Pular para o conteúdo principal

Família morre em acidente com aeronave em Patos de Minas

Segundo os militares, casal e três filhos estavam na aeronave que seguia de Varginha, no Sul de Minas, para Brasília (DF).


Por Vanessa Pires e Paulo Barbosa | G1 Triângulo Mineiro

Uma família morreu após a queda de uma aeronave particular no fim da manhã deste domingo (4) em Patos de Minas, no Alto Paranaíba.

Aeronave caiu em Patos de Minas neste domingo (4) — Foto: Paulo Barbosa/G1
Aeronave caiu em Patos de Minas neste domingo (4) — Foto: Paulo Barbosa/G1

Segundo as informações da Defesa Civil, o acidente aconteceu próximo ao Aeroporto Municipal e não houve sobreviventes. A aeronáutica, perícia e Polícia Civil estiveram no local.

Equipes do Corpo de Bombeiros confirmaram cinco mortes. Inicialmente a informação era de quatro pessoas, mas devido ao estado da fuselagem do avião e das bagagens, a última vítima foi encontrada depois.

Os militares confirmaram ainda que são um casal sendo o médico Marcos Nogueira Chagas, 45 anos e médica Carla Giannine Pereira Medina, 44 anos, além de três filhos, duas meninas de 8 e 10 anos e um menino de 12 anos.

Foi dito ainda que a aeronave saiu Varginha, no Sul de Minas com destino a Brasília.

O piloto Edvar Marques da Costa estava no aeroporto na hora da queda. Ele informou ao G1 que percebeu que a aeronave sobrevoava rápido e baixo. “A situação parecia de pânico. Vi a aeronave cruzando o aeródromo, acho que ele fez de tudo para retornar a pista. Pensei que ele iria contornar para pousar. Então ouvi o barulho da queda, infelizmente”, contou.

Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Patos de Minas. Pertences das vítimas foram recolhidos pela perícia. Peritos informaram que familiares de Varginha estão seguindo para Patos de Minas para reconhecer os corpos e que não foram encontrados documentos das crianças.

Investigação

Equipes da Polícia Civil estiveram no local e auxiliaram nos trabalhos da perícia no resgate aos corpos. Ao G1, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) esclareceu que equipes foram enviadas ao local para realizar a ação inicial envolvendo a aeronave.

Esta ação é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados como fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

Aeronave regularizada

Pelo site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a reportagem confirmou que a aeronave de matrícula PR-ZMZ tinha a situação de aeronavegabilidade normal. Ela é da fabricante Flyer Industria Aeronáutica Ltda e foi feita em 2013. A categoria é experimental e está no nome de Marcos Nogueira Chagas. Contudo, os nomes das vítimas ainda não foram confirmados.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avião da TAM retorna após decolagem

Jornal do Commercio SÃO PAULO – Um avião da TAM, que partiu de Nova Iorque em direção a São Paulo na noite de anteontem, teve que retornar ao aeroporto de origem devido a uma falha. Segundo a TAM, o voo JJ 8081, com 196 passageiros a bordo, teve que voltar para Nova Iorque devido a uma indicação, no painel, de mau funcionamento de um dos flaps (comandos localizados nas asas) da aeronave.De acordo com a TAM, o avião passou por manutenção corretiva e o voo foi retomado à 1h28 de ontem, com pouso normal em Guarulhos (SP) às 10h38 (horário de Brasília). O voo era previsto para chegar às 6h45. A companhia também informou que seu sistema de check-in nos aeroportos ficou fora do ar na manhã de ontem, provocando atrasos em 40% dos voos. O problema foi corrigido.

STJ define foro de ação contra Varig

Zínia Baeta, de São Paulo

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu, pela primeira vez, que cabe à Justiça do Trabalho julgar um processo de uma ex-funcionária da antiga Varig que pede no Judiciário o pagamento de verbas trabalhistas - como salário, férias e FGTS - ao grupo econômico do qual faz parte a companhia aérea Gol. Até então, em conflitos de competência similares, o STJ vinha entendendo que esses casos deveriam ser remetidos à Justiça estadual - no caso, a 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, responsável pela recuperação judicial da velha Varig. Apesar de o STJ não entrar na discussão sobre a responsabilidade da Gol pelas dívidas trabalhistas da Varig, comprada por ela em 2007, a decisão é apontada como um importante precedente por advogados trabalhistas, pois o entendimento poderia, de alguma forma, influenciar o Supremo Tribunal Federal (STF), que também está para julgar um conflito de competência envolvendo uma ex-funcionária da antiga Varig.

Em março de 2007, a Gol com…

Avião colide com ave em pleno voo e assusta passageiros (vídeo)

Com a colisão, o vidro do pára-brisas da aeronave ficou destruído, deixando o co-piloto com ferimentos leves
O Dia

Fortaleza - Um avião de pequeno porte que fazia a rota entre Fortaleza e Teresina, no último domingo, colidiu com uma ave durante o voo. Com a colisão, o vidro do para-brisa da aeronave ficou destruído, deixando o copiloto com alguns ferimentos leves no rosto.

Vidro do para-brisa de avião quebrou ao bater em ave
De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico (Cenipa), a aeronave manteve a rota e pousou com segurança no destino.