Rota proibida no Santos Dumont reduzirá voos

Aeronáutica afirma que decisão do Inea vai provocar diminuição da capacidade de tráfego aéreo do aeroporto

Tulio Brandão – O Globo

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DCEA), da Aeronáutica, afirmou ontem que a proibição do sobrevoo de aviões na rota do Aeroporto Santos Dumont que passa sobre bairros da Zona Sul do Rio provocará, quando for aplicada, a redução da capacidade de tráfego aéreo na região. De acordo com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, estudos estão sendo realizados neste momento para avaliar qual será a extensão da redução de voos no aeroporto. A decisão de proibir a rota foi tomada segundafeira pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), depois que o órgão recebeu inúmeras reclamações de associações de moradores dos bairros afetados pelo ruído dos aviões.

O coronel Henri Munhoz, do Centro de Comunicação da Marinha, informou que, de acordo com informações preliminares do DCEA, a restrição de uso da rota é especialmente problemática no Santos Dumont devido aos obstáculos naturais: — Todas as alternativas em estudo implicarão a redução da capacidade de tráfego aéreo do aeroporto. O Santos Dumont está dentro da Baía de Guanabara e perto do Pão de Açúcar. Isso dificulta a movimentação de aeronaves.

Segundo a Aeronáutica, será necessário haver um período de adaptação e treinamento das companhias aéreas para as novas rotas.

Órgãos de aviação ainda não receberam ofício do Inea A Infraero, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o DCEA ainda não receberam notificação do Inea sobre as restrições no Santos Dumont — e por isso os aviões continuam usando a rota proibida. A Secretaria estadual do Ambiente informou que enviou um ofício por fax, mas não obteve resposta. O órgão ambiental garantiu que hoje, às 9h, o documento será protocolado na Infraero.

Em nota, a Infraero informou que vem realizando todos os esforços necessários para obter a licença ambiental.

O órgão informou ainda ter estranhado a posição do Inea, já que estaria cumprindo as exigências determinadas em reunião com os ministérios públicos estadual e federal.

O órgão ambiental do governo do Rio anunciou também a restrição do horário do aeroporto, que a partir de agora só poderá operar das 22h às 6h. A Anac divulgou um documento com os 22 voos que teriam que ser cancelados por causa da decisão: oito da Gol, quatro da Ocean Air, quatro da Trip, quatro da TAM, um da Azul e um da Webjet. Os voos tinham como origem ou destino São Paulo, Brasília, Curitiba, Campinas, Salvador, Vitória, Aracaju, Recife e Belo Horizonte.

A Aeronáutica esclarece que a rota proibida é chamada tecnicamente de circuito de tráfego para a pista de pouso 2 do Santos Dumont

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás