Avião do voo MH370 foi jogado ao mar de próposito, diz especialista

Larry Vance falou sobre suas conclusões à imprensa malaia.
Ele averigou o acidente da Swiss Air, em 1998, para a TV australiana.


EFE

Um especialista em acidentes aéreos afirmou que o voo MH370, da Malaysia Airlines, que desapareceu no dia 8 de março de 2014 com 239 pessoas a bordo, quando ia de Kuala Lumpur, na Malásia, para Pequim, na China, foi jogado deliberadamente no Oceano Índico, informam nesta segunda-feira (1º) veículos de imprensa locais.


GNews - Malásia MH370 (Foto: Reprodução/GloboNews)
Peça do Boeing 777 da Malaysia Airlines, voo MH370 (Foto: Reprodução / GloboNews)

"Alguém pilotou o avião até o final do voo (...) alguém pilotou o avião contra a água", disse Larry Vance, que averiguou o acidente da Swiss Air em 1998, para o Canal 9 da televisão australiana.

O especialista comentou na noite de domingo (31) que a parte encontrada no ano passado na ilha da Reunião e que foi entregue à França para sua análise é a evidência mais forte de que o Boeing 777 de Malaysia Airlines foi "planando" sobre o oceano, informou o portal de notícias "news.com.au".

Esta hipótese aponta o local do impacto em algum ponto muito mais ao sul da região de 120 mil quilômetros quadrados no litoral australiano onde se rastreia o aparelho, segundo os cálculos sobre o esgotamento do combustível.

Apesar de a França ainda não ter revelado suas conclusões, Vance considera que essa peça da asa do avião foi aberta para a aterrissagem e depois arrastada pela força de água.

Peter Foley, máximo encarregado da busca realizada pelo Escritório para a Segurança no Transporte da Austrália, não descarta a possibilidade de que alguma pessoa tenha controlado o avião até o final.

O funcionário australiano também admitiu que o escritório viu "algumas análises dos franceses" que sugerem que a peça da asa foi aberta, o que apoiaria a teoria de que o desaparecimento foi premeditado.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás