Aeroportos maiores terão oferta de PPP

Luiz Guilherme Gerbelli - O Estado de SP

O processo da Parceria Público-Privada (PPP) - ainda em estudo - deve incluir ao menos seis aeroportos comerciais que estão sob a gestão do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp). Na lista estão Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Bauru/ Arealva, Marília, Araçatuba e Presidente Prudente.

O governo estadual ainda estuda se fará uma PPP por lote ou se fará um processo individual para cada aeroporto que possa a vir a entrar no processo. "No mínimo, serão seis aeroportos. Mas pode entrar algum outro que venha a ter aviação comercial dentro do planejamento das empresas do setor aéreo", afirmou Ricardo Volpi, superintende do Daesp.

A iniciativa das PPP é mais embrionária do que o processo de concessão. Mas, segundo o Daesp, a intenção é concluir todo o processo até o fim da gestão do governo Geraldo Alckmin (PSDB), no ano que vem.

No foco das PPPs estão os aeroportos com o maior número de movimentação de passageiros e, consequentemente, com maior força para atrais investidores. Não à toa a lista inicial tem os três aeroportos mais movimentados da rede estadual: Ribeirão Preto (537.187), São José do Rio Preto (360.483) e Presidente Prudente (120.183).

"Nesses aeroportos, com uma demanda consistente, a chance de haver interesse é maior", afirmou diretor-geral da Associação Brasileira de Aviação Geral (Abag), Ricardo Nogueira. "É como oferecer uma loja que não tem cliente. Qual seria o interesse em pegar um a loja sem clientes?", questionou Nogueira.

Histórico. O número de passageiros na rede da Daesp teve um forte crescimento nos últimos anos, acompanhando a alta da movimentação nos aeroportos de todo o País. Em 2007, o embarque e desembarque nos aeroportos mantido pelo governo do Estado foi de 1,150 milhão de. No ano passado, a movimentação subiu para 2,832 milhões. "A iniciativa privada tem mais condições de acompanhar o dinamismo que é o setor de aviação", afirmou Volpi, do Daesp.

Mercado

O Brasil possui atualmente a segunda maior frota de aviação geral do mundo, crescendo acima de 5% ao ano, e São Paulo detém 28% do total da frota de aviação geral do País.



-->
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás