Grupo chinês compra 23,7 por cento da Azul

France Presse

A companhia brasileira Azul Linhas Aéreas anunciou nesta terça-feira a venda de 23,7% de seu pacote acionário ao grupo chinês HNA, por 1,7 bilhão de reais (456 milhões de dólares). 


Resultado de imagem para azul linhas aereas
Embraer EMB-195

A operação permitirá à terceira maior companhia aérea do Brasil - de capital fechado - fortalecer o caixa, renovar a frota, amortizar dívidas e abrir uma porta no mercado asiático, afirma a empresa em um comunicado.

"O investimento de 1,7 bilhão de reais no atual cenário do Brasil demonstra que temos um modelo de negócios de sucesso e que o HNA Group, em sua condição de investidor de grande escalam tem confiança na equipe da Azul. Além disso, coloca nossa empresa como a mais valiosa do mercado aéreo brasileiro com um valor de mais de 7 bilhões de reais (1,877 bilhão de dólares)", disse Antonoaldo Neves, presidente da empresa.

A Azul foi criada em 2008, conta com 138 aviões em serviço e tem uma participação de mercado de 17% no país, segundo a empresa. A companhia opera quase exclusivamente no Brasil, mas tem alguns voos para Estados Unidos, Guiana Francesa e Uruguai.

"É uma oportunidade única para investir na América Latina", afirmou Adam Tan, presidente do HNA Group.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás