Rota proibida no Santos Dumont reduzirá voos

Aeronáutica afirma que decisão do Inea vai provocar diminuição da capacidade de tráfego aéreo do aeroporto

Tulio Brandão – O Globo

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DCEA), da Aeronáutica, afirmou ontem que a proibição do sobrevoo de aviões na rota do Aeroporto Santos Dumont que passa sobre bairros da Zona Sul do Rio provocará, quando for aplicada, a redução da capacidade de tráfego aéreo na região. De acordo com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, estudos estão sendo realizados neste momento para avaliar qual será a extensão da redução de voos no aeroporto. A decisão de proibir a rota foi tomada segundafeira pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), depois que o órgão recebeu inúmeras reclamações de associações de moradores dos bairros afetados pelo ruído dos aviões.

O coronel Henri Munhoz, do Centro de Comunicação da Marinha, informou que, de acordo com informações preliminares do DCEA, a restrição de uso da rota é especialmente problemática no Santos Dumont devido aos obstáculos naturais: — Todas as alternativas em estudo implicarão a redução da capacidade de tráfego aéreo do aeroporto. O Santos Dumont está dentro da Baía de Guanabara e perto do Pão de Açúcar. Isso dificulta a movimentação de aeronaves.

Segundo a Aeronáutica, será necessário haver um período de adaptação e treinamento das companhias aéreas para as novas rotas.

Órgãos de aviação ainda não receberam ofício do Inea A Infraero, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e o DCEA ainda não receberam notificação do Inea sobre as restrições no Santos Dumont — e por isso os aviões continuam usando a rota proibida. A Secretaria estadual do Ambiente informou que enviou um ofício por fax, mas não obteve resposta. O órgão ambiental garantiu que hoje, às 9h, o documento será protocolado na Infraero.

Em nota, a Infraero informou que vem realizando todos os esforços necessários para obter a licença ambiental.

O órgão informou ainda ter estranhado a posição do Inea, já que estaria cumprindo as exigências determinadas em reunião com os ministérios públicos estadual e federal.

O órgão ambiental do governo do Rio anunciou também a restrição do horário do aeroporto, que a partir de agora só poderá operar das 22h às 6h. A Anac divulgou um documento com os 22 voos que teriam que ser cancelados por causa da decisão: oito da Gol, quatro da Ocean Air, quatro da Trip, quatro da TAM, um da Azul e um da Webjet. Os voos tinham como origem ou destino São Paulo, Brasília, Curitiba, Campinas, Salvador, Vitória, Aracaju, Recife e Belo Horizonte.

A Aeronáutica esclarece que a rota proibida é chamada tecnicamente de circuito de tráfego para a pista de pouso 2 do Santos Dumont

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA