Ministério argelino não exclui possibilidade de ataque terrorista contra avião

O Ministério da Defesa argelino não exclui a versão de ataque terrorista como causa da queda da aeronave argelina, que desapareceu dos radares esta quinta-feira, no norte da África, relata o canal de televisão Al-Arabiya.


Voz da Rússia

O avião argelino decolou de Ouagadougou, capital do Burkina Faso, em direção à Argélia, e desapareceu do radar. O voo AH5017 era realizado pela Air Algerie, que alugou o avião à empresa espanhola Swiftair. O contato com a aeronave foi perdido 50 minutos após a decolagem da capital do Burkina Faso.

De acordo com relatórios preliminares, a bordo do avião seguiam cidadãos da França, Burkina Faso, Líbano, Argélia, Espanha, Canadá, Alemanha, Luxemburgo, bem como um cidadão do Mali, um da Ucrânia, Bélgica, Camarões, Nigéria, Egito e Suíça. Também há informações de que a filha do presidente do Conselho de Estado de Cuba, Raul Castro, estava no avião.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA