Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2009

Infraero vai gastar R$ 5 bi em reforma de aeroportos

Estatal promete deixar tudo pronto para a CopaDaniel Rittner e Paulo Victor Braga, de Brasília - Valor O novo presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza, não tem nenhum preconceito contra a ideia de privatização da empresa, mas avisa: ela conta com recursos suficientes para deixar os aeroportos brasileiros prontos para a Copa do Mundo de 2014. A estatal definiu um plano de investimento de R$ 5 bilhões nas cidades-sede e promete entregar as últimas obras até o primeiro trimestre de 2014, de 90 a 120 dias antes do início do campeonato.No cargo há menos de três semanas, Barboza busca distender o relacionamento com o Tribunal de Contas da União (TCU) e espera o sinal verde da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para um pedido de revisão geral das tarifas aeroportuárias, com o objetivo de estimular a redistribuição de voos a aeroportos e horários considerados ociosos.Especialista em guerra eletrônica e ex-chefe de gabinete do ministro da Defesa, Nelson Jobim, Barboza evita polêmic…

Azul obtém novo aporte

Valor Na sexta-feira, duas semanas após a data inicialmente prevista, a Azul Linhas Aéreas obteve um aporte de US$ 35 milhões dos atuais acionistas. O dinheiro será investido na Live TV, sistema de televisão para aeronaves que deve começar a funcionar nos voos da companhia brasileira em 2010, e em um centro de treinamento de tripulantes, entre outros itens. A empresa foi fundada em 2008 com investimento inicial de US$ 200 milhões. Hoje, é a terceira maior aérea do país, com 4,7% de participação doméstica.

Outro passo para expandir Confins

Imagem
Alana Rizzo

Brasília – A expansão do terminal 1 do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins), na Região Metropolitana de Belo Horizonte, pode sair do papel. O governador Aécio Neves apresentou ontem ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, a proposta de ampliação do aeroporto, incluindo a instalação de outros dois novos terminais.

“Temos 50 saídas semanais e acredito que poderemos dobrar esse número. A ideia é transformar Confins em um hub de distribuição de voos para o Brasil”, afirma o governador, que pretende ampliar a capacidade do terminal para 7 milhões de passageiros. A proposta prevê ainda a ampliação das salas de embarque e dos balcões de check-in, além de melhorias externas e a instalação de lojas free shop.

“O objetivo para 2014 (ano da Copa do Mundo no Brasil), é de que tenhamos dois terminais já em funcionamento, com uma capacidade de 14 milhões de passageiros/ano, que é a capacidade que a nossa projeção mostra que alcançaremos em 2014. Mas é preciso que isso se inicie ra…

Governo estuda comprar passagens de rotas menos lucrativas

Imagem
Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste são os principais alvos do programa, afirma Jobim



DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou ontem que o governo está finalizando um projeto a ser enviado ao Congresso Nacional que cria mecanismos para manter voos comerciais da aviação de média e baixa intensidades.

Essas rotas são para locais em que não há muito retorno financeiro para a exploração, mas em que há necessidade de manter os voos, o que, segundo o ministro, ocorre principalmente nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Entre os mecanismos, está a possibilidade de o governo comprar até 50% dos assentos de uma rota por um período definido de tempo, o que poderia ser feito via licitação.

Mesmo com a compra, as companhias aéreas poderiam vender aos clientes os assentos pagos pelo governo, mas não poderiam comercializar as passagens por preço superior ao pago pela administração federal, disse o ministro da Defesa.

Também poderiam ser estabelecidas concessões exclusi…

Receita da Trip cresce 43% no semestre

Imagem
A Trip Linhas Aéreas registrou lucro líquido de R$ 17,1 milhões no primeiro semestre do ano, ante R$ 1,05 milhão do mesmo período de 2008. O faturamento bruto da companhia ficou em R$ 183,9 milhões, o que representou um crescimento de 43% na comparação com janeiro a junho de 2008. A Trip projeta faturamento de R$ 510 milhões para 2009.

Azul cria empresa de transporte aéreo de cargas

Serviço começa por 4 cidades Erica Ribeiro - O Globo Linhas Aéreas Brasileiras iniciou ontem as operações da Azul Cargo, empresa de transporte expresso de cargas. Inicialmente, o serviço será oferecido em Campinas, Salvador, Fortaleza e Recife, e, até dezembro, a empresa deverá operar em toda a malha aérea da Azul. As 12 aeronaves modelos Embraer 190 e 195 terão seus porões usados para o transporte de carga. O projeto já estava previsto no investimento inicial da Azul, de US$ 200 milhões, quando da implantação da empresa no Brasil. Segundo o vice-presidente técnico-operacional da Azul, Miguel Dau, a idéia era lançar a Azul Cargo em 2010, mas o cenário de recuperação econômica após a crise fez a empresa antecipar os planos.— O transporte de carga para qualquer empresa tem importância na diluição de custos. Nossa expectativa é transportar dez toneladas de carga por dia em dezembro, quando o serviço estiver em todas as 15 cidades atendidas.No último dia 5, decisão do Supremo Tribunal Fede…

Anac vai dividir espaços em Congonhas

Agência só espera decisão judicial sobre Pantanal para redistribuir 412 "slots" Erica Ribeiro - O Globo A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu em reunião de diretoria que irá chamar as empresas aéreas interessadas na redistribuição de 412 autorizações de pouso ou decolagem (slots) no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, assim que a justiça decidir sobre o destinos dos slots da Pantanal. A companhia aérea conseguiu liminar na 2aVara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo, que impede a Anac de redistribuir seus slots.A agência recorreu. A intenção da Anac é redistribuir 412 slots em Congonhas. Destes, 61 são da Pantanal e 34, da Gol/Varig. Os outros 317 não estão em uso por empresas aéreas, nos horários a partir das 14h aos sábados até as 14h aos domingos.Dos 34 slots da Gol/Varig que serão redistribuídos, 32 são nos fins de semana. A empresa, que tem 1.472 slots em Congonhas, não quis comentar sobre a perda dos slots e informou apenas que vai…

UTair aterrissa no Peru

Jornal do Brasil Segundo se soube pela RBC Daily, a companhia aérea russa UTair adquiriu 75% da grande operadora de helicópteros do Peru, a empresa Helisur. Hoje, a companhia peruana explora dez helicópteros Mi-8 e um Mi-171, que prestam serviço para plataformas de petróleo e gás situadas em mar aberto. Segundo fontes da empresa aérea, apesar de o pagamento final da companhia adquirida ocorra em três anos, a UTair já administra transportadoras peruanas através do conselho de administração. Não é o primeiro ativo estrangeiro que a UTair adquire. Para a realização de projetos comerciais no exterior, ela criou fi liais que executam trabalhos com helicópteros mediante contratos comerciais em 15 países e em praticamente todos os continentes. No cumprimento dos contratos no exterior, hoje operam 10 helicópteros.

Agência civil deverá investigar acidentes aéreos

Tahiane Stochero - Diário de S.Paulo SÃO PAULO. O governo federal pretende tirar das mãos dos militares a responsabilidade de investigar acidentes aéreos no Brasil. Um projeto em estudo pelo Ministério da Defesa prevê a extinção do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica, e a criação de uma nova agência - agora civil - para o trabalho. Três propostas estão sendo analisadas pelo ministro Nelson Jobim. Todas elas acabam com a gestão militar sobre a área. A primeira prevê a criação de um órgão mais amplo, que atuaria não só na gestão de segurança do transporte aéreo, mas também terrestre e fluvial. Semelhante ao de países como os Estados Unidos, Canadá e Austrália, seria subordinado diretamente ao Senado, como é hoje o Tribunal de Contas da União (TCU). A criação deste órgão, contudo, depende de um decreto presidencial ou projeto de lei de autoria do Legislativo e não deve ser aprovada por Jobim, pois, neste caso, a Defesa perderia sua tutela…

Rota para 2014

Maiores companhias aéreas planejam investir pelo menos R$ 20 bilhões em compra de aviões nos próximos cinco anos, para aproveitar a demanda criada pela Copa do MundoGraziela Reis e Geórgea Choucair – Estado de MinasOs investimentos das companhias aéreas para a Copa de 2014 no Brasil já estão em pleno voo. Juntas, a TAM Linhas Aéreas, a Webjet, a Azul e a Trip planejam investir perto de R$ 20 bilhões nas aquisições de novas aeronaves nos próximos cinco anos. Segundo o vice-presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), José Carlos Vieira, a alta nas rotas tradicionalmente chega a 50% no mês que antecede o início dos jogos e nos 30 dias depois do fim do campeonato. “A alta é inevitável, mas depois tende a voltar ao normal”, afirma. Ele conta que as agências já estão formulando os pacotes. No entanto, as vendas mais fortes devem ser concentradas em 2012.As passagens aéreas também são oferecidas apenas cerca de 12 meses antes das viagens.Com isso, as vendas devem ser m…

Aeronave com garimpeiros some após decolar de Boa Vista

RESLEY SAAB – A Gazeta (AC)Uma aeronave com garimpeiros a bordo e plano de vôo não declarado teria deixado a cidade de Boa Vista (RR) e desaparecido no espaço aéreo amazônico, no final da tarde de terça-feira, 18.As informações são da Record News em São Paulo e coincide com o fato inusitado de que moradores em Boca do Acre (AM), a 200 quilômetros de Rio Branco e pouco mais de mil quilômetros de Manaus, observaram algo que pode ser um avião cair do céu e explodir, por volta das 20 horas de terça.Em comunicado aos produtores do Gazeta Alerta, a Record News afirmou que autoridades aeronáuticas sediadas em Roraima confirmaram a decolagem de uma aeronave ‘clandestina’, desde Boa Vista.A aeronave dos garimpeiros teria sido observada pela última vez sobrevoando uma área indígena ainda dentro de Roraima, pelos radares do Sistema de Vigilância da Amazônia.Mas, segundo especialistas, é pouco provável que os dois fatos tenham relação por causa da distância. De acordo com a ferramenta Google Eart…

Avião pode ter caído em Boca do Acre, dizem moradores da região

RESLEY SAAB; Paula Amanda – A Gazeta (AC)A Empresa de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) afirmou, que não tem nenhuma informação sobre a possibilidade de uma aeronave ter caído próximo à cidade amazonense de Boca do Acre (distante 200 quilômetros de Rio Branco).“Por enquanto, não temos qualquer informação técnica, embora nosso pessoal tenha se deslocado para a região, após vários moradores do local terem comunicado à polícia que viram um avião sobrevoando a cidade em baixa altitude e depois terem visto um forte clarão, seguido pelo barulho de explosões”, afirmou um funcionário da Infraero, identificado por Jean.“Embora não se tenha qualquer confirmação de um acidente com aeronave, o fato é que algo se desprendeu do céu com violência e merece ser verificado”, afirmou um integrante do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado do Acre, que está no lugar.Segundo as primeiras informações que chegaram do local, a queda aconteceu a quatro horas de barco de Boca do Acre, pelo rio…

Nova busca da caixa-preta fracassa

Órgão francês avalia continuidade da procura; família pede à Justiça que apure responsabilidade da Air FranceAndrei Netto, PARIS – O Estado de S. PauloResponsável pela apuração das causas do acidente do voo Air France 447, entre o Rio de Janeiro e Paris, o Escritório de Investigações e Análises para a Aviação Civil (BEA) anunciou ontem, em Paris, o término sem sucesso da "segunda fase" de buscas das caixas-pretas da aeronave. O encerramento da operação ocorreu no mesmo dia em que a família de um dos 228 passageiros e tripulantes do Airbus A330 pediu à Justiça que investigue a Air France por responsabilidade sobre a pane das sondas de velocidade do aparelho.A confirmação de que as buscas dos destroços se encerraram temporariamente no Oceano Atlântico foi feita pelo BEA na tarde de ontem, em Paris, via nota oficial. A segunda fase, iniciada em 1º de julho, chegou ao fim com o retorno do navio científico Pourquoi Pas? a Dacar, no Senegal. "Os trabalhos permitiram completar…

Anac cria selo para medir conforto no avião

Selo vai permitir comparar distância entre poltronas de cada companhiaMariana Barbosa – O Estado de S. PauloAs poltronas dos aviões das companhias brasileiras terão um selo de conforto para ajudar a identificar quão espremida será a viagem já no ato da compra da passagem. Depois de dois anos de estudo, a Agência Nacional de Aviação Civil abriu ontem uma consulta pública sobre a criação do Selo Dimensional. Sugestões para aprimorar a proposta poderão ser feitas até o dia 18 de setembro.O selo atende a uma determinação do ministro da Defesa Nelson Jobim que, com seus 1,90 metro e 112 quilos, é um crítico contumaz do desconforto nos aviões. Em agosto de 2007, Jobim anunciou, na CPI do Apagão Aéreo, sua intenção de exigir que as companhias aumentassem o espaço entre as poltronas. "O espaço vital, que é o espaço entre as poltronas, está absolutamente reduzido, comprimido", afirmou Jobim à época.Sem poder regular sobre o espaço entre as poltronas, a solução encontrada pela Anac fo…

Parlamentares lançam frente de apoio à aviação regional

José RomildoAssessoria de Comunicação Social
Ministério da Defesa Brasília, 19/08/2009 – Frente Parlamentar, formada por 290 integrantes, em apoio à aviação civil regional, será lançada no Congresso Nacional na próxima semana, informou o deputado Vital do Rêgo Filho (PMDB/PB), após reunir-se nesta quarta-feira (19/08) com o ministro da Defesa, Nelson Jobim. Também participaram da reunião o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Aéreo Regional (Abetar), Apostole Lazaro, o presidente da NHT Linhas Aéreas, Pedro Antonio Teixeira e o diretor da Trip Linhas Aéreas, Victor Rafael Celestino. Durante a reunião, o ministro da Defesa foi convidado pelo deputado para participar da cerimônia de lançamento da Frente. “Os parlamentares estão engajados no apoio às medidas em estudo no Ministério da Defesa em favor da aviação regional, entre elas a subvenção das empresas que operam em rotas de pouco interesse comercial”, afirmou Vital do Rêgo. Ele disse que deputados e senador…

Helicóptero de escola de pilotagem bate na pista durante manobra de alta rotação

Instrutor e aluno não ficaram feridos, mas aeronave ficou danificadaPOR LUARLINDO ERNESTO, RIO DE JANEIRO – O DiaRio - Um helicóptero de escola de pilotagem fez pouso de emergência no Aeroporto de Jacarepaguá, Zona Oeste, na manhã desta sexta-feira. O aparelho, um Robson 22, fazia voo de treinamento, com instrutor e aluno. O piloto fez manobra de alta rotação e bateu na pista. Os dois ocupantes não sofreram ferimentos, mas a aeronave ficou parcialmente destruída. As operações de pouso e decolagem estão interrompidas para que se faça perícia no local.

França põe fim às buscas por caixas-pretas do avião da Air France

Paris, 20 ago (EFE).- A França colocou fim às buscas pelas caixas-pretas do voo AF447 da companhia aérea Air France, acidentado com 228 pessoas a bordo quando fazia o trajeto entre Rio de Janeiro e Paris em 1º de junho, informou hoje o Escritório de Investigações e Análises (BEA).

"As buscas não permitiram localizar os destroços do avião", informou o BEA, em comunicado, no qual indicou que, "ao longo das próximas semanas, reunirá uma equipe internacional de investigadores e especialistas para analisar os dados recolhidos".

Queda no tráfego aéreo executivo diminui, diz Iata

DA REUTERSA queda no número de passageiros que viajam a negócios e na primeira classe, os setores mais lucrativos para as companhias Aéreas, está mostrando sinais de estabilização, segundo informações da Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo)."Os números de passageiros em junho estão agora indicando alguma estabilização na demanda. Notadamente, o declínio apresentou moderação tanto nas classes premium quanto econômica em junho", afirmou a Iata em relatório mensal.A Iata informou que o número total de passageiros em junho foi 7,1% menor do que o registrado no mesmo mês do ano passado, ante uma queda de 9,2% cento em maio.A queda no número de viajantes da classes premium desacelerou para 21,3% em junho contra recuo de 23,6% em maio, de acordo com a Iata.

Embraer terá de mudar foco na China, diz governo

Para embaixador do Brasil na China, empresa terá de fabricar modelos maiores no país para ganhar mercadoRaquel Landim, PEQUIM – O Estado de S. PauloSe quiser manter sua operação em Harbin, no norte da China, a Embraer terá de fabricar novos modelos de aviões na unidade chinesa, avalia o governo brasileiro. A empresa enfrenta problemas no país asiático, como cancelamento de pedidos e restrições para obter licenças de importação, e já estuda até fechar as portas da fábrica."Com esse modelo de avião, a fábrica não tem futuro. É um modelo que não tem mercado. Está ultrapassado", disse ao Estado o embaixador do Brasil na China, Clodoaldo Hugueney. "A Embraer sabe disso. Mas essa é uma decisão da empresa", completou. Procurada, a Embraer não se pronunciou até o fechamento desta edição.A Embraer produz em Harbin os aviões do modelo ERJ 145, em parceria com sua sócia, a China Aviation Industry Corporation (Avic). As duas empresas investiram US$ 25 milhões no negócio. A emp…

Novo Airbus da TAM

O GloboA TAM recebe nos próximos dias, em Hamburgo, Alemanha, o avião número 4.000 da família A-320 da Airbus. Será um A-319 para 144 pessoas já com o tubo “pitot” modificado, como se exige agora. É o tal tubo que teria causado a queda do Airbus da Air France.

Na aviação, o glamour cedeu lugar à tecnologia e à gestão dos custos

No fim dos anos 60, só 2,3% da população brasileira viajavam de aviãoErica Ribeiro – O GloboViajar de avião no final dos anos 60, início dos anos 70 era bem mais glamouroso, comparado aos dias de hoje. Mas se o serviço de bordo deixa saudades, a regulação rigorosa sobre tarifas, frequências, destinos e horários limitava o crescimento da aviação comercial. Voar era para poucos, precisamente 2,3% dos 90 milhões de habitantes que o país tinha no início dos anos 70. Hoje, tecnologia, gestão de custos, aviões modernos e concorrência mudaram o perfil do setor, que transportou 56,2 milhões de pessoas em 2008, segundo dados preliminares da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Em 1970, eram pouco mais de três milhões de pessoas transportadas.O superintendente de Estudos, Pesquisas e Capacitação para Aviação Civil da Anac, Paulo Sérgio Braga Tafner, lembra que a aviação brasileira do fim dos anos 60 servia apenas à parcela mais rica da população.— Viajar de avião era privilégio da elite do…

Jatos da Embraer

ValorO vice-presidente de Aviação Comercial da Embraer, Mauro Kern, confirmou que houve dois episódios em que as portas dos jatos 170/190 foram fechadas, mas não travadas. Desde 2008, os jatos estão saindo de linha com as modificações indicadas. Na terça-feira, a Administração Federal da Aviação dos EUA propôs a exigência de inspeções nos jatos por problemas nas portas dos compartimentos de cargas.

Confins pronto para a Copa' 2014

"O aeroporto é um termômetro do comportamento da economia"Geórgea Choucair – Estado de MinasO Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins) se prepara para entrar para o ranking dos principais do país. Nos próximos dois anos, vai dobrar a capacidade do estacionamento, aumentar o pátio das aeronaves e há ainda um projeto para a construção de novo terminal de passageiros. Os investimentos vão deixar Confins mais forte para receber o aumento de demanda previsto com a transferência do centro administrativo do governo para a região e com a Copa de 2014. A previsão é de que só o centro administrativo movimente diariamente cerca de 25 mil servidores públicos e mais 10 mil visitantes. “Todo o nosso planejamento acontece exatamente para essas situações”, afirmou ao Estado de Minas o engenheiro Silvério Gonçalves, que assumiu na semana passada a superintendência do aeroporto. Gonçalves atua há 23 anos na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Na entrevista, …

Voo para a Copa

Com capacidade no limite, governo pretende modernizar terminaisZero HoraEstá pronto para decolar o modelo de privatização de aeroportos no país. Uma proposta elaborada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) já aterrissou na mesa do ministro da Defesa, Nelson Jobim. O plano de voo pode ser aprovado em breve, afinal o país tem pressa. Não só porque faltam cinco anos para a Copa Mundo que será realizada aqui, mas porque o transporte aéreo dá sinais de que vai retomar níveis anteriores à turbulência econômica. O movimento de passageiros, por exemplo, cresceu 25,7% em julho na comparação com igual mês de 2008 época pré-crise. A concessão de terminais para empresas privadas – atualmente administrados pela estatal Infraero – deve ser feita em etapas. Na primeira fase, devem ser concedidos o Galeão, no Rio, e Viracopos, em Campinas (SP).Jobim adiantou na quinta-feira que antes de abrir a concessão será lançado um edital – até o fim do ano – para a construção de um novo aeroporto em São…

Conflito no ar

Infraero não vai seguir projeto para o Aeroporto de Brasília feito em 1990 e autor se irritaLúcio Vaz – Correio BrazilienseAutor do projeto do Aeroporto de Brasília, o arquiteto Sérgio Parada reagiu à declaração do diretor interino de Operações e Engenharia da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), João Jordão, de que a sua concepção seria “antiga” e “ineficaz”. Em vez de completar o projeto, construindo o satélite Sul, a estatal vai ampliar o terminal de passageiros utilizando um novo modelo.“O projeto não é desatualizado. Ele segue a tendência dos aeroportos mais modernos do mundo. A questão é que ele foi feito em 1990, para estar concluído no fim da década de 90. A sua capacidade máxima de operação (oito milhões de passageiros), com o terminal completo, seria atingida em 2008. Mas até hoje a segunda etapa — o satélite Sul — não foi feita. O projeto não tem que ser mudado, tem que ser concluído.Depois, então, deve ser feito um segundo terminal, porque já atin…

Helicópteros cruzam Ribeirão 138 vezes

Essa é a média mensal de movimento nos oito helipontos da cidade, excluindo o Leite Lopes e os aeródromos privadosLIGIA SOTRATTI - COLABORAÇÃO PARA A FOLHA RIBEIRÃOTodo mês cerca de 138 helicópteros cruzam os céus de Ribeirão Preto, entre pousos e decolagens. A cidade tem oito helipontos, de acordo com levantamento da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). O número não inclui a movimentação dessa aeronaves no aeroporto Leite Lopes e nos dois aeródromos particulares.Segundo definição da Anac, heliponto é uma pista destinada a pousos e decolagens de helicópteros, exclusivamente. Pode ser no solo ou elevado (topo dos prédios). Já os aeródromos são pistas destinadas ao movimento das aeronaves.De acordo com o presidente do aeroclube da cidade, Olivo Lofiego Júnior, o número é elevado para um município do interior, mas se explica pelo número de empresários e profissionais liberais na cidade. [Usar helicóptero] "É um modo de agilizar o trabalho."O empresário José Roberto Pereira…