Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Aeroporto de Nacala

Ancelmo Gois - O Globo
A Odebrecht assina hoje o primeiro contrato de financiamento de infraestrutura entre Brasil e Moçambique, via BNDES, para construção do aeroporto de Nacala.Negócio de US$110 milhões.

Concorrência pode diminuir tarifas

Fim do monopólio da Infraero abre caminho para ofertas

Geralda Doca - O Globo


BRASÍLIA. Os efeitos positivos do aumento da concorrência nas tarifas aeroportuárias, com a entrada do setor privado na administração dos terminais, vai depender da consolidação do processo de concessão que o governo pretende iniciar em maio. Esses benefícios somente serão sentidos quando houver de fato uma disputa no setor, com a cobrança de tarifas diferenciadas de acordo com a demanda (hora, dia e temporada) e a melhoria na qualidade do serviço.

Pelos planos do governo, os três aeroportos que tiveram modelagem de concessão definida e vão receber recursos privados (Guarulhos, Viracopos e Brasília) continuarão sob responsabilidade da Infraero. Caberá à estatal receber as tarifas de embarque, pouso e decolagem, ficando com o investidor as receitas comerciais. Ou seja, não haverá preços distintos dentro de um mesmo aeroporto.

Já São Gonçalo do Amarante (novo aeroporto de Natal), Galeão e Confins (de Belo Horizont…

Especialistas apoiam decisão do governo de privatizar aeroportos

Professor da USP alerta para risco de custo da obra ficar acima do estimado

Wagner Gomes - O Globo

SÃO PAULO. A concessão parcial dos aeroportos brasileiros à iniciativa privada foi elogiada por especialistas do setor aéreo, mas ainda há dúvidas sobre o modelo da permissão, ou seja, não se sabe se a medida abrange somente a construção de terminais de passageiros ou também pistas e áreas de estacionamento. O diretor da consultoria McKinsey, Arlindo Eira Filho, disse que, como detalhes ainda não foram apresentados, é difícil julgar a iniciativa do governo:

- Não tenho como avaliar se é a forma mais correta. É uma boa opção, mas não sei se a melhor.

A outra seria dar à Infraero condições para acelerar seu próprio plano de expansão.

No ano passado, a pedido do BNDES, a McKinsey divulgou um estudo no qual alertou que, para evitar um colapso no setor, a iniciativa privada teria de participar da gestão, construção, reforma e expansão dos aeroportos. Eira Filho destacou que a exploração comercial …

Infraero pode sair do Galeão

Modelo para Tom Jobim, ainda a ser definido, seria de concessão total

Geralda Doca, Danielle Nogueira - O Globo

BRASÍLIA. O Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) e o terminal de Confins (Belo Horizonte), que ainda não tiveram modelo de concessão definido, deverão ser privatizados no sistema porteira fechada, ou seja, toda a estrutura passaria à iniciativa privada - nos mesmos moldes de São Gonçalo do Amarante (RN). Isso significa que, aprovada esta modelagem, a Infraero vai se retirar totalmente da operação do Galeão, que está sob sua administração desde a construção.

Já os outros três terminais (Guarulhos, Viracopos e Brasília) serão parcialmente repassados, numa espécie de "concessão administrativa", em que os investidores serão remunerados pelo aluguel de áreas comerciais. Neste caso, as receitas operacionais (embarque, pouso e decolagem) serão arrecadadas pela Infraero.

- É neste modelo de concessão administrativa que as equipes interministeriais estão trabalhando para …

Empresas já se preparam para disputar aeroportos

Empreiteiras e grupos estrangeiros têm interesse. Infraero ficaria fora do Galeão

Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Odebrecht estariam de olho na concessão dos aeroportos

Danielle Nogueira, Chico de Gois, Fábio Fabrini e Geralda Doca - O Globo


Grandes empreiteiras nacionais e empresas internacionais com tradição em gestão de aeroportos são as mais cotadas na disputa pelos terminais que serão concedidos à iniciativa privada pelo governo Dilma Rousseff. 

Antecipando-se à decisão oficial, Camargo Corrêa, Andrade Gutierrez e Odebrecht criaram joint-ventures ou subsidiárias com este fim. E vários grupos estrangeiros que mantiveram conversas com o Palácio do Planalto demonstraram forte disposição de participar das licitações dos cinco principais aeroportos do país - Cumbica (Guarulhos-SP), Viracopos (Campinas-SP), Brasília, Galeão e Confins (Belo Horizonte). Correndo por fora, estão as aéreas nacionais: todas as grandes já trocaram informações com o governo e sinalizaram interesse nas concess…

Imagens inéditas revelam estrago causado por tsunami no aeroporto de Sendai

Jornal Nacional
Uma onda negra arrastou helicópteros, centenas de carros e dezenas de aviões pequenos. Seis dias após a catástrofe, o aeroporto foi parcialmente reaberto e serviu de base para militares japoneses e americanos. 

Brasil – Dos aeroportos administrados pela Infraero, 70% são deficitários

Pelo atual sistema, operações lucrativas sustentam as deficitárias; Infraero administra ao todo 67 aeroportos
Marina Gazzoni, iG São Paulo

Em meio a discussões sobre a escolha de um modelo de concessão para os aeroportos brasileiros, o governo terá que encontrar uma solução para os 47 aeroportos deficitários de um total de 67 administrados pela Infraero. O sistema aeroportuário brasileiro se sustenta com a transferência de recursos de operações superavitárias para as deficitárias. Essa conta fechou no azul em 2010, com uma sobra de R$ 722 mil, número que passa longe da necessidade de investimentos nos aeroportos brasileiros.

O maior rombo está nos aeroportos do interior. Com exceção de Paulo Afonso (BA) e Juazeiro do Norte (CE), que por pouco financiaram sua própria operação, todos os outros localizados em municípios do interior deram prejuízo. Mas nas capitais também há problemas. Em Aracaju, Porto Velho e João Pessoa, por exemplo, as despesas também superaram as receitas.

A manutenção d…

Terminais de Carga de Guarulhos, Viracopos, Manaus e Galeão estão entre os dez melhores da América Latina

Assessoria de Imprensa - Infraero

Os Terminais de Logística de Carga (Teca) dos aeroportos internacionais de Guarulhos (SP), Viracopos (SP), Galeão (RJ) e Manaus (AM) estão entre os melhores da América Latina de acordo com a Air Cargo Excellence Survey 2011, pesquisa realizada pela revista americana Air Cargo World Magazine, uma das maiores publicações especializadas em logística de carga no modal aéreo do mundo. A pesquisa avalia complexos logísticos no mundo todo, certificando os melhor posicionados no ranking final com um atestado de excelência.

A pesquisa toma como base a avaliação do desempenho dos Terminais de Carga feita por clientes do setor de logística e leitores da revista em quatro categorias: desempenho (avalia o atendimento ao cliente e das atividades de logística), valor (avalia a competitividade e a compatibilidade das taxas com os serviços oferecidos), facilidades (analisa a qualidade das instalações do Terminal de Carga) e alfândega (avalia serviços de alfândega …

Copa 2014: estádios consumirão mais recursos públicos que aeroportos

Imagem
José Cruz
Especial para o Contas Abertas

Tema que lidera os debates sobre a Copa do Mundo de Futebol, no Brasil, principalmente depois do anúncio de que o Governo Federal buscará parcerias com a iniciativa privada, as obras de reforma e ampliação dos aeroportos são o terceiro item na pauta de investimentos federais para o megaevento de 2014, de acordo com informações do Tribunal de Contas da União (TCU). Com previsão de gastos de R$ 5.1 bilhões, a infraestrutura aeroportuária fica atrás das despesas previstas para os 12 estádios nas cidades sedes, que deverão consumir R$ 5,7 bilhões, e obras de mobilidade urbana, a líder, com R$ 11,7 bilhões.

Os dados constam do mais recente relatório do TCU – principal órgão fiscalizador dos gastos públicos federais – divulgado recentemente, tendo como relator o ministro Valmir Campelo.

Senadores divergem sobre privatização de aeroportos

Para senadora, o ideal na concessão seria o governo oferecer um pacote, de forma que, quem ficasse com Guarulhos, levasse junto cinco aeroportos que não sejam superavitários

Jornal do Senado

A Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) disse ontem que considera muito normal a proposta anunciada pelo governo de promover a concessão dos aeroportos brasileiros à iniciativa privada. No entanto, ela manifestou preocupação quanto aos aeroportos que são deficitários e não devem ter o interesse do setor privado.

Segundo o anúncio do governo, em no máximo 15 dias serão colocados para concessão por 20 anos os aeroportos de Guarulhos e Viracopos, em São Paulo, e o de Brasília. Num segundo momento, será a vez dos aeroportos de Confins, em Minas Gerais, e do Galeão, no Rio de Janeiro. A concessão poderá ser feita de acordo com três modelos: 100% com a iniciativa privada, parceria público-privada e sistema de troca.

Vanessa Grazziotin disse que para Guarulhos, o principal aeroporto brasileiro, está send…