Dubai vai ter táxi voador fabricado por startup chinesa

Emirado apresentou drone EHang 184 como meio de transporte a partir de julho; objetivo de empresa chinesa é ter centros de controle de drones em vários países


Estadão PME

Quando a empresa chinesa EHang anunciou, ano passado, que lançaria um drone capaz de transportar uma pessoa, a ideia pareceu um tanto excêntrica. Agora, a companhia anuncia que sua criação foi comprada pela cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para se transformar na primeira linha de táxi do mundo.


Modelo 184 da EHang, capaz de transportar uma pessoa, servirá de táxi em Dubai
Modelo 184 da EHang, capaz de transportar uma pessoa, servirá de táxi em Dubai

Quem estiver na cidade a partir de julho deste ano poderá evitar o trânsito voando com o modelo EHang 184. O aparelho é capaz de transportar um passageiro e uma mala durante meia hora ou por 50 quilômetros. Esse é o trajeto máximo que suas baterias suportam com segurança, além do peso total transportado não poder ultrapassar 117 quilos.

Dubai será a primeira cidade do mundo a autorizar esse tipo de voo. E sim, o drone será controlado à distância: o passageiro apenas seleciona o destino. Quem pilota o EHang 184 estará em um centro de controle.

Cada unidade do modelo, apresentado oficialmente na última feira eletrônica de consumo CES de Las Vegas, custa entre US$ 200 mil e US$ 300 mil. De acordo com um matéria da revista Wired, o EHang 184 vem equipado com ar condicionado, Wi-Fi e Google Maps. Por meio de uma grande tela com touch screem, a pessoa usa o aplicativo para escolher seu destino.

Com apenas três anos no mercado, a EHang parece mesmo sonhar alto. Para a empresa, Dubai é apenas o começo de um plano para instalar centros de comando de drones ao redor do mundo. Eles servirão como uma espécie de controle de tráfego aéreo. Esse objetivo, porém, tem uma série de obstáculos segundo a Wired. O maior deles é que e a EHang teria que se adaptar às legislações de cada país, sendo que alguns sequer têm já tem leis específicas para drones.

No caso de Dubai, a entrada da EHang foi ao encontro de um projeto de cidade. Dubai investe para se tornar uma metrópole com alto grau de automatização.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA