Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2018

Avião cai e deixa 17 mortos no Sudão do Sul

3 pessoas sobreviveram e 2 pessoas ainda estão desaparecidas; médico italiano que sobreviveu está em estado crítico e foi submetido a cirurgia.
Reuters

Ao menos 17 pessoas morreram no Sudão do Sul neste domingo (9) após um pequeno avião transportando passageiros do Aeroporto Internacional de Juba para a cidade de Yirol cair, informou o ministro de Informação do país, Taban Abel.

"O avião caiu, matou 17 pessoas e temos três sobreviventes", afirma Abel. O avião transportava 22 pessoas, e duas ainda estão desaparecidas.

Um dos sobreviventes, um médico italiano que trabalha com uma ONG, está em estado crítico e foi submetido a uma cirurgia no Hospital Yirol, segundo o ministro.

Um dos sobreviventes, um médico italiano que trabalha com uma ONG, está em estado crítico e foi submetido a uma cirurgia no Hospital Yirol, seo ministro.

Acidentes recorrentes

Vários acidentes ocorreram no Sudão do Sul, país devastado pela guerra, nos últimos anos.

Em 2017, quatro passageiros ficaram feridos após…

Embraer vende seu caça Hawker Hunter ‘paquera’

A Embraer se desfez do seu antigo caça Hawker Hunter T72, matrícula PP-XHH, que era usado como avião paquera ou “chase plane”.
Poder Aéreo

O avião foi vendido à Hawker Hunter Aviation (HHA) por um preço não divulgado. O transporte da aeronave até o Reino Unido foi feito pela Redcliffe International.

Os aviões paquera são usados para acompanhar o voo de teste de outras aeronaves, auxiliando e fazendo imagens para análise posterior.

O caça, usado pela Força Aérea Chilena de 1971 a 1995, foi adquirido pela Embraer no ano 2001.

O Hawker Hunter foi desenvolvido durante o final dos anos 40 e inícios de 50. Prestou serviço na Força Aérea Real e na Marinha Real Britânica, e foi o caça a jato que por mais tempo serviu nas fileiras britânicas.

Foi usado para combate aéreo, como caça-bombardeiro e em missões de reconhecimento aéreo. Com 1.972 unidades produzidas, a aeronave foi exportada para diversos países.

Agência Nacional contra o Crime investiga roubo de dados da British Airways

A Agência Nacional contra o Crime do Reino Unido (NCA) e o Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC) investigam o roubo de dados sofrido pela companhia aérea britânica British Airways (BA), informou nesta sexta-feira o Governo britânico.
EFE

Um porta-voz do Executivo da primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou que ambos organismos estão "trabalhando para entender o que aconteceu".


A BA denunciou na quinta-feira o roubo de dados pessoais e financeiros de seus clientes através de 380 mil operações com cartões de crédito realizadas em seu site e aplicativo.

O 'roubo' aconteceu entre 21h58 GMT de 21 de agosto até 20h45 GMT de 5 de setembro e a companhia aérea, pertencente ao grupo IAG, recomendou aos afetados ligar para suas entidades bancárias.

"Tivemos acesso aos relatórios e estamos trabalhando para compreender melhor o incidente e como afetou os clientes", afirmou hoje a fonte governamental.

Por sua vez, o presidente da companhia, Alex Cruz, pedi…