Anac fará auditoria de segurança na Líder

Medida vai verificar frota, documentos e hangares da empresa, depois de incidente com avião que transportava a banda Skank

Luiz Ribeiro – Estado de Minas

A Agência Nacional de aviação Civil (Anac) anunciou ontem a abertura de uma auditoria de segurança operacional na empresa Líder aviação em função do acidente com um dos aviões da companhia, que transportava no domingo integrantes da banda Skank e perdeu uma das portas no ar, durante um voo de Capelinha, no Vale do Jequitinhonha, para o aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. A auditoria deve ser iniciada ainda nesta semana. A agência informou que os auditores vão visitar as instalações e os hangares da Líder, a fim de avaliar uma série de procedimentos que devem ser seguidos para garantir a segurança nos voos, como o estado das aeronaves e a documentação legal.

A Anac revelou que esse tipo de inspeção é feita regularmente, em datas previamente estabelecidas. Mas, além das fiscalizações rotineiras, podem ser feitas vistorias inspecionais, depois da abertura de auditorias, em situações como a que envolveu o avião que transportava os integrantes do Skank. Os músicos viajavam num avião King Air C90, de prefixo PT-LSO. A Anac informou que a documentação do avião – e também do piloto e do copiloto – está legalizada e em dia. A aeronave passou pela última inspeção em 22 de maio, devendo ser submetida a nova vistoria em um ano. Ontem, a Líder aviação informou que está “totalmente à disposição da Anac para atender a todas as solicitações que forem requeridas”.

Em nota, a empresa informa que o avião King Air C90 “sofreu uma pane na porta de acesso ao avião durante o voo e que o piloto realizou um pouso de emergência em perfeita condição de segurança, sendo que tripulação e passageiros nada sofreram”. Esclareceu ainda que "a equipe técnica da empresa já está tomando todas as providências necessárias”.

A Banda Skank se apresentou durante a Festa do Capelinhense Ausente, sábado à noite, em Capelinha. Por volta das 11h de domingo, o avião da Líder decolou de uma pista particular de uma fazenda, a 35 quilômetros da área urbana, com os quatro integrantes da banda (Samuel Rosa, Henrique Portugal, Lelo Zanetti e Haroldo Ferretti), o empresário Fernando Furtado e um produtor, além do piloto e copiloto. Dez minutos depois da decolagem, a porta da aeronave se soltou. Apesar do susto, ninguém se feriu porque o piloto conseguiu retornar e fez um pouso de emergência na mesma pista.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás