Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2012

Com prejuízo de R$ 710 milhões, Gol vai demitir e reduzir voos e frota

Sem conseguir repassar o aumento dos custos operacionais para as passagens, companhia se vê obrigada a mudar planos para diminuir os custos e tentar sair do vermelho; empresa deve deixar de realizar entre 80 e 100 voos por dia

MARINA GAZZONI - O Estado de S.Paulo


A companhia aérea Gol não conseguiu repassar o aumento de custos nos preços das passagens em 2011 e fechou o ano com prejuízo líquido de R$ 710 milhões. Para reverter as perdas, a empresa prevê redução de frequências, de frota e demissões este ano, segundo informações divulgadas ontem pelo presidente da empresa, Constantino de Oliveira Júnior, em teleconferência.

A guerra de tarifas no setor aéreo custou caro à empresa. Em um ano em que os custos aumentaram 23%, a Gol reduziu preços em 4,8% e a conta não fechou. Os vilões foram, principalmente, as variações do câmbio e do preço do combustível - que subiu 33%, em média. Com tudo isso, a empresa faturou R$ 7,5 bilhões, 8% a mais que em 2010, mas perdeu dinheiro. "A demanda fo…

A380 da Singapore Airlines tem problema em motor durante voo

Rhys Jones e Kevin Lim
Da Reuters, em Londres e Cingapura

Um avião Airbus A380 da Singapore Airlines voltou para Cingapura ao apresentar um problema no motor depois de três horas do voo SQ26 para Frankfurt nesta terça-feira, o mais recente de uma série de incidentes na maior aeronave de passageiros do mundo.

A companhia afirmou que a tripulação reportou uma explosão em um dos quatro motores Trent 900 da Rolls-Royce no A380 e que a falha será inspecionada em conjunto com a fabricante britânica.

O A380 pousou normalmente e os passageiros foram colocados em outro voo, disse uma porta-voz da companhia aérea, acrescentando que o voo original deixou Cingapura à 0h05 no horário local (13h05 de segunda-feira em Brasília).

"Estamos cientes da situação e trabalhando com nosso cliente para investigar", disse um porta-voz da Rolls-Royce.

Aviões A380 têm sido afetados por um número de problemas técnicos, incluindo rachaduras menores em parte das asas. 
(Reportagem adicional de Harry Su…

Avião de pequeno porte faz pouso forçado no Aeroporto Eduardo Gomes

Quando o avião preparava a aterrissagem, o trem de pouso apresentou problemas e a aeronave precisou fazer o pouso forçado. Não houve feridos.
Cleidimar Pedroso - D24AM


Manaus - Um avião de pequeno porte realizou um pouso forçado no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, por volta das 16h40 desta segunda-feira, ocasionando o fechamento da pista do aeroporto para pousos e decolagens.

O avião modelo Sêneca, prefixo N44-89T, da empresa Net Aviation, vinha de Boa Vista para Manaus com o piloto e um passageiro. Quando o avião preparava a aterrissagem, o trem de pouso apresentou problemas e a aeronave precisou fazer o pouso forçado. Não houve feridos, nem princípio de incêndio.

Desde o pouso forçado, o Aeroporto Eduardo Gomes está com a pista fechada para pousos e decolagens. Dois voos que deveriam ter pousado em Manaus neste horário, vindo do interior, foram deslocados para Santarém, no Pará. Outros cinco vôos, sendo dois da TAM, dois da Gol e um da Qatar, seguem aguardando a lib…

Lucro da Embraer cai 72,7% em 2011

AFP

SÃO PAULO, Brasil, 20 Mar 2012 (AFP) - A brasileira Embraer, terceira do planeta na montagem de aviões comerciais, obteve um lucro líquido de R$ 156,3 milhões em 2011, uma queda de 72,7% em relação a 2010, revelou a própria companhia nesta terça-feira (20).

Com a exclusão de impostos e contribuição social, a Embraer teve lucro de R$ 296,2 milhões, destacou a empresa, o que representa por sua vez uma queda de 52,88%..

No quarto trimestre, a empresa registrou um resultado negativo de R$ 171,6 milhões, uma queda de 182,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. No terceiro trimestre, a perda foi de R$ 200 mil (US$ 115 mil na época do anúncio).

Segundo a Embraer, o resultado operacional foi "impactado negativamente" pelo cancelamento de vários pedidos da empresa AMR - associada à americana American Airlines, declarada recentemente em bancarrota -, assim como vários jatos executivos.

"A AMR atualmente opera 216 jatos da família ERJ 145 por meio de sua subsidiária Ame…

Anac abre fiscalização após parafusos de soltarem de asa de avião da Webjet

Fábio Luís de Paula
Do UOL, em São Paulo

Depois de parafusos se soltarem de asa da aeronave da Webjet no voo 5761, logo após decolagem na quarta-feira (21), a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) disse em nota que "iniciou um processo de fiscalização" para apurar quais medidas vai tomar em relação ao caso.

As peças foram encontradas na pista, depois da decolagem do voo que fazia a ponte São Paulo-Rio, entre os aeroportos de Guarulhos e Santos Dumont. Ainda segundo a Anac, "não é permitida a falta de parafusos no local" e as peças fazem parte de uma "estrutura secundária e não de uma peça estrutural".

Em nota, a Webjet confirmou os parafusos "soltos e faltantes no acabamento aerodinâmico" e, assim como a Anac, ressaltou que eles não tem função estrutural e que os parafusos já foram repostos.

A380 'visita' aeroportos de São Paulo e do Rio nesta quinta-feira

Aeronave tem 72 metros comprimento e comporta até 800 passageiros.
Avião será levado para Salvador nesta semana e retorna para SP no sábado.
Glauco Araújo Do G1, em São Paulo

O maior avião de passageiros do mundo, o A380 da Airbus, visitou dois aeroportos brasileiros nesta quinta-feira (22). O primeiro pouso do dia foi no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), às 11h30. No começo da tarde, a aeronave decolou para o Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro, onde deve permanecer até sexta-feira (23).

Esta é a segunda vez que a aeronave circula pelo Brasil. A primeira vez foi em 2007. Trata-se de uma série de eventos promocionais da Airbus, que ainda não tem previsão de operar o A380 no país, mesmo após a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) ter autorizado pousos e decolagens da aeronave há seis meses. Nenhuma empresa aérea nacional tem o avião e as empresas internacionais que as possuem dizem não têm previsão de usá-lo aqu…

ALE vai questionar Anac e Aeronáutica sobre aeroporto de Parintins

Assembleia Legislativa do Amazonas quer saber o porquê de o local não ter sido reabertoJonas Santos – A CríticaO presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), disse ontem à noite, durante sessão itinerante, que a ALE-AM irá provocar a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Aeronáutica a fim de questionar as razões pelas quais o aeroporto de Parintins ainda não foi reaberto.O prefeito Bi Garcia (PSDB) informou que a reabertura dependeria de um relatório endereçado pelos órgãos aeroportuários ao juiz Dimis da Costa Praia, que interditou parcialmente o aeródromo logo depois da realização do Festival Folclórico de Parintins, em 2011.“Vamos buscar um entendimento junto ao Governo Federal, a Anac e Aeronáutica para mostrar que as ações por parte do município, exigidas pela Justiça, já foram feitas e que é possível fazer uma reavaliação, porque Parintins não pode ficar com dificuldades de locomoção aérea”, afirmou o presiden…

Obras lentas nos aeroportos

Correio BrazilienseUm dos pontos nevrálgicos da preparação do Brasil para a Copa, os aeroportos têm apenas 14 das 41 obras previstas pelo governo. A informação é do Portal 2014. Os terminais de Brasília, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Manaus estão em reforma ou ampliação. Em Curitiba e Natal o trabalho também prossegue, nas pistas. No entanto, Campinas, Fortaleza, Cuiabá, Porto Alegre, Salvador e Recife ainda não passaram da fase de projeto. A estimativa da Infraero é de que os 13 aeroportos do Mundial fiquem prontos até dezembro de 2013, seis meses antes do início da competição. O total de investimentos vai girar em torno R$ 7,2 milhões — R$ 3,7 milhões serão bancados pela estatal.

Vencedor de Viracopos contesta recurso da Odebrecht

RENÉE PEREIRA - O Estado de S.PauloO consórcio aeroportos Brasil, formado por Triunfo, UTC e a francesa Egis, apresentou ontem sua defesa contra o recurso administrativo movido pelo grupo Novas Rotas, liderado pela Odebrecht. O documento, elaborado pelos juristas Sérgio Bermudes, Tércio Sampaio Ferraz e Eros Grau, tenta desqualificar os questionamentos feitos pela concorrente, que ficou em segundo lugar na leilão do aeroporto de Viracopos, em Campinas.A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) terá até o dia 31 de março para analisar a documentação e dizer se aceita ou não as justificativas dadas pelo vencedor da concessão. Pelo cronograma inicial, a agência teria até dia 23 para responder o recurso e o contrarrecurso. Mas a data foi alterada na quinta-feira para permitir uma análise mais ampla e cuidadosa dos documentos.No recurso impetrado pela Novas Rotas, um dos pontos questionados seria a capacidade técnica da francesa Egis para operar um terminal do porte de Viracopos. A empresa…

Biocombustível

Guilherme Barros – IstoÉ DinheiroNa visita de Dilma Rousseff ao presidente Barack Obama em maio, nos EUA, o governo quer tirar do papel um projeto da Embraer de produzir industrialmente o avião movido a bioquerosene, já testado pela empresa. O avião teria engenharia brasileira com tecnologia americana. A Embraer fez o primeiro voo-teste com o bioquerosene de aviação em agosto de 2011.

Engarrafamento na pista

Guilherme Barros – Isto É DinheiroNão é o andamento das obras dos estádios o que mais preocupa o governo para a Copa de 2014. A grande dor de cabeça é onde estacionar tanto avião nos aeroportos. Se a final for Brasil e Alemanha, a previsão da Infraero é de que nada menos do que mil aviões – de todos os tipos e tamanhos – desembarquem quase na mesma hora no Rio no dia do jogo. O problema é que os aeroportos não têm como estacionar tanto avião. Para se ter uma ideia desse número, por dia, normalmente, o total de pousos e decolagens não chega a 800 no Galeão e no Santos Dumont, juntos. A Infraero vai ter que montar uma operação complicada. O avião vai ter que pousar e levantar vôo imediatamente para estacionar em aeroportos de fora, como em Cabo Frio ou Viracopos. Mais ou menos como funciona com os manobristas de restaurantes.

Número dois

Flávia Oliveira – O GloboO Galeão passou a segundo maior aeroporto do país em movimento de passageiros, dentre os terminais administrados pela Infraero. O líder é Guarulhos (SP). Em 2011, o carioca estava em quarto, atrás de Brasília e Congonhas (SP). No primeiro bimestre deste ano, o Tom Jobim teve alta de 26% no fluxo de passageiros, totalizando 2,98 milhões.

Leilão de Viracopos é questionado

Consórcios, entre eles Odebrecht, entram com recursos contra grupo vencedorO GloboBRASÍLIA. Duas empresas pediram à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que reveja o resultado do leilão de concessão do aeroporto de Viracopos: o Consórcio Novas Rotas, liderado pela Odebrecht Transportes Participações S/A, e a sociedade empresária ES Engenharia Ltda. Há dúvidas se os vencedores do certame terão condições de pagar os valores de outorga durante a vigência dos contratos e ainda fazer os investimentos necessários.Viracopos, por exemplo, fechou o ano passado com sete milhões de passageiros, de acordo com a Infraero, e a intenção do governo era transformá-lo numa alternativa para Guarulhos.O Consórcio aeroportos Brasil, liderado pela sociedade empresária TPI (Triunfo Participações e Investimentos S/A), vencedor do leilão, tem cinco dias úteis para responder aos recursos, afirmou a agência. Um dia depois do fim do prazo, a Comissão Especial de Licitação da Anac deve divulgar o resultado do…

Dois homens morrem após queda de ultraleve em São Paulo

Band
O avião caiu por volta do meio-dia na região rural de São Paulo. O dono do ultraleve, que estava em treinamento, e o instrutor morreram no acidente.

Família é expulsa de avião após chilique de filha pequena

BBCBrasilUma família que voltava de férias nas ilhas caribenhas de Turcks e Caicos rumo a Boston foi expulsa de um avião da companhia JetBlue depois que sua filha mais nova, de apenas dois anos de idade, deu um chilique, se recusando a sentar, informam sites e TVs americanos.

Colette Vieau, o marido e as duas filhas - Natalie, de 2 anos, e Cecilia, de 3 anos - estavam a bordo do avião prestes a decolar quando Natalie se recusou a sentar, informou a WJAR-TV, na quinta.

Natalie teve que ser contida pelos pais, que conseguiram, com alguma dificuldade, atar o cinto de segurança na menina e ainda cuidas de Cecilia, ao mesmo tempo.

"Com esforço, conseguimos segurá-la e colocar o cinto", contou Vieu. "Com as meninas sentadas, disse: 'Agora que conseguimos que elas sentassem, podemos ir?'"

No entanto, o capitão da aeronave estabeleceu que não poderia decolar com a família a bordo e ordenou que os quatro saíssem do avião. Como não havia outro voo saindo da ilha naqu…

Pane no sistema da TAM atrasa mais de 180 voos

A aérea respondeu por 78,3% das partidas fora do horário. Funcionários tiveram que preencher cartão de embarque à mãoMarcio Beck – O GloboUma pane no sistema de check-in da TAM, que demorou quase seis horas para ser normalizado, atrasou 184 voos até as 18 horas de ontem e provocou filas enormes nos principais aeroportos do país, como Congonhas e Guarulhos, em São Paulo, Santos Dumont e Galeão, no Rio de Janeiro, e Confins, em Belo Horizonte. A TAM, sozinha, respondeu por 78,3% dos voos atrasados em todo o país e por 26% dos 84 cancelamentos do dia até as 18h de ontem. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) convocou a direção da empresa a prestar esclarecimentos sobre o problema na próxima segunda-feira e vai instaurar processo administrativo para apurar os fatos, que pode resultar em punições.O número de atrasos e cancelamentos da TAM ontem foi mais do que o dobro da média da empresa nas sextas-feiras de fevereiro, de acordo com a Infraero. Os voos internacionais foram menos afeta…

Repasse abre crise na caserna

Mesmo com o orçamento sucateado, militares perdem mais R$ 402,3 milhões para o fundo dos aeroportosJosie Jerônimo – Correio BrazilienseDecreto presidencial transferiu R$ 402,3 milhões do orçamento do Ministério da Defesa para a Presidência, beneficiando o Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac). O governo alega que o remanejamento ocorreu para abastecer o programa de aeroportos, da Secretaria de Aviação Civil (SAC), responsável pela administração dos terminais. Mas a decisão de realizar o remanejamento por decreto, três meses depois da votação da lei orçamentária, desagradou quadros da Aeronáutica. Militares ouvidos pelo Correio discordam da estratégia de reforçar somente o caixa da SAC e "sucatear" as atividades da Defesa que ainda têm incumbências na área da aviação civil. "As nossas Forças estão sucateadas, e em vez de aumentar os recursos, cortam. O sistema de radar que cobre o Brasil não é civil, é militar. Estão privatizando os aeroportos, mas o controle de tráfego…

EUA: Helicóptero cai e bate a hélice no solo

Band
Durante a gravação de um programa de televisão, um helicóptero militar aposentado teve problemas com o motor, e caiu batendo a hélice no solo. Apesar da gravidade do acidente, ninguém ficou ferido.

Para Anac, preço caiu 9,3% em 2011

Por Daniel Rittner | ValorDe BrasíliaA tarifa média das passagens aéreas caiu 9,3% em 2011 e 44,9% nos últimos dez anos, segundo o último levantamento feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), com dados de outubro.Naquele mês, a viagem doméstica custava pouco mais de R$ 265, em média. Esse indicador mede o valor pago por passageiro em uma viagem aérea, independentemente das escalas, das conexões e da distância dos voos.Em qualquer comparação, há queda também em outro índice usado pela agência, o de "yield" das tarifas. O indicador é considerado útil porque mede o valor que os passageiros pagam, em média, por cada quilômetro voado. As rotas mais longas tendem a ter yield menor, já que os custos das empresas - com decolagem e aterrissagem, atendimento em terra aos passageiros, processamento de bilhetes - são diluídos por mais quilômetros. Até outubro, o yield médio de 2011 estava em R$ 0,331. O valor representa queda de 7,3% em relação ao anterior e redução de 26,1%…

Sócios argentinos querem mudar imagem

Por Daniel Rittner – ValorDe BrasíliaInsatisfeita com a imagem difundida no Brasil, após ter arrematado a concessão dos aeroportos de São Gonçalo do Amarante e de Brasília, a operadora Corporación América sugere que "vejam como começou e como terminou a nossa história" de renegociações contratuais com o governo argentino."Fomos uma das poucas empresas de serviços públicos cujo contrato a comissão de renegociação criada pelo presidente Néstor Kirchner acabou aprovando", afirmou ao Valor o diretor da companhia para negócios na América Latina, Ezequiel Barrenechea. "Os contratos anteriores eram obsoletos e não acompanhavam mais a situação do país", acrescentou o executivo, em referência à crise de 2001.Em outros casos, lembrados pelo próprio Barrenechea, a renegociação não foi bem-sucedida e as empresas foram reestatizadas. Isso ocorreu com o Correo Argentino (que havia ficado nas mãos do empresário local Franco Macri, pai de Mauricio Macri, prefeito de Buen…

TCU irá monitorar aplicações de fundo

Por Daniel Rittner – ValorDe BrasíliaO Tribunal de Contas da União (TCU) está abrindo três processos para acompanhar de perto as concessões de aeroportos. Uma das preocupações do órgão fiscalizador é evitar que o novo fundo nacional de aviação civil tenha o mesmo destino do Fust, criado a partir da privatização da telefonia, com a cobrança de 1% do faturamento bruto das operadoras. Desde o fim da década de 90, a aplicação do Fust é marginal e os recursos engrossam o superávit primário.O governo calcula que o FNAC, nome do fundo que receberá o dinheiro oriundo das outorgas dos aeroportos recém-privatizados, terá quase R$ 1,5 bilhão por ano. A intenção da Secretaria de aviação Civil é usar esses recursos em expansão e melhoria dos aeroportos menores espalhados pelo país - tanto da rede mantida pela Infraero quanto os terminais administrados por Estados e municípios.Para assegurar que o destino seja esse, o TCU abriu um processo e passou a participar das negociações para a regulamentação…

Inframérica adianta projeto para terminar aeroporto antes da Copa

Por Daniel Rittner e Fábio Pupo | ValorDe Brasília e São PauloEnquanto os vencedores do último leilão de aeroportos se empenham para entregar as documentações necessárias e homologar o resultado da disputa, a primeira concessão do governo Dilma Rousseff no setor já começa a ganhar forma - cerca de três meses após a assinatura do contrato. O projeto conceitual do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, nas proximidades de Natal (RN), foi apresentado à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pela concessionária Inframérica - que espera inaugurar o aeroporto antes da Copa do Mundo de 2014.A sociedade, formada pela argentina Corporación América e pela brasileira Infravix (do grupo Engevix), já observa o interesse de grandes empresas em aproveitar a nova infraestrutura da região.O contrato de concessão permite o início das operações até novembro de 2014, mas a Inframérica espera cumprir o objetivo antes disso - a meta é inaugurar oficialmente o aeroporto em abril. A intenção da concessionár…

Anac vigiará voos da TAM

Para evitar novos transtornos aos passageiros, órgão regulador vai monitorar operação da empresa aérea nos próximos 30 diasJORGE FREITAS – CORREIO BRAZILIENSEA agência Nacional de aviação (Anac) decidiu que vai incluir a TAM em sistema especial de monitoramento pelos próximos 30 dias por causa do apagão de seis horas que paralisou o check-in da empresa na última sexta-feira, transformando a vida de centenas de passageiros num verdadeiro transtorno. Muitos deles perderam conexões e passaram horas em filas aguardando a volta do sistema de informática. Quando o nível de atraso da malha de voos da companhia atingir 10%, a agência cobrará explicações imediatas sobre a origem da falhas e as soluções para conter o problema.Paralelamente, a Anac informou que manterá a apuração sobre a prestação de assistência aos passageiros afetados pelos atrasos da semana passada, a fim de verificar se a empresa forneceu alimentação, canais de comunicação e acomodação adequada conforme previsto pela legisla…

Aeroporto de Angra dos Reis tem reforço do SRPV-SP na prestação dos Serviços de Tráfego Aéreo

Assessoria de Comunicação Social do DECEAHá mais de 15 anos, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) presta apoio ao aeródromo de Angra dos Reis (SBAG) na “Operação Verão”, inicialmente sob a coordenação do extinto Serviço Regional de Proteção ao Voo do Rio de Janeiro (SRPV-RJ) e após 2006 pelo Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo (SRPV-SP).A “Operação Verão” consiste no deslocamento de especialistas nas áreas de Eletrônica, Comunicações, Controle de Tráfego Aéreo, Meteorologia e Serviço de Informações Aeronáuticas, pertencentes ao efetivo do SRPV-SP, para o aeródromo de Angra dos Reis, a fim de assumirem as operações  do espaço aéreo próximo a cidade e na pista do movimentado aeroporto que, além de ter como característica o intenso tráfego, opera  aeronaves de asas fixas e rotativas de diversas performances – de ultraleves até pequenos jatos executivos. A última Operação teve seu início em meados de dezembro de 2011, se estendendo até o final do Carnaval de 201…