Pular para o conteúdo principal

Helicóptero de presidente do Leicester cai ao deixar o estádio do clube

Imprensa inglesa diz que aeronave é propriedade do dono do clube, Vichai Srivaddhanaprabha. Segundo o "Guardian", Kasper Schmeichel foi visto chorando perto do local do acidente


Por GloboEsporte.com — Leicester, Inglaterra

Um helicóptero caiu neste sábado no estacionamento do estádio do Leicester, ao deixar o local após o empate em 1 a 1 com o West Ham. Segundo a imprensa inglesa, ele é de propriedade do dono do clube, Vichai Srivaddhanaprabha - que estaria num dos oito lugares da aeronave, segundo o jornalista Ben Jacobs, setorista do clube na "BeIN". Não há informações sobre feridos ou mesmo sobre quem estava na aeronave, mas as primeiras imagens mostram o helicóptero em chamas. 


Helicóptero em chamas após queda no estádio do leicester — Foto: Reprodução / Twitter
Helicóptero em chamas após queda no estádio do leicester — Foto: Reprodução / Twitter

Segundo informações da agência de notícia Reuters, executivos do grupo tailandês King Power, que pertence a Srivaddhanaprabha, disseram que não podem, por ora, dar qualquer informação sobre o acidente, e nem mesmo negar ou confirmar se o fundador do grupo e principal acionista do clube estava no helicóptero.

O clube se manifestou por uma breve nota oficial para dizer que está ajudando nas investigações e informou que vai se posicionar quando o acidente estiver melhor apurado.

- Estamos ajudando a polícia e os serviços de emergência diante deste grande incidente no estádio do clube. O Leicester emitirá uma declaração mais detalhada assim que mais informações forem estabelecidas - diz o clube.

Entre as informações iniciais, muitas delas desencontradas, o "Guardian" informa que o goleiro Kasper Schmeichel foi visto chorando perto do local do acidente. A polícia da cidade de Leicester informou que está lidando com um incidente nas proximidades do estádio e que os serviços de emergência envolvidos.


View image on Twitter

Segundo a Sky Sports, o helicóptero decolou do meio do campo do estádio entre 20h30 e 20h45 do horário local - 16h30 e 16h45 de Brasília -, mas teve problemas com a hélice traseira e caiu no estacionamento ao lado. O torcedor John Butcher, que estava por perto no momento do acidente, disse à "BBC" que seu sobrinho viu a aeronave sair de controle, aparentemente, devido a um defeito na hélice traseira.

- No intervalo de um segundo, caiu como uma pedra no chão... Por sorte, ficou em espiral por um tempo e todo mundo correu a tempo de dispersar. Até onde sabemos, ninguém ao redor do estacionamento ficou ferido por conta do acidente.

O tailandês Vichai Srivaddhanaprabha comprou o clube em 2010 e levou o Leicester à épica conquista da Premier League na temporada 2015/16. Ainda não há informações oficiais se ele estava no helicóptero. O jornalista Ben Jacobs, porém, falou que o presidente estava na aeronave e disse que a patrocinadora do clube, de propriedade de Vichai, divulgará um comunicado neste domingo.

Já a "Sky Sports" informou que o vice-presidente e filho do dono do clube, Aiyawatt Srivaddhanaprabha, assim como o diretor de futebol Jon Rudkin, não estavam na aeronave. De acordo com os primeiros relatos da imprensa inglesa, o local foi evacuado e, no momento do acidente, alguns jogadores, como Schmeichel , ainda estavam no estádio.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avião da TAM retorna após decolagem

Jornal do Commercio SÃO PAULO – Um avião da TAM, que partiu de Nova Iorque em direção a São Paulo na noite de anteontem, teve que retornar ao aeroporto de origem devido a uma falha. Segundo a TAM, o voo JJ 8081, com 196 passageiros a bordo, teve que voltar para Nova Iorque devido a uma indicação, no painel, de mau funcionamento de um dos flaps (comandos localizados nas asas) da aeronave.De acordo com a TAM, o avião passou por manutenção corretiva e o voo foi retomado à 1h28 de ontem, com pouso normal em Guarulhos (SP) às 10h38 (horário de Brasília). O voo era previsto para chegar às 6h45. A companhia também informou que seu sistema de check-in nos aeroportos ficou fora do ar na manhã de ontem, provocando atrasos em 40% dos voos. O problema foi corrigido.

STJ define foro de ação contra Varig

Zínia Baeta, de São Paulo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, pela primeira vez, que cabe à Justiça do Trabalho julgar um processo de uma ex-funcionária da antiga Varig que pede no Judiciário o pagamento de verbas trabalhistas - como salário, férias e FGTS - ao grupo econômico do qual faz parte a companhia aérea Gol. Até então, em conflitos de competência similares, o STJ vinha entendendo que esses casos deveriam ser remetidos à Justiça estadual - no caso, a 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, responsável pela recuperação judicial da velha Varig. Apesar de o STJ não entrar na discussão sobre a responsabilidade da Gol pelas dívidas trabalhistas da Varig, comprada por ela em 2007, a decisão é apontada como um importante precedente por advogados trabalhistas, pois o entendimento poderia, de alguma forma, influenciar o Supremo Tribunal Federal (STF), que também está para julgar um conflito de competência envolvendo uma ex-funcionária da antiga Varig.

Em março de 2007, a Gol com…

Avião colide com ave em pleno voo e assusta passageiros (vídeo)

Com a colisão, o vidro do pára-brisas da aeronave ficou destruído, deixando o co-piloto com ferimentos leves
O Dia

Fortaleza - Um avião de pequeno porte que fazia a rota entre Fortaleza e Teresina, no último domingo, colidiu com uma ave durante o voo. Com a colisão, o vidro do para-brisa da aeronave ficou destruído, deixando o copiloto com alguns ferimentos leves no rosto.

Vidro do para-brisa de avião quebrou ao bater em ave
De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico (Cenipa), a aeronave manteve a rota e pousou com segurança no destino.