Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2010

Aerus

Ana Amélia Lemos - Zero HoraLíderes do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Aeroviários de Porto Alegre e Fentac/CUT, na rápida audiência com o presidente Lula, no FSM, em Porto Alegre, terça-feira, acertaram reunião em fevereiro com Dilma Rousseff e o ministro Luís Inácio Adams, da AGU, buscando solução para o caso Aerus.

Por um novo aeroporto

Diário do Nordeste (CE) A salutar ampliação do Aeroporto Internacional Pinto Martins, depois de dez anos de construído o terminal de passageiros, começa a provocar polêmica, diante das perspectivas de crescimento do principal aeródromo do Ceará e as dimensões previstas para seu crescimento. Falta ao debate um terceiro e providencial argumento: a necessidade da construção de um aeroporto moderno no entorno de Fortaleza, onde há disponibilidades de espaço físico e de condições seguras para embarque e desembarque. Quando demarcou, na década de 30, as terras do antigo Alto da Balança, a 10 quilômetros da Praça do Ferreira, para instalar a Base Aérea de Fortaleza, o brigadeiro José Macedo jamais imaginou que, em poucas décadas, a unidade do Ministério da Aeronáutica, acrescida depois pelo Aeroporto Internacional, viesse a ocupar exatamente o centro geográfico da Capital. Hoje, quando se abre um mapa espacial do sítio urbano, essa posição estratégica está exposta, contrariando todas as recome…

Avião da Trip tem princípio de incêndio

GOVERNADOR VALADARES (MG) - O Estado de SPUm avião da Trip Linhas Aéreas com 42 passageiros teve um princípio de incêndio na tarde de anteontem, no Aeroporto de Governador Valadares, em Minas Gerais. Ninguém ficou ferido. Segundo a empresa, a aeronave ATR-42, prefixo PR-TTG, que partiria às 17h10 de ontem do aeroporto de Governador Valadares com destino a Pampulha (voo de número 5571), apresentou um quadro de superaquecimento no sistema de freio de uma de suas hélices, enquanto aguardava autorização para decolar. Os passageiros foram transferidos para outra aeronave.

Boeing e Airbus unem-se contra crédito estatal à Bombardier

Daniel Michaels, The Wall Street Journal, de ParisA Airbus e a Boeing Co. são inimigas até a medula, mas a canadense Bombardier Inc. conseguiu uni-las em oposição comum a seus planos para obtenção de fundos para um novo jato. O conflito está levando vários governos a renegociar um pacto de financiamento de aeronaves que assinaram há três anos. E a Empresa Brasileira de Aeronáutica SA pode se juntar aos que se opõem aos planos da sua arquirrival.A briga diz respeito a um novo avião da Bombardier que é maior que os turboélices e jatos regionais que ela havia feito anteriormente e que concorrerá com modelos da Boeing e da Airbus. O Canadá propôs financiar o avião em condições vantajosas, disponíveis para modelos menores, mas não para a maioria das aeronaves da Airbus e da Boeing, algo que o governo canadense afirma ter liberdade para fazer pelas atuais regras de comércio internacional.O governo americano, que apoia a Boeing, e a União Europeia, por trás da Airbus, discordam desse argumen…

Bimotor com 10 a bordo cai no Pará

Piloto e um empresário paraense morreram na queda, próximo a fazenda Zero Hora Com dois tripulantes e oito passageiros a bordo, um avião bimotor caiu na tarde de ontem em Senador José Porfírio, no sudeste do Pará. O Bandeirantes, da empresa Piquiatuba Táxi Aéreo, saiu da capital, Belém, às 12h51min (horário local), e após tentar pousar por duas vezes, sem sucesso, caiu em uma área de mata fechada por volta das 16h. Pelo menos duas pessoas morreram na queda. Os primeiros a chegarem ao local do acidente foram oficiais do Corpo de Bombeiros. Além do piloto, cujo nome completo não havia sido divulgado até o fim da noite de ontem, o empresário paraense  Luiz Rebelo Neto, 57 anos, morreu no acidente. Os outros passageiros, todos homens, foram levados para o Hospital Regional de Altamira, onde chegaram às 21h. Segundo funcionários, o empresário Luiz Rebelo, dono da empresa de navegação Reicon, estava acompanhado de empresários da construtora Andrade Gutierrez. O grupo visitaria a fazenda Rosinh…

Embraer questiona subsídio da Bombardier na Europa

Assis Moreira e Virgínia Silveira*, de Genebra e de São José dos Campos - Valor A Embraer tem prazo até a primeira semana de fevereiro para decidir se continua uma briga contra subsídios dados na Europa para a concorrente canadense Bombardier construir a nova família de jatos CSerie de 100 a 140 assentos, que já provoca reações também da Boeing e Airbus. As duas grandes fabricantes de aviões estão se mobilizando - e mobilizando os governos dos EUA e da União Europeia - contra o modelo de financiamento proposto pelo governo canadense para o CSerie. A nova família competirá com os modelos das duas grandes na faixa de 150 assentos.A fatia de mercado onde vai atuar a nova família da Bombardier tem valor estimado em US$ 1 trilhão nos próximos 20 anos, segundo documento da União Europeia obtido pelo Valor. A Bombardier tem estimativa de gastar US$ 3,2 bilhões para lançar, até 2013, a CSerie, pela qual quer abocanhar 25% desse mercado.No ano passado, a Embraer deflagrou uma nova briga contes…

Azul, NHT e Webjet participam de sorteio para voar de Congonhas

DA FOLHA ONLINEAs companhias aéreas Azul, NHT e Webjet, que não operam em Congonhas, foram habilitadas para participar do sorteio que vai redistribuir 355 vagas para pousos e decolagens (slots) no Aeroporto mais rentável do país. Os slots estavam ociosos - muitos pertenciam à Varig ou à Pantanal - e foram retomados pela Anac, a agência reguladora do setor aéreo.As empresas que já operam no Aeroporto, TAM, Gol/ Varig e OceanAir, também participam da redistribuição. E, pelas regras, terão prioridade na escolha.A primeira a escolher será a Oceanair, depois a Gol e, em seguida, a TAM. Depois virão as empresas novatas em Congonhas, em ordem a ser definida em sorteio.A redistribuição está marcada para o dia 1º de fevereiro em Brasília.A Trip e a Pantanal -que hoje pertence à TAM- se inscreveram, mas foram desclassificadas por não apresentarem índices mínimos de 80% de regularidade e pontualidade ou patrimônio líquido positivo.

Avião etíope cai no mar com 90 pessoas

Jornal do Brasil Um Boeing 737 da Ethiopian Airlines caiu no Mar Mediterrâneo ontem com 90 pessoas a bordo, minutos após decolar de Beirute, no Líbano, em meio a uma forte tempestade. Segundo o Exército libanês, o avião se despedaçou no ar antes de mergulhar no mar revolto. Até a noite de ontem, equipes ainda buscavam por sobreviventes e haviam resgatado 34 corpos do mar.O voo 409, com destino a Adis Abeba, capital da Etiópia, desapareceu dos radares cerca de cinco minutos depois de decolar, às 2h37, horário local (22h37 em Brasília). Testemunhas que presenciaram a queda da aeronave afirmaram ter visto "um clarão que iluminou o mar inteiro".Em entrevista, o presidente libanês Michel Suleiman descartou a possibilidade de terrorismo e atribuiu o acidente ao mau tempo. A hipótese principal é que a aeronave tenha sido atingida por um raio.Estavam a bordo do avião 83 passageiros e sete tripulantes, entre eles 54 libanesas, 22 etíopes, duas britânicas, além de pessoas de nacionalida…

Anac redistribui horários em Congonhas

Erica Ribeiro - O GloboAs companhias aéreas Azul, Gol/Varig, NHT, OceanAir, TAM e Webjet foram habilitadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para participar da redistribuição de 355 slots (horários de pouso ou decolagem) no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A maioria é de horários aos sábados e domingos. Na próxima segunda-feira, acontece a sessão pública, na Anac em Brasília para redistribuição dos slots. O objetivo, segundo a Anac, é permitir que mais empresas se instalem em Congonhas, onde TAM, Gol, OceanAir e Pantanal já voam.A ordem de participação na redistribuição foi por sorteio. A primeira será a OceanAir, que escolhe um horário de pouso e outro de decolagem (um par de slots). As empresas poderão ficar, por rodada, com, no mínimo, dois slots - se o voo for somente em um dia da semana - e no máximo 14, se for um voo diário. Depois, é a vez de Gol/Varig, seguida da TAM. Azul, NHT e Webjet serão as seguintes, por sorteio que será feito no dia da sessão pública. D…

TAM e Gol protestam contra Aeroparque livre

Daniel Rittner, de Buenos Aires - ValorO governo argentino prometeu liberar o Aeroparque Jorge Newbery, Aeroporto central de Buenos Aires, para voos ao Brasil a partir de março. A medida causou irritação na TAM e na Gol, que veem na medida uma tentativa de favorecer a Aerolíneas Argentinas e aumentar artificialmente sua competitivade nas rotas ao Brasil. Representantes das duas brasileiras - além de outras que operam no Mercosul, como a chilena LAN - pediram esclarecimentos ao governo. Uma reunião com o secretário de Transportes, Juan Pablo Schiavi, foi marcada para amanhã à tarde.Hoje o Aeroparque recebe somente voos domésticos e a ponte aérea para Montevidéu. Todas as demais rotas internacionais usam o Aeroporto de Ezeiza, a 22 quilômetros de Buenos Aires, cujo acesso se dá por duas rodovias pedagiadas. Costuma-se gastar pelo menos 35 minutos até Ezeiza, enquanto o trajeto ao Aeroparque raramente passa de dez minutos, saindo do centro.A pedido da Aerolíneas, o governo argentino está…

A pior situação do país

Com capacidade para atender 10 milhões de passageiros, o Aeroporto de Brasília dá sinais de esgotamento e é uma das preocupações para a Copa de 2014, quando terá que prestar serviço a 19,9 milhões de pessoasKarla Mendes Enviada Especial - Correio Braziliense São Paulo — Os investimentos do governo para a ampliação dos aeroportos brasileiros não serão suficientes para suprir a demanda de passageiros na Copa de 2014. Boa parte dos 16 aeroportos que receberão turistas para o Mundial de futebol já está com a capacidade esgotada ou muito perto do limite, e nem mesmo os aportes previstos resolverão o problema, como mostra levantamento do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), em parceria com o Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), divulgado ontem. O pior cenário é o do terminal Juscelino Kubitschek, em Brasília. No ano passado, o número de passageiros chegou a 12,2 milhões, enquanto a ca…

Dois morrem em queda de avião no interior

O Estado de SP A queda de um bimotor causou a morte de Maria Leonor Salgueiro Galeazzi, de 69 anos, mulher do empresário Cláudio Galeazzi, ex-presidente e atual diretor do Grupo Pão de Açúcar. O piloto, José Andrei Ferreira dos Santos, de 32, também morreu. Os dois eram os únicos ocupantes do aparelho. O avião, que pertencia ao filho do casal, o empresário Luiz Galeazzi, caiu ontem de manhã, em Iperó, minutos depois de decolar, por volta das 9h30, do aeroporto de Sorocaba.

Estudo aponta saturação de aeroportos para a Copa 2014

Alerta foi dado por pesquisa do Sindicato das Empresas AeroviáriasMichelly Chaves TeixeiraAGÊNCIA ESTADOOs principais aeroportos do Brasil operam acima da capacidade e dificuldades para atender a demanda podem chegar antes de 2014, quando o Brasil será a sede da Copa do Mundo. É o que aponta estudo do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) sobre as 12 cidades que receberão o evento.O comandante Ronaldo Jenkins, diretor do Snea, alerta para o risco de vários aeroportos não terem condições de receber novos voos. "Não falo de um novo apagão nos moldes daquele de 2007, mas de uma perspectiva ruim no que diz respeito à qualidade do serviço."Para Jenkins, obras de ampliação de pátios de aeronaves e de terminais de passageiros já deveriam estar prontas. "Mas a maior parte dos investimentos em obras está prevista para 2012 e 2013. E há projetos que devem acabar só em 2014. O cronograma está muito apertado, principalmente ao considerar que eventuais problemas ambienta…

Obras para Copa não resolvem, diz estudo

Sindicato de empresas aéreas alerta que, apesar de melhorias previstas, terminais vão operar acima da capacidadeAdauri Antunes Barbosa - O GloboSÃO PAULO. O Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea) advertiu ontem para a possibilidade de ocorrência de vários pontos de estrangulamento na operação dos 16 aeroportos das 12 cidades que vão sediar a Copa do Mundo. As obras previstas de ampliação e construção de terminais, pistas e outras reformas, cujos projetos totalizam R$ 5,5 bilhões, não serão suficientes para resolver os gargalos para a demanda esperada.O diagnóstico conta com estudo feito pela diretoria técnica do Snea e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).Alguns aeroportos, como os de Brasília, Fortaleza e Porto Alegre, que estão em piores condições entre os 16 estudados pelo Snea, têm uma capacidade projetada menor que a demanda prevista. Em Brasília estão projetados 18 milhões de passageiros/ano para 2014, mas o Snea calcula que a demanda será de cerca de 20 …

Avião que pousou no rio Hudson de NY é posto à venda

Michelle Nichols - Reuters


NOVA YORK (Reuters) - Um avião de passageiros da U.S. Airways que fez um pouso espetacular há um ano no rio Hudson, em Nova York, foi posto à venda.

Todos os 155 passageiros e tripulação a bordo do voo 1549, que seguia para Charlotte, na Carolina do Norte, escaparam depois que o piloto Chesley Sullenberger conseguiu manejar o avião para um pouso de emergência no rio congelado no meio dos arranha-céus de Manhattan.

O Airbus A320, seriamente danificado, está sendo vendido na Internet pela empresa de segurança Chartis, menos seus motores, que foram destruídos depois que a aeronave atravessou um bando de pássaros logo depois de levantar voo do aeroporto de La Guardia, em 15 de janeiro do ano passado.

Na época, o governador de Nova York David Paterson descreveu o pouso como o "milagre no Hudson". A descrição do leilão online é menos emocional: "Aeronave sofreu grave colisão com pássaro, resultando em pouso de emergência na água".

O avião está em Ke…

Até junho, avião da TAM terá serviço de telefonia

O Estado de SP A companhia aérea TAM anunciou ontem que vai oferecer o uso de celular e internet a bordo das aeronaves até junho. A companhia já havia firmado, em outubro de 2008, uma parceria com a empresa suíça de tecnologia OnAir. Duas aeronaves da TAM já foram adaptadas para permitir a utilização de telefonia móvel, e outras duas ainda passarão pelo mesmo processo. Para que o serviço seja oferecido, falta ainda a autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A Anatel precisa autorizar a atuação da OnAir no Brasil e certificar seus equipamentos. Já a Anac precisa avaliar se o sistema pode provocar algum prejuízo à operação dos aviões. Além disso, será necessário alterar a atual legislação, que autoriza o uso de celulares apenas quando os aviões estão em solo e com as portas abertas.TAXAO sistema desenvolvido pela OnAir permite o funcionamento de 12 celulares por avião ao mesmo tempo. Os passageiros poderão fazer e receber …

Anac propõe ampliar controle da tarifa aérea

Empresas da aviação civil terão de apresentar valores das passagens A Crítica (AM) A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) apresentou na quarta-feira uma proposta de resolução que regulamentará o Registro das Tarifas Domésticas e Internacionais aplicáveis aos serviços de transporte aéreo.A proposta é alterar a forma de registro e de monitoramento das tarifas mediante a revogação de duas Portarias (447/04 e 1.282/04), bem como alguns artigos da Portaria nº 676/00 (51 a 55, 58, 59 e 60, além do parágrafo único do art. 57).Até hoje a Anac não dispõe do registro de tarifas internacionais e as empresas nacionais informam à agência as tarifas domésticas comercializadas de apenas 67 ligações (cada ligação equivale a uma rota, considerando apenas origem e destino final, desconsiderando escalas realizadas).A partir desses dados que a Anac divulga o Relatório de Tarifa. Com a resolução, as empresas nacionais e internacionais, passarão a informar as tarifas comercializadas de todas as ligações …

Companhia parcela bilhetes em 60 meses

Folha de SP Seguindo a tendência de TAM e GOL na disputa pelo público da classe C, a companhia Trip Linhas Aéreas, que tem 28 aeronaves e opera em 73 cidades, anunciou ontem que fechou uma parceria com o Banco do Brasil para parcelar passagens em até 60 vezes para os clientes do banco, com início do vencimento em até 180 dias. Os juros serão a partir de 1,99% ao mês.

Fundo norte-americano compra participação na Azul

JOANA CUNHA E MARIANA BARBOSA DA REPORTAGEM LOCAL - Folha de SP O fundo de investimentos americano TPG comprou uma participação na Azul Linhas aéreas. O presidente da empresa, Pedro Janot, não revelou o percentual adquirido pelo fundo. Segundo o advogado Mario Nogueira, sócio do escritório Demarest & Almeida, que assessorou o TPG na operação, a participação do fundo chegará a cerca de 5%.Não houve mudanças no balanço ou na estratégia da empresa, segundo Gianfranco Beting, diretor de marketing da Azul. "Foi uma troca, comum nesse setor que vive um período volátil. Pode até haver outras." A participação foi vendida pelas empresas Pequot Capital e Wexford.

O que a JAL nos ensina

O Estado de SP Das muitas lições que oferece o mais recente socorro financeiro oficial para manter em operação a Japan Air Lines (JAL) ? que durante décadas simbolizou a pujança da economia japonesa e agora sintetiza seus graves problemas ? há algumas que se aplicam ao Brasil. Mesmo privatizada, a empresa foi obrigada a atender a interesses políticos do governo japonês, o que contribuiu para corroer suas finanças e levá-la à crise que exigiu seu pedido de concordata, formalizado há dias. No Brasil, o governo Lula já fez várias tentativas ? até agora felizmente fracassadas - de intervir na gestão da Vale, e intervém abertamente na administração da Petrobrás, que deveria ser pautada por critérios técnicos, sempre com o objetivo de forçar essas empresas a atender a seus interesses políticos. O que aconteceu com a JAL deveria servir de advertência.Como outras companhias aéreas internacionais, a JAL foi afetada pela queda do número de passageiros depois dos atentados de 11 de setembro de 200…

Internet no avião já tem aval da Anatel

Melina Costa - O Estado de SPA companhia aérea TAM venceu mais uma etapa no processo para oferecer o uso de celular e internet a bordo de seus aviões. A empresa informou ontem que a provedora de tecnologia suíça OnAir, sua parceira no projeto, já recebeu a autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para operar. Mas, para que o serviço possa ser oferecido, falta mais uma aprovação: a da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).Consultada, a Anac disse que ainda aguarda documentos da TAM e da fabricante de aviões Airbus, e que realiza testes para comprovar a eficácia do sinal de celular nas aeronaves. A análise deve ser concluída até o fim do primeiro semestre.De acordo com a autorização concedida pela Anatel, a OnAir poderá oferecer o uso de celular em caráter experimental por dois anos. Durante esse período, a empresa terá de encaminhar relatórios semestrais à agência sobre o desempenho do sistema. Com base nesses dados, a Anatel estudará a criação de uma regulamenta…

Anac vê venda casada de seguro em passagem

Agência notifica Gol e TAM após receber denúncia do Ministério Público de que haveria indução à compra do serviço

Opção pela compra do seguro vem selecionada no ato da compra do bilhete; companhias afirmam que escolha é do passageiro

MARIANA BARBOSA 
DA REPORTAGEM LOCAL - Folha de SP


Depois de receber denúncias do Ministério Público Federal de que a Gol estaria induzindo o consumidor a adquirir seguro viagem no ato da compra de passagens pela internet, a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) notificou a companhia para que torne mais transparente a venda do serviço. A mesma notificação foi enviada à TAM. As duas empresas possuem, somadas, cerca de 85% do mercado doméstico.

Apesar de a TAM não ser citada na denúncia do Ministério Público, a Anac informou que constatou que o site da companhia também induziria o consumidor a comprar o serviço de seguro. "Não é da competência da Anac legislar sobre venda casada. Mas as companhias precisam deixar claro que a cobrança de um seguro viage…

Jato executivo garante recorde à Embraer

Com entrada do Phenom 100, empresa entrega 244 aviões em 2009

Michelly Chaves Teixeira - O Estado de SP


Apesar da crise global, que castigou o mercado aeronáutico, a Embraer entregou 244 aviões aos seus clientes no ano passado. É um recorde e representa alta de quase 20% sobre as 204 unidades de 2008. Também está acima da meta de 242 aeronaves projetada pela companhia. O volume de vendas é maior, mas a composição da carteira piorou de um ano para outro com a entrada de mais jatos executivos, de menor valor.

Quando se leva em conta somente os aviões comerciais, os resultados apontam uma queda de 24,7%, para 122 unidades entregues em 2009. No ano passado, a Embraer também repassou sete modelos para clientes de defesa e governo, um a mais que em 2008. Na Aviação executiva, o número de aeronaves entregues cresceu expressivamente, saindo de 36 em 2008 para 115 unidades em 2009, um salto de 220%. Mas a primeira entrega dos jatos Phenom 100 ocorreu no final de 2008.

A Embraer também anunciou …

Absolvição de pilotos do Legacy é anulada

Americanos respondem a processo por negligência

Luiz Orlando Carneiro - Jornal do Brasil

Por unanimidade, os três integrantes da 3ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região anularam, ontem, a parte da sentença do juiz Murilo Mendes, da Vara Federal de Sinop (MT), que absolveu, há um ano, os pilotos americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino, acusados de negligência na condução do jato Legacy que se chocou com um Boeing da Gol, em setembro de 2006, provocando a morte de 154 pessoas.

Com a decisão da turma do TRF-1, o processo retorna à primeira instância, mas cabe ainda recurso ao Superior Tribunal de Justiça.

Foram confirmadas, no entanto, as “absolvições sumárias” pelo juiz de primeiro grau dos controladores de vôo do Cindacta-1 (Brasília) Felipe Santos dos Reis e Leandro José Santos de Barros, e de Lucivando de Alencar (São José dos Campos), este último por omissão, já que continua a responder a processo por outra modalidade de crime culposo.

De acordo com o Código Penal, a …

South African Airlink substituirá turboélices por ERJ-135

Aviões serão utilizados para transporte durante a Copa do MundoPoder AéreoA ECC Leasing Company Limited, subsidiária integral da Embraer, assinou um contrato de leasing para quatro jatos ERJ 135 usados com a South African Airlink. Estes aviões, cuja entrega está prevista para o final deste mês, substituirão alguns turboélices da companhia aérea e auxiliarão o transporte durante a Copa do Mundo.

“A seleção por parte da Airlink dos jatos ERJ 135 adicionais fornecidos pela ECC é um fato muito significativo, pois reforça o valor que nós, como fabricantes, trazemos ao competitivo mercado de aeronaves usadas. O ERJ 135 é a solução perfeita para a malha aérea da empresa sul-africana e certamente desempenhará um papel-chave no crescimento futuro desta companhia”, disse o diretor da ECC Leasing, Mark Dunnachie.

Os jatos ERJ 135 da South African Airlink estão configurados com 37 assentos. Com base em Joanesburgo, na África do Sul, os aviões serão utilizados em rotas regionais que devem ter um sig…

Mesa Air pede concordata; empresa deve US$ 42 mi à Embraer

Companhia americana pretende reduzir número de aeronaves, mas continuará as operações normalmente Suzi Katzumata - Estadão OnLine A retração na indústria aérea fez sua primeira vítima nos EUA em mais de um ano, a Mesa Air Group, que entrou com pedido de concordata nesta terça-feira no Tribunal de Falências do Distrito do Sul de Nova York. A companhia, com sede em Fênix, pretende reduzir o número de aeronaves de sua frota, mas continuará as operações normalmente depois de ter falhado em alcançar um acordo fora dos tribunais com fabricantes de aviões e outras partes. A Mesa, que já foi uma das mais inovadoras companhias de transporte aéreo regional, tem sido pressionada por disputas judiciais e uma joint venture com a China que foi abortada.As companhias aéreas regionais operam principalmente sob o nome de companhias maiores e têm sido pressionadas por termos de contratos mais onerosos e o abandono de jatos regionais, que tem mantido centenas desses aviões estacionados no deserto.A canad…

Até sábado, Aeronáutica faz vistoria em Joinville para instalação do

Equipamento facilita os pousosAna Paula Fanton - Diário CatarinenseA semana será agitada no Aeroporto Lauro Carneiro de Loyola, em Joinville. A partir desta terça, uma equipe formada por cinco técnicos do Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA) vai vistoriar o terminal para avaliar a necessidade da instalação de um equipamento de ILS (sistema de pouso por instrumentos), que facilita os pousos com tempo ruim.Até o dia 9, serão avaliados critérios técnicos que incluem a parte estrutural da pista do aeroporto e medições das distâncias de onde vai ser instalado o aparelho. Segundo o superintendente do aeroporto, Sérgio Ribeiro, a expectativa com a visita é das melhores.— Estamos confiantes, pois é a primeira vez que vamos receber uma equipe para analisar a viabilidade de instalação do aparelho — diz.Em novembro, uma comitiva liderada pelo secretário Desenvolvimento, Eni Voltolini, esteve no Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) para expor a situação do terminal joinvilense. …

Anac deve acabar com o adicional de combustível

Alberto Komatsu | De São Paulo - ValorA Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) finaliza uma minuta de resolução para extinguir o adicional de combustível. Esse é o nome de uma tarifa de até US$ 0,60 que compõem o preço do frete de transporte aéreo de cargas. Ontem, o Valor publicou que a Secretaria de Direito Econômico (SDE) concluiu parecer no qual pede condenação de sete companhias aéreas por formação de cartel no transporte de cargas. Investigações que duraram dois anos mostraram que elas usaram esse adicional para combinar preços comuns, por meio de troca de e-mails."A diretoria da Anac deve colocar em breve a resolução em consulta pública. Queremos eliminar a cobrança do adicional por uma questão de transparência", afirma o superintendente de Regulação Econômica e Acompanhamento de Mercado da Anac, Juliano Alcantara Noman. Segundo ele, a agência esperava que a liberdade de preços no setor de cargas, implementada pela Anac no ano passado, eliminasse naturalmente o adic…

Cliente da Embraer nos EUA pede concordata

Folha de SP A companhia aérea norte-americana de voos regionais Mesa Air Group pediu proteção contra falência em um tribunal de Manhattan para "chegar a uma conclusão em melhor tempo" sobre seu litígio com a Delta Air Lines. A empresa tem em sua frota cerca de 20 aviões da Embraer. Por meio da assessoria, a Embraer disse que não é credora da Mesa Air, mas tem parcelas a receber do leasing das 36 aeronaves ERJ-145 adquiridas pela empresa há dez anos. Segundo a Embraer, o pagamento está em dia.

Aeroporto do Recife bate recorde de movimentação

De janeiro até novembro, 4,73 milhões embarcaram e desembarcaram na capital Diário de Pernambuco O Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre está batendo seu recorde histórico de movimentação em 2009, comprovando que, apesar da crise financeira internacional, a capital pernambucana vem consolidando-se como destino turístico e de negócios.De janeiro até novembro, 4,73 milhões de passageiros haviam embarcado e desembarcado em seus terminais, um acréscimo de 11,49% em relação ao mesmo período do ano passado. A previsão divulgada pela Infraero é de que o aeroporto termine o ano com uma movimentação de aproximadamente 5 milhões.O que tem pressionado os resultados positivos apresentados pelo aeroporto são os voos domésticos, que já haviam movimentado 4,5 milhões de passageiros nos 11 primeiros meses de 2009. Nesse aspecto, o aumento foi de 12,21%, em comparação com 2008. Já os voos internacionais apresentaram um decréscimo na movimentação, de 3,26%. Esses voos, porém, repr…

No Sul, remoção de vila com sete mil

Carlos Souza e Letícia Lins - O GloboPORTO ALEGRE e RECIFE. A remoção de uma vila popular vizinha ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, é decisiva para a melhoria do aeroporto, uma das exigências da Fifa para a capital gaúcha ser uma das sedes da Copa de 2014.A transferência da Vila Dique, um aglomerado de casebres de 1.476 famílias, permitirá que a pista do aeroporto, de 2.280 metros, seja aumentada em 920 metros e opere com aviões maiores. A obra é orçada em R$ 122 milhões.O vice-prefeito de Porto Alegre e secretário extraordinário da Copa, José Fortunati, ressalta que o alongamento da pista é esperado pela Fifa. Já o superintendente do Salgado Filho, Jorge Herdina, diz que a obra sairia mesmo sem a Copa, mas admite que a escolha do Brasil como sede forçou a execução do projeto.Enquanto a obra aguarda a remoção de mais de 7.000 pessoas da vila, a pista do aeroporto está sendo alargada e recapeada.Outra melhoria prometida é a construção de novo terminal de cargas…

De elefante branco a mico preto

Confins recebia 395 mil pessoas em 2005. Hoje são 6 milhõesFábio Fabrini - O GloboCONFINS. Em quatro anos, o Aeroporto Internacional Tancredo Neves deixou a condição de "elefante branco" e sofre com a saturação. A transferência dos voos da Pampulha, somada ao crescimento econômico e à descentralização da malha aérea, faz com que o terminal, historicamente ocioso, opere acima da capacidade, de cinco milhões de passageiros por ano. Até 2005, embarcavam e desembarcavam 395 mil pessoas, número que deve chegar a seis milhões este ano.A previsão mais conservadora — segundo estudo divulgado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) — indica que nove milhões vão usar Confins em 2013, às vésperas da Copa. A Infraero teria de construir um novo terminal até lá, sob risco de reprimir o tráfego e acentuar problemas de infraestrutura.O levantamento prevê uma obra para 5 milhões de passageiros até a Copa; e outra, para mais 5 milhões, nos anos seguintes. Por ora, não há…

Terminal de Brasília recebe menos críticas, mas Infraero admite

Principais problemas são acesso ao aeroporto e gargalos no horário de picoGeralda Doca - O GloboBRASÍLIA. Com menos de 40 anos e recém-reformado, o aeroporto de Brasília não chega a provocar a ira da maior parte dos passageiros. Porém, o quarto maior terminal do Brasil e importante centro de distribuição de voos enfrenta gargalos nos horários de pico, o que pressiona a Infraero a cumprir o cronograma de obra e evitar problemas na Copa em 2014.O único do Brasil que tem duas pistas que podem ser operadas simultaneamente, o aeroporto de Brasília não dispõe de boxes suficientes para receber todas as aeronaves, causando problemas de custo para as companhias aéreas e atrasos para o passageiro. O terminal de embarque também está saturado e quem viaja nas horas de pico enfrenta filas nas lanchonetes.Há ainda problemas de acesso ao aeroporto, com uma única e congestionada saída. Outro agravante é a falta de um transporte público — situações que o governo local promete resolver com a implantaçã…

Em SP, apenas R$ 45 milhões até 2014

Sindicato alerta para necessidade de reforçar segurança de voos em CongonhasLino Rodrigues - O GloboSÃO PAULO. Dois dos principais aeroportos brasileiros, Congonhas, na capital paulista, e Cumbica, em Guarulhos, Região Metropolitana de São Paulo, que respondem por 28% de todo o movimento de passageiros no país, receberão investimentos de apenas R$ 45,5 milhões até 2014. A maior parte desse dinheiro será aplicada na construção do terceiro terminal de passageiros em Guarulhos e da nova torre de controle de Congonhas. Com as obras, segundo a Infraero, a capacidade de ambos será ampliada dos atuais 32,5 milhões para 45,5 milhões de passageiros por ano.Para o Sindicato dos Aeroviários no Estado de São Paulo, no entanto, os investimentos não serão suficientes para aumentar a segurança de pousos e decolagens. Congonhas e Cumbica estiveram no foco do caos aéreo, entre o fim de 2006 e início de 2007. E que culminou com a tragédia do voo 3054 da TAM, que em julho de 2007 escapou da pista durant…

Santos Dumont: TCU questiona valor das obras

Erica Ribeiro - O GloboNo Aeroporto Santos Dumont, a área de desembarque parece estar em processo de desativação. As lojas foram fechadas e, no lugar, há tapumes. Segundo a Infraero, os espaços serão ocupados por escritórios de órgãos do setor aéreo. Apenas o antigo café continua funcionando, além de dois restaurantes.E a praça de alimentação continua inacabada. O acesso ao terceiro andar, onde serão instalados restaurantes e bancos, está há dois anos à espera de decisões do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o custo das obras. Segundo uma fonte, o TCU contesta os gastos acima de R$ 380 milhões usados para as obras. Por isso, ainda não há previsão para abertura do terceiro andar.Além de obras inacabadas, o movimento no Santos Dumont vem crescendo desde que voos além da ponte aérea Rio-São Paulo voltaram, em março do ano passado. Com isso, o fluxo de passageiros se aproxima de sua capacidade, de oito milhões por ano. A estimativa é que em 2009 tenha ficado em seis milhões de passa…