Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Passageiros sofrem com calor no aeroporto do Galeão, no Rio

O ar-condicionado do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, continuava sem dar vazão à demanda de passageiros na manhã desta terça-feira
Flávia Villela
Da Agência Brasil, no Rio

O ar-condicionado do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, na zona norte do Rio de Janeiro, continuava sem dar vazão à demanda de passageiros na manhã desta terça-feira (31). O problema com a refrigeração começou ontem, com o aumento da temperatura na cidade. Em alguns pontos, o calor chegou a 40 graus Celsius (ºC).

A goiana Ludmila Castro, que esperava uma conexão para Natal na praça de alimentação do Terminal 1, ficou desapontada com o serviço do aeroporto. "Está muito abafado. É um absurdo, pois dava tudo por este aeroporto, mas me enganei completamente", disse.

De acordo com a Infraero, o ar-condicionado não estava funcionando no setor devido a obras no forro do teto e de expansão do Terminal 2. No entanto, ainda segundo a Infraero, o ar-condicionado estava funcionando normalmente no sagu…

Aumento de aerogeradores na Alemanha preocupa pilotos e controladores de voo

Imagem
Lâminas de aerogeradores podem interferir nos sinais enviados por radiofaróis localizados em terra aos sistemas de navegação dos aviões. Governo impôs zonas de proteção próximas a aeroportos, e indústria eólica reclama.
Deutsch Welle

O número de aerogeradores na Alemanha vem crescendo de vento em popa. Em 2012, a capacidade instalada no país era de 31 gigawatts – a terceira maior do mundo, segundo relatório da World Wind Energy Association (WWEA). Mas exatamente esse aumento vem preocupando tanto controladores de voo como os pilotos que diariamente pousam e decolam, nos aeroportos alemães.

O risco, segundo explica Axel Raab, porta-voz da Deutsche Flugsicherung (DFS), empresa que controla o tráfego aéreo na Alemanha, é que aerogeradores e outras edificações refletem os sinais enviados pelos radiofaróis, os quais auxiliam na determinação da localização do avião. Desse modo, o sistema de navegação da aeronave pode receber dados distorcidos, resultando num desvio de curso.



Os sinais de interf…

Cade aprova acordo de compartilhamento de voos entre Gol e Air France

A Gol tem feito diversas parcerias com empresas europeias para compartilhamento de voos
Roberta Vilas Boas | Reuters

SÃO PAULO, 19 Dez (Reuters) - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, um acordo entre a Gol e a Air France para expansão do acordo de compartilhamento de voos entre as duas empresas, segundo decisão publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira.

Segundo documentos do processo no site do Cade, as duas empresas assinaram em setembro deste ano um aditamento ao contrato de compartilhamento de voos que possuem desde 2009.

A Gol tem feito diversas parcerias com empresas europeias para compartilhamento de voos, e além da Air France, já possui acordos com Alitalia e Iberia.

Governo cogita abrir setor aéreo a estrangeiros para melhorar serviço

Governo reage à ameaça de greve de aeronautas: ‘podemos abrir o setor’
Josias de Souza

O Sindicado Nacional dos Aeronautas convocou para hoje nova rodada de assembleias para decidir se pilotos, copilotos e comissários de voo cruzarão os braços a partir desta sexta-feira. Acionado por Dilma Rousseff, o ministro Moreira Franco (Aviação Civil) monitora a encrenca.

Em conversa com o blog na noite passada Moreira Franco revelou o que dirá às partes: em defesa dos interesses dos passageiros, o governo não descarta a hipótese de submeter as companhias brasileiras à concorrência com empresas estrangeiras. “Podemos abrir esse setor”, disse o ministro.

Pelas contas de Moreira Franco, programaram-se para voar nesta sexta, dia em que os aeronautas ameaçam entrar em greve, algo como 350 mil passageiros. Trata-se de um recorde. Permite antever a convulsão que sacudirá os aeroportos caso se confirme a paralisação.

Moreira Franco disse esperar que prevaleça o “bom senso”. Preocupou-se em afirmar que a cog…

PF e Receita vão reforçar ação contra caos aéreo

Pessoal excedente da Infraero apoiará esquema
Geralda Doca | O Globo

BRASÍLIA - A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal terão que reforçar a operação de fim de ano que o governo está fazendo nos principais aeroportos do país até o dia 13 de janeiro. Durante reunião coordenada pela ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, com as autoridades do setor, ontem, ficou decidido que os dois órgãos colocarão de prontidão a quantidade de efetivo necessária para atender às demandas de cada aeroporto. A falta de dinheiro para custear passagens e diárias foi o motivo apontado pela PF e pela Receita para não cumprir integralmente o plano de contingência, que começou na sexta-feira. Também ficou acertado que a Infraero, que tem pessoal excedente, vai ceder funcionários para apoiar a PF, principalmente em Guarulhos.

— A ministra Gleisi foi categórica e deixou claro que o governo está empenhado em garantir tranquilidade à população nos aeroportos. Vamos cumprir integralmente o planejamento para que …

CAE aprova indenização para passageiro de voo cancelado

Proposta aprovada garante ao consumidor direito a receber o equivalente à tarifa cheia mais o reembolso do valor gasto com a passagem aérea
Edson Sardinha | Congresso em Foco

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou, nesta terça-feira (17), proposta que garante ao consumidor o direito de receber multa correspondente à tarifa cheia mais o reembolso do valor do bilhete caso tenha seu voo cancelado pela empresa aérea.

Atualmente, o passageiro vítima de cancelamento que não puder ser imediatamente reacomodado em outro voo tem direito apenas ao ressarcimento do que pagou.

“Essa regra resulta na punição dos passageiros mais previdentes, que compraram seu bilhete com antecedência, a preços mais baixos. Se não puderem reprogramar a viagem para data mais afastada, terão que comprar novo bilhete, a preços muito superiores aos originais”, criticou a relatora, senadora Ana Amélia (PP-RS).

Na avaliação da relatora, as atuais regras só beneficiam a empresa aérea. Para ela, a mudança vai…

Prédios desativados da Vasp e Varig, no Rio, vão virar shopping

Imagem
Projeto com shopping, hotel e centro de convenções que será construído ao lado do aeroporto Santos Dumont, no Rio
FABIO BRISOLLA
DO RIO | FOLHA DE SP

Os dois prédios desativados ao lado do aeroporto Santos Dumont, que já abrigaram as sedes das companhias aéreas Vasp e Varig, serão transformados em um conjunto com centro de convenções, hotel, escritórios comerciais e um shopping.

A GJP, empresa que adquiriu a concessão da área de 13.200 metros quadrados, já definiu o projeto que prevê um investimento de R$ 240 milhões. As fachadas dos dois prédios serão restauradas.

O novo empreendimento fica a menos de dois quilômetros de distância da Marina da Glória, escolhida para abrigar um complexo comercial idealizado pelo empresário Eike Batista, que desistiu do negócio e repassou a concessão da área.

"Nós estamos chegando para suprir esta lacuna diante das dúvidas em torno da Marina da Glória", disse Paulo Stewart, presidente executivo do Grupo Saphyr, contratado para conduzir a comercial…

Após pouso milagroso, piloto iraniano luta contra sanções que sucateiam setor aéreo

Imagem
O comandante Hooshang Shahbazi evitou uma tragédia em 2011
DEPOIMENTO A...
SAMY ADGHIRNI
DE TEERÃ | FOLHA DE SP

Em 18 de outubro de 2011, um sucateado Boeing 727 da Iran Air se aproximava de Teerã com 113 pessoas a bordo quando o trem de pouso dianteiro emperrou. O comandante Hooshang Shahbazi, 56, evitou a tragédia ao controlar o avião até que o nariz encostasse suavemente na pista. Desde então, ele milita pelo fim das sanções que impedem o Irã de comprar equipamentos aéreos -- e chegou a sofrer represálias do governo anterior do Irã, que negava o impacto das medidas americanas.

Fui sentado como passageiro entre Teerã e Moscou, pois eu comandaria a tripulação no voo de regresso ao Irã. Ao assumir a cabine, conferi equipamentos e previsão meteorológica. Autorizei o embarque e decolei.

A viagem foi muito agradável. Mas, quando já estávamos descendo, a 130 km de Teerã, pedi ao copiloto que baixasse o trem de pouso. Pelo barulho, percebi que havia algo errado. O painel indicou que o trem de po…

Aeronautas e aeroviários recusam proposta das empresas aéreas e decretam estado de greve

A decisão foi tomada em assembleias realizadas nesta sexta-feira (13) em várias cidades do país
Do UOL, em São Paulo

Os aeronautas -- pilotos, co-pilotos, comissários de bordo -- e aeroviários --que trabalham em terra -- decidiram decretar estado de greve, após rejeitarem a proposta de reajuste salarial feita pelas empresas aéreas.
A decisão foi tomada em assembleias realizadas nesta sexta-feira (13) em várias cidades do país. Durante as reuniões, as duas categorias aprovaram indicativo de paralisação para a próxima sexta-feira (20).

Na quarta-feira (18), será realizada uma nova rodada de negociações entre as categorias e os sindicatos patronais.

Os aeronautas pedem aumento de 8%, além de folgas fixas anuais, folgas regulamentares, duração mínima da jornada de trabalho, previdência privada, plano de saúde, entre outras reivindicações.

Os aeroviários também querem reajuste de 8%, além de aumento de 20% na cesta básica, no vale-alimentação, no vale-refeição e nas diárias, e a criação de p…

No STJ, americanos envolvidos no acidente da Gol têm pena reduzida pela 2ª vez

Os norte-americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino tiveram a pena reduzida por decisão da ministra Laurita Vaz, do STJ
Do UOL, em São Paulo

Os norte-americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino, que pilotavam o jato Legacy envolvido no acidente aéreo com o Boeing da Gol, tiveram a pena reduzida por decisão da ministra Laurita Vaz, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), nesta quarta-feira (11). No total, 154 pessoas morreram no acidente, ocorrido em 29 de setembro de 2006 em Mato Grosso.

É a segunda vez que Lepore e Paladino, ambos condenados por homicídio culposo, têm as penas reduzidas. No primeiro julgamento, a Justiça Federal no Mato Grosso apenou a dupla em 4 anos 4 meses, em regime semiaberto. O Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1) reduziu o tempo de condenação para 3 anos e 1 mês, em regime aberto.

Na decisão de hoje, o STJ reduziu a pena dos dois pilotos para 2 anos e 4 meses. A defesa dos pilotos argumentou que, no julgamento do TRF, ambos tiveram a pena agravad…

Aérea do Canadá surpreende passageiros com presentes na esteira de bagagem

WestJet promoveu uma campanha de Natal que surpreendeu seus passageiros
Do UOL, em São Paulo

A companhia aérea canadense WestJet promoveu nesta semana uma campanha de Natal que surpreendeu alguns de seus passageiros.

Ao pousar em suas cidades de destino, eles encontraram na esteira rolante, além de suas malas, presentes de Natal que tinham pedido ao Papai Noel.

A ação foi feita com passageiros de dois voos, um que partiu do aeroporto de Toronto e outro do aeroporto de Hamilton, ambos com destino a Calgary, no Canadá.

Nos aeroportos de partida, uma grande caixa de presente azul com o símbolo da companhia convidava os passageiros a passarem seu cartão de embarque num equipamento de leitura.

Ao escanear seus bilhetes, os passageiros foram surpreendidos por um Papai Noel virtual, que perguntava, em tempo real, o que eles queriam ganhar de Natal.

Dezenove câmeras escondidas filmaram os pedidos. Funcionários da companhia aérea associaram esses pedidos aos cartões de embarque escaneados e correram …

Quadro reduzido de pessoal contribui para atrasos na Gol, dizem sindicatos

Há déficit de tripulação para demanda de fim de ano, diz SNA.Categoria negocia reajuste salarial e pode iniciar greve no dia 20.
Darlan Alvarenga Do G1, em São Paulo

O déficit no número de pilotos e comissários da Gol em meio ao aumento da demanda e dificuldades no planejamento das escalas de pessoal contribuíram para os atrasos registrados no final de semana, segundo os sindicatos dos trabalhadores do setor de aviação.

"Parte da dificuldade em administrar uma contingência causada por problema meteorológico está no quadro reduzido de tripulação diante do aumento da demanda neste final de ano", afirma o presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Marcelo Ceriotti.

“Acreditamos que para a demanda de final de ano há uma deficiência no número de pessoal”, avaliou o líder da categoria. Pelos cálculos do sindicato, houve uma redução de mais de 500 postos de trabalho na Gol neste ano, entre pilotos e comissários.

"Os atrasos do fim de semana evidenciam que o problema maio…

Ministro avalia Aeroporto de Jacarepaguá

Vistoria foi motivada pela intensa movimentação de helicópteros

O Globo

A movimentação intensa de helicópteros no rota do Aeroporto de Jacarepaguá rumo a plataformas da Petrobras, em Macaé, foi motivo de uma vistoria na unidade feita pelo ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco. Durante a inspeção, feita a convite da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RJ), Moreira Franco constatou que há um intenso fluxo de aeronaves em uma região ocupada por prédios e condomínios. O ministro disse que, caso haja um incremento dos voos devido à demanda de trabalho na plataformas do pré-sal, ele vai procurar a Petrobras para saber a previsão de aumento na movimentação de aeronaves.

Durante a vistoria, o ministro foi informado de que o movimento diário é de 300 voos, sendo que, desse total, 225 são feitos por helicópteros. Desses 300 voos diários, cerca de 200 têm como destino as plataformas da Petrobras.

— Queremos uma solução razoável. Ter uma área residencial com operações, seja d…

Malha aérea da Copa sai até 15 de janeiro

Anac definiu regra para empresas pedirem e cancelarem voos durante os jogos
Marina Gazzoni | O Estado de SP

As companhias aéreas terão até o dia 20 para apresentar à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) os pedidos de voos regulares para o período da Copa de 2014. As empresas poderão definir uma oferta ajustada à demanda criada pelos jogos no período de 6 de junho a 20 de julho de 2014. A Anac divulgará a malha final da Copa até 15 de janeiro.

A realização do sorteio dos grupos que disputarão a primeira fase da Copa dá às empresas aéreas informações sobre que seleções disputarão cada partida em determinadas cidades. Com base nessas informações, as companhias vão estimar a demanda por transporte aéreo para cada cidade e solicitar os voos para a Anac no período.

"Na próxima semana as equipes de planejamento das empresas aéreas vão estudar as tabelas dos jogos e estimar a demanda das torcidas por voos", disse o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), …

Os crimes das malas

O extravio e o furto de bagagens popularizaram o serviço de envelopamento de malas, e as empresas disputam espaço para operar nos maiores aeroportos brasileiros

Marcelo Sakate | Veja


A cada ano, 26 milhões de bagagens são danificadas, furtadas ou extraviadas em aeroportos em todo o mundo. Em um voo com 300 passageiros, três terão algum tipo de problema com a bagagem. É um transtorno para quem viaja e um custo elevado para as companhias, que, no ano passado, gastaram 2,6 bilhões de dólares com indenizações e despesas adicionais. As conexões são as grandes vilãs e respondem por metade dos casos de extravio e furto. Para reduzir esse custo, as empresas e os aeroportos investiram em tecnologia. Equipamentos rastreiam as malas do momento do check-in até que sejam retiradas na esteira do aeroporto de destino. Aplicativos permitem ao passageiro saber onde se encontra a bagagem. Os passageiros ficaram mais precavidos. As vendas de malas rígidas, mais resistentes, ganharam espaço na preferência…

Mulher busca ajuda a pé após sobreviver a acidente aéreo no Alasca, nos EUA

Imagem
Do UOL, em São Paulo
Alaska State Troopers/AP Avião ficou completamente destruído após cair em um pequeno vilarejo no Alasca (EUA) Uma mulher de 25 anos sobreviveu à queda de um avião no Alasca (EUA), na sexta-feira (29), e ainda teve forças para caminhar até a cidade mais próxima do acidente e buscar ajuda aos outros tripulantes. As informações são da "CNN".

O avião onde Melanie Coffee estava caiu em uma parte remota do Alasca em uma noite escura e de nevoeiro. Ao todo, dez pessoas estavam a bordo.

Após a queda da aeronave, Melanie conseguiu fazer uma ligação pedindo ajuda, mas achar o avião naquelas condições seria uma missão quase impossível.

A jovem, então, conseguiu caminhar até a vila de St. Mary, onde encontrou um grupo de 50 pessoas. Ela os guiou a pé até o local do acidente.

Infelizmente, para quatro pessoas, incluindo o filho de cinco meses de Mary, a ajuda chegou tarde demais. Eles morreram por causa dos ferimentos.

Alguns sobreviventes estavam gravemente feridos, com f…