUEIROZ – IstoÉ Dinheiro
Em junho de 2011, o juiz federal da Justiça do Trabalho no Paraná Marlos Augusto Melek percorria o pátio do Aeroporto de Congonhas numa das rotineiras visitas ao terminal paulistano. Diante dos aviões sucateados da antiga Vasp, Melek analisava um destino para os bens da companhia aérea que faliu em 2008, deixando para trás dívidas de R$ 3,5 bilhões, que incluem um passivo trabalhista de R$ 1,5 bilhão, com 15 mil funcionários. Veio então uma ideia simples: por que não reunir artigos da empresa em kits colecionáveis e vendê-los para aficionados da aviação?
Dois meses depois, três mil interessados compareceriam ao leilão com a esperança de arrematar uma parte da memória da Vasp. Mais que ressarcir os credores da companhia, o evento é um exemplo das iniciativas gestadas no programa Espaço Livre, do qual o juiz é mentor e coordenador. Na segundafeira 6…

Os senhores dos ares

O governo arrecadou R$ 24,5 bilhões com a privatização dos aeroportos. Conheça as empresas que vão comandar os três terminais aéreos mais importantes do Brasil.
Por Marcelo CABRAL, Luís Artur NOGUEIRA e Guilherme BARROS – IstoÉ Dinheiro
Cinco... quatro... três..." A contagem regressiva foi entoada a plenos pulmões pelo executivo carioca Gustavo Rocha e por sua equipe de 30 auxiliares no pregão superlotado da BM&F Bovespa, no chamado centro velho da capital paulista. Quando a numeração chegou ao zero, Rocha comemorou aos pulos, abraçado ao seu time. Ele tinha bons motivos para isso. Exatamente às 12h23 da segunda-feira 6, um dos dias mais quentes deste início de 2012, esse carioca de 43 anos, presidente da Invepar, se tornou o novo comandante do aeroporto de Guarulhos, o maior e mais importante do País. Se o leilão promovido pelo governo pelas concessões de Guarulhos, Campinas e Brasília fosse uma partida de futebol, a melhor analogia seria dizer que a Invepar – à frente de um c…

Dois aviões se chocam na pista de aeroporto em Buenos Aires; ninguém ficou ferido

Do UOL, em São Paulo
Um avião da companhia aérea LAN que se preparava para decolar foi atingido na traseira por uma aeronave da GOL que tinha acabado de pousar, em uma das pistas do aeroporto Jorge Newbery, em Buenos Aires, capital da Argentina, pouco antes das 12h (horário da Brasília) desta segunda-feira (13), segundo o jornal Clarín.
Ninguém ficou ferido no incidente. Segundo passageiros, o avião da LAN avançava em direção à cabeceira da pista quando todos a bordo sentiram um impacto forte.
Os motores, então, foram desligados e a aeronave ficou parada no meio da pista por uns cinco minutos. Foi aí que o comandante informou o que havia ocorrido.
Um porta-voz da Aeropuertos Argentina 2000, empresa que administra o aeroporto Jorge Newbery, confirmou a colisão, mas disse se tratar de "um incidente menor".

Capacidade da Anac é dúvida após leilão de aeroportos

Especializada em companhias aéreas, agência terá que fiscalizar cumprimento do edital de privatização de aeroportos Novas obras serão realizadas de acordo com demanda e piora no serviço; auditor dará notas a terminais 
DIMMI AMORA – FOLHA DE SP
DE BRASÍLIA

Para garantir que os vencedores do leilão dos aeroportos cumprirão as rigorosas exigências do edital, o governo depende de uma agência reguladora ainda não estruturada para esse serviço.
A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) não tem histórico de fiscalizar esse tipo de contrato e ainda não está preparada para o trabalho, inédito no país. A agência informa que espera aumentar o quadro com concurso.
Os editais de concessão dos aeroportos de Guarulhos (SP), Campinas (SP) e Brasília (DF) têm aspectos inéditos nas concessões nacionais para obrigar as empresas a cumprir o contratado.
A mais visível é o pagamento da outorga de R$ 24,5 bilhões pelas três unidades nos próximos 30 anos.
O governo aperfeiçoou um modelo que já vinha sendo tentado…

Avião colide com albatroz e ave fica presa na fuselagem

Aeronave da Guarda Costeira japonesa ia de Naha a Ishigaki quando foi atingida por um albatroz (Foto: AFP)
Um avião de patrulha japonês conseguiu se salvar após uma colisão com um albatroz abrir um buraco de cerca de 1 m de diâmetro na fuselagem da aeronave, informa nesta sexta-feira o site The Japan Times.

O incidente aconteceu por volta das 17h10 (horário local) da última quarta-feira, quando o avião de patrulha da Guarda Costeira do Japão sobrevoava o Mar Leste da China a uma altitude de 300 m. De acordo com o The Japan Times, o choque com a ave gerou um grande buraco de cerca de 1 m de diâmetro na parte da frente da aeronave Bombardier DHC8-315. O albatroz ficou preso no buraco.

Apesar do incidente, o avião conseguiu chegar ao seu destino, em Ishigaki, e pousar em segurança por volta das 18h (horário local). Nenhum dos nove tripulantes ficou ferido.

Colisões de aves são um grande problema. De acordo com The Japan Times, o Ministério dos Transportes local planeja ins…

O novo desenho dos aeroportos

Luis Nassif Online

Antes da venda das concessões de aeroportos pelo governo, técnicos se debruçaram sobre o negócio aeroporto, visando entender suas características.
Conversei com um dos responsáveis pelos estudos.

Cada aeroporto tem uma característica diferente. Pelos padrões internacionais, a média de margem operacional (excluindo investimentos) é de 40% sobre as receitas líquidas.

Já as receitas são constituídas de tarifas e de atividades não-tarifárias - exploração do espaço interno e externo do aeroporto, serviços adicionais para passageiros e companhias aéreas etc.

As tarifas são um percentual do preço da passagem aérea - de 10 a 20% do preço total. Portanto a receita dependerá do fluxo de passageiros. Nas tarifas estão os passageiros nacionais, internacionais e as cargas. Já as receitas não-tarifárias permitem exercitar novos modelos de negócios.

Cada aeroporto terá que encontrar sua vocação.

Guarulhos, por exemplo, já tem uim fluxo de caixa consolidado, forte presença de vôos i…

BNDES vai financiar 80% dos projetos de expansão dos aeroportos

Band
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) irá financiar até 80% das obras de expansão dos aeroportos em Guarulhos, Viracopos e Brasília transferidos ontem, em um leilão, para o setor privado. 

Iata critica privatização de aeroportos brasileiros

Entidade que reúne as 280 maiores empresas aéreas acusa o governo de falta de transparência e diz que passagens podem ficar mais caras

Jamil Chade, correspondente de O Estado de S. Paulo

GENEBRA - A privatização dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília na segunda-feira significará passagens ainda mais caras e maiores impostos para as empresas aéreas. Foi assim que o setor aéreo mundial reagiu ao processo no Brasil, atacando abertamente o governo por ter adotado um modelo que ameaça prejudicar a indústria aérea e ainda não resolver o problema da falta de eficiência dos aeroportos nacionais.

A Iata - entidade que reúne as 280 maiores empresas do mundo - denuncia a falta de transparência no processo e diz que a inflação no preço da compra, comemorado pelo governo, não conseguirá ser compensado apenas com a exploração dos três aeroportos e acabará em novos impostos para os passageiros.

Numa avaliação interna feita pela Iata e obtida pelo Estado, o processo da venda dos aeroportos…

União fará mudança geral no sistema de aeroportos

Por Cristiano Romero | Valor
De São Paulo

Depois de privatizar os aeroportos de Cumbica, Viracopos e Brasília, o governo vai reorganizar todo o setor aeroportuário. A gestão de outros aeroportos será entregue ao setor privado, alguns serão transferidos para a administração de Estados e municípios e um terceiro grupo continuará sendo operado pela estatal Infraero.

O plano de outorgas, que trará a estratégia de longo prazo para o setor aeroportuário, além de regras para as futuras concessões, deverá ficar pronto até o fim de março. Depois de concluída essa etapa, o governo escolherá os aeroportos que serão privatizados.

Em entrevista ao Valor, o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, disse que, em princípio, todos os aeroportos podem ser concedidos à iniciativa privada, mas antes o governo quer definir uma estratégia. "Estamos discutindo neste momento, entre outros, Confins, em Belo Horizonte, e Galeão, no Rio de Janeiro".

No caso do Galeão, Bittencourt expl…

Tribunal Militar mantém condenação a controlador envolvido em acidente da Gol

Maurício Savarese
Do UOL, em Brasília

Por 12 votos a 1, o plenário do Supremo Tribunal Militar (STM) decidiu nesta terça-feira (6) manter a condenação a um ano e dois meses de prisão imposta ao sargento da Aeronáutica Jomarcelo Fernandes dos Santos, por homicídio culposo. Ele foi dos controladores de voo envolvidos na colisão de um jato Legacy com um avião da Gol, em setembro de 2006 - morreram 154 pessoas no acidente com o voo que saiu de Manaus e faria escala na capital federal.

Para o relator do caso, o ministro Almirante-de-Esquadra Marcos Martins Torres, Jomarcelo “ignorou todas as normas de segurança de voo” e “passou o serviço a outro militar” sem alertar que o jato Legacy estava com seu transponder (equipamento que indica a posição da aeronave) desligado. O sargento foi condenado pela primeira vez em outubro de 2010 pelo Conselho Permanente de Justiça da Auditoria.

“[A negligência de Jomarcelo] foi decisiva para o desenlace dos fatos”, afirmou o relator sobre um dos cinco con…

Fitch coloca ratings de Invepar e Triunfo em observação negativa

Por Felipe Marques | Valor

SÃO PAULO - A agência de classificação de risco Fitch Ratings colocou em observação negativa as notas da Invepar e da Triunfo, indicando possível rebaixamento. Ontem, a Invepar e a Triunfo arremataram os aeroportos de Guarulhos e de Campinas, respectivamente.

Segundo a agência, ainda não foi possível avaliar o impacto dessa aquisição no perfil de endividamento das duas empresas. “A Fitch solucionará a observação negativa, tão logo tenha acesso às estratégias e às condições de financiamento a serem utilizadas na aquisição e obtenha mais informações sobre a geração de caixa operacional esperada e os investimentos programados”, escreveu a agência no relatório das duas empresas.

Na Invepar, foram colocados em observação negativa o rating “BB-“ de probabilidade de inadimplência do emissor (IDR, na sigla em inglês), em moeda estrangeira e local, e o rating nacional de longo prazo “A(bra)”. Na Triunfo, apenas o rating nacional de longo prazo “A+(bra)” recebeu a obs…

Preços pagos no leilão superam geração de caixa de aeroportos

Valor
De São Paulo, do Rio e de Brasília

Com ágios superlativos, que atingiram a média de 347%, a disputa pela concessão dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília foi encerrada em menos de três horas. Em uma cena rara, nenhuma das gigantes da construção nacional - Odebrecht, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa - figurou entre os vitoriosos. Além disso, nenhuma operadora de renome internacional integra os consórcios vencedores - a gestão dos três aeroportos ficará sob responsabilidade de empresas estrangeiras do mundo emergente. Ao saírem da Bovespa com despesas muito superiores à dos lances mínimos, os consórcios terão de enfrentar o grande desafio de resolver a equação financeira dos novos negócios com lucro.

Embora o pagamento dos R$ 24,5 bilhões em outorgas seja feito anualmente ao longo das concessões, os valores superam a geração de caixa anual obtida hoje pelos aeroportos. No caso de Guarulhos, a outorga consumirá pouco mais de R$ 800 milhões por ano, enquanto a estimativa …

Pneu de avião estoura durante pouso e fecha Congonhas por quase 30 minutos

Do UOL, em São Paulo

A Infraero (estatal que administra os aeroportos brasileiros) informou que o aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, ficou fechado por 28 minutos por conta de um problema com uma aeronave da Gol, que teve um dos pneus estourados durante o pouso.

O avião ficou parado na pista entre 15h46 e 16h12, impedindo a realização de pousos e decolagens. Segundo a Infraero, o problema causou pequeno atraso nos voos programados.

A assessoria de imprensa da Gol afirmou que está apurando o que aconteceu e não confirma, por ora, que o pneu tenha estourado. 

Atrasos na Gol

O check-in de passageiros da Gol Linhas Aéreas Inteligentes está lento nesta segunda-feira (6) devido a uma instabilidade no sistema da companhia.

De acordo com a empresa, o problema foi ocorreu de manhã e não há previsão de normalização. Em nota, a Gol informou que "lamenta pela situação e destaca que o atendimento está sendo realizado nos terminais aeroportuários".

Segundo boletim da Infr…