Ministério argelino não exclui possibilidade de ataque terrorista contra avião

O Ministério da Defesa argelino não exclui a versão de ataque terrorista como causa da queda da aeronave argelina, que desapareceu dos radares esta quinta-feira, no norte da África, relata o canal de televisão Al-Arabiya.


Voz da Rússia

O avião argelino decolou de Ouagadougou, capital do Burkina Faso, em direção à Argélia, e desapareceu do radar. O voo AH5017 era realizado pela Air Algerie, que alugou o avião à empresa espanhola Swiftair. O contato com a aeronave foi perdido 50 minutos após a decolagem da capital do Burkina Faso.

De acordo com relatórios preliminares, a bordo do avião seguiam cidadãos da França, Burkina Faso, Líbano, Argélia, Espanha, Canadá, Alemanha, Luxemburgo, bem como um cidadão do Mali, um da Ucrânia, Bélgica, Camarões, Nigéria, Egito e Suíça. Também há informações de que a filha do presidente do Conselho de Estado de Cuba, Raul Castro, estava no avião.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA