Grupo intermediário é o que mais avança

Fatia da Azul, OceanAir e WebJet cresceu para 11,7%

Alberto Komatsu, RIO – O Estado de São Paulo

As empresas aéreas brasileiras que pertencem ao chamado grupo intermediário - Azul, OceanAir e WebJet - são as que mais têm avançado no transporte de passageiros no mercado doméstico. De acordo com os dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), elas respondiam por 5,3% da demanda doméstica em julho de 2008. No mês passado, essa fatia passou para 11,7%, um crescimento de 6,4 pontos porcentuais.

Já no duopólio TAM e Gol/Varig, houve uma queda de 6,8 pontos porcentuais no mesmo tipo de comparação. Juntas, as duas maiores do setor tinham 92,9% do mercado em julho de 2008. Encerraram o mês passado com uma participação de 86,1%. As companhias aéreas regionais, por sua vez, também avançaram. Sua fatia conjunta foi de 1,8% em julho do ano passado e de 2,2% no mesmo mês deste ano.

"A WebJet vai trazer mais cinco aviões até o final deste ano, a OceanAir outros sete e a Azul mais duas aeronaves. Esse grupo está investindo porque está apostando no crescimento da demanda", afirma o consultor aeronáutico Paulo Bittencourt Sampaio. Para ele, o crescimento de 25,68% na demanda doméstica em julho mostra que a economia brasileira já está superando a crise global. Isso porque, segundo ele, a aviação sempre se retrai primeiro em momentos de crise, mas também é o setor que reage mais rápido quando há sinais de melhora.

"A demanda cresceu 25,68% porque muita gente deixou de viajar para o exterior com receio da gripe suína. Houve uma transferência das viagens para o mercado doméstico. Além disso, foi uma combinação do período de férias escolares, que foi prolongado por causa da gripe, com as viagens de negócio", diz Sampaio.

A Azul Linhas Aéreas, que iniciou as operações em dezembro do ano passado, respondeu por 4,69% dos voos domésticos em julho, seguida de perto pela WebJet, com 4,52%. A OceanAir ficou na quinta colocação, com fatia de 2,53%. No acumulado de janeiro a julho, a participação da TAM foi de 47,07%, seguida pelos 41,05% da Gol/Varig. A WebJet apareceu em terceiro, com 4,09%, e a Azul ficou na quarta posição, com 3,14%. A OceanAir teve fatia de 2,70%.

A taxa média de ocupação das aeronaves nos voos domésticos, em julho, foi de 72,92%, um aumento de 6,01 pontos porcentuais ante o mesmo mês de 2008. Para fora do País, essa taxa ficou em 70,30%, uma redução de 8,89 pontos porcentuais na comparação com julho do ano passado.

No acumulado de janeiro a julho, a demanda por voos nacionais teve expansão de 6,57%, com aumento de 10,99% na oferta de assentos. No mercado externo, o fluxo de passageiros transportados acumula queda de 6,36%. A oferta de assentos também está negativa em 2,42% de janeiro a julho.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA