Tesouro vai injetar mais R$ 211 milhões na Infraero

Estatal já teve R$ 1,15 bi. Espanhola Aena deve prestar consultoria 

Geralda Doca | O Globo

BRASÍLIA - Com dificuldades para fechar as contas do ano, o Tesouro Nacional terá ainda que repassar R$ 211 milhões à Infraero, para permitir que a estatal cumpra suas obrigações como sócia no consórcio que administra Guarulhos e faça os investimentos previstos nos aeroportos da rede. Neste ano, já foi injetado na empresa R$ 1,15 bilhão e a projeção para 2014 é de um aporte de R$ 2 bilhões, destinados a obras e aumento de capital nas concessões privadas.

Para enfrentar a concorrência no setor aeroportuário com a entrada dos grandes operadores, a estatal ainda vai contratar uma consultoria internacional, e uma forte candidata é a Aena, estatal espanhola.

Segundo o ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Moreira Franco, a medida é uma determinação da presidente Dilma Rousseff, diante do novo cenário. Ele disse que a SAC fará um processo de licitação para escolher o operador até janeiro de 2014:

— Queremos que a Infraero tenha o mesmo vigor, a mesma capacidade e o mesmo espírito para garantir ao passageiro a melhor qualidade de serviço.

O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, explicou que os aportes do Tesouro são necessários, porque a estatal perdeu a capacidade de investir ao entregar para o setor privado os aeroportos de Brasília, Viracopos e Guarulhos, concedidos em fevereiro de 2012. Neste ano, disse, a empresa, que ainda conta com a arrecadação das tarifas do Galeão e de Confins, registrará lucro operacional de R$ 170 milhões.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás