Pular para o conteúdo principal

Laudo da Anac sobre acidente com avião em Boituva deve sair em 30 dias

Monomotor ‘capotou’ após pousar no Centro Nacional de Paraquedismo. Polícia Civil também abriu investigação sobre o acidente.


G1 Itapetininga e Região

Nesta sexta-feira (17), técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estiveram em Boituva (SP) para levantar informações sobre o que pode ter causado o acidente com um avião monomotor logo após a aeronave pousar na pista do Centro Nacional de Paraquedismo (CNP) na noite de quinta-feira (16). O avião ‘capotou’ e duas pessoas ficaram feridas, mas passam bem.


Imagem

Durante o período da manhã, policiais militares fizeram patrulhamento no local para preservar a área onde ocorreu o acidente. Neste período, o CNP ficou fechado para as atividades. Depois de mais de 12 horas na pista a aeronave foi retirada. Isso só ocorreu após a chegada dos técnicos que fizeram vistoria na área. Uma checagem detalhada no monomotor também foi feita pelos técnicos. O laudo da Anac deve ficar pronto em 30 dias.

O avião de pequeno porte capotou. Segundo testemunhas, o piloto teria tentado um pouso forçado sem sucesso e acabou capotando ao tocar no solo. O presidente da associação dos paraquedistas de Boituva, Nilson Leitão, diz que aguarda o laudo da perícia com informações mais precisas sobre o acidente.

Polícia Civil


A Polícia Civil também investiga as causas do "capotamento" do avião. Em entrevista ao G1, o delegado responsável pelo caso, Silvan Renosto, afirma que a investigação vai verificar também qual das vítimas pilotava a aeronave – um rapaz de 25 anos e um homem de 68 anos estavam no local: “Juntamente com a Anac vamos fazer a apuração. Vamos verificar se houve um problema técnico para o acidente ou se o motivo é outro. Não sabemos quem estava pilotando porque o avião tem duplo comando, isto é, em qualquer uma das cadeiras dava para pilotar.”

De acordo com Renosto, a dupla decolou do próprio Centro Nacional de Paraquedismo (CNP) onde depois eles tentaram pousar e capotaram. Ele afirma ainda que durante a tentativa de pouso o monomotor capotou uma vez ficando de ponta cabeça. “Quando cheguei ao local os bombeiros já tinham retirado as vítimas, e como já era tarde e escuro não dava para investigar o local muito bem. Vamos apurar quando o avião partiu e qual o tempo e o motivo do voo”, conclui.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião cai e mata dois

A queda de um bimotor que fazia a rota Teresina-Recife, com dez pessoas a bordo, provocou pânico em San Martin. Oito passageiros ficaram feridas


Um avião bimotor, modelo King Air B200, que retornava de Teresina, no Piauí, com dez pessoas a bordo, a maioria empresários pernambucanos, caiu às 11h15 de ontem, no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife, e por pouco não provocou um dos maiores acidentes aéreos da história de Pernambuco. O piloto morreu na hora e um dos passageiros, a caminho do hospital. As outras oito pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave. O número de mortos e feridos, entretanto, não foi maior graças à habilidade do piloto. Os 25 anos de experiência permitiram que salvasse diversas famílias que passavam o domingo em casa, nas estreitas ruas do bairro, com 23 mil habitantes.

Sete casas foram atingidas, mas havia moradores em apenas duas delas. Uma dona de casa sofreu arranhões leves. O piloto Eurico Pedrosa Neto, 47 anos, que quebrou o pescoço no acidente…

Destroços de avião desaparecido há uma semana são localizados

Em Valença, no estado do Rio de Janeiro, foram encontrados os destroços do avião que estava desaparecido desde o dia 30 de janeiro. Os corpos de um empresário e de sua família também foram vistos.


Polícia investiga acidente com helicóptero em Itupeva

A polícia começou a ouvir os funcionários da fazenda que prestaram socorro às vítimas no interior paulista. Câmeras de segurança mostram o momento do acidente. O helicóptero vinha de Paraty.