Solar Impulse 2 decola de Nova York e inicia voo transatlântico

Piloto suíço Bertrand Piccard poderá ter apenas breves momentos de sono.
Volta ao mundo promove o uso de energias renováveis.


France Presse


O avião Solar Impulse 2 iniciou nesta segunda-feira (20) em Nova York uma perigosa travessia transatlântica de quatro dias como parte de sua volta ao mundo para promover as energias renováveis. A aeronave é alimentada exclusivamente com a energia solar.


O Solar Impulse 2, pilotado por Bertrand Piccard, decola do aeroporto Kalaeloa, no Havaí, na quinta (21) (Foto: AFP Photo/Eugene Tanner)
Solar Impulse 2, pilotado por Bertrand Piccard, decola do aeroporto Kalaeloa, no Havaí, em imagem de arquivo de 21 de abril (Foto: AFP Photo/Eugene Tanner)


O piloto suíço Bertrand Piccard poderá ter apenas breves momentos de sono durante as 90 horas da viagem, que deve terminar no aeroporto espanhol de Sevilha.

"Estou aqui sozinho durante quatro dias sobre o Atlântico, sem uma gota de gasolina", escreveu o piloto no Twitter, antes de decolar do aeroporto John Fitzgerald Kennedy àss 2H30 locais (3H30 de Brasília).

Piccard, 58 anos, se alterna com o compatriota André Borschberg, 63, no comando do Solar Impulse, um avião de quatro hélices movidas pela energia fornecida por suas 17 mil células fotovoltaicas instaladas nas asas.

Com o peso de um carro e uma envergadura de 72 metros, o avião voa a uma velocidade que geralmente não passa de 50 km/h, mas que pode dobrar com uma exposição direta ao sol.

Depois de pousar na Europa, o Solar Impulse 2 voltará a seu ponto de partida, Abu Dhabi, de onde decolou em 9 de março de 2015, para completar uma viagem de 35 mil quilômetros.

Em sua etapa mais longa, o Solar Impulse 2 voou 118 horas de Nagoya (Japão) até a ilha americana do Havaí.




Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA