Pular para o conteúdo principal

Helicóptero cai no Lago Corumbá, em Caldas Novas (GO)

Segundo o Corpo de Bombeiros, os dois ocupantes sobreviveram. Bombeiro que estava de folga, andando de moto aquática no lago, resgatou um dos sobreviventes.


Por Murillo Velasco | G1 GO

Um helicóptero, modelo R-44 Robinson, caiu, nesta segunda-feira (31), no Lago Corumbá, em Caldas Novas, na região sul de Goiás. Segundo o Corpo de Bombeiros, duas pessoas que estavam na aeronave sobreviveram. Um dos sobreviventes foi socorrido por um bombeiro que estava de folga, andando de moto aquática no lago.

Bombeiros fazem buscas após helicóptero cair no Lago Corumbá, em Caldas Novas — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Bombeiros fazem buscas após helicóptero cair no Lago Corumbá, em Caldas Novas — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Um dos ocupantes do helicóptero, identificado como Gencerico de Freitas Milhomens, foi encaminhado para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade com escoriações e um corte na cabeça. Segundo a unidade de saúde informou à TV Anhanguera, a vítima está sendo atendida e o estado de saúde é estável.

O piloto, segundo os bombeiros, teria sido socorrido por terceiros, mas não há informação se ele recebeu atendimento em alguma unidade de saúde da região.

"A aeronave caiu no lago, ainda está submersa e nós ainda não sabemos qual o prefixo ou espeficiação da mesma. Segundo as informações que temos até o momento, há duas vítimas, ambas sobreviventes, que foram socorridas no local e levadas para unidades de saúde", disse o sargento Alcinede Borges.

O acidente aéreo ocorreu por volta das 9h43 desta segunda-feira, no Lago Corumbá, em Caldas Novas. Conforme a corporação, um bombeiro de folga estava andando de moto aquática no lago no momento do acidente aéreo e, rapidamente, retirou uma das vítimas da aeronave, que ficou submersa.

Conforme Corpo de Bombeiros, mergulhadores estão fazendo buscas no lago, tentado localizar outros possíveis ocupantes do helicóptero. As equpes, que somam 7 bombeiros, conseguiram localizar a areonave submersa a 18 metros de profundidade, distante 200 metros das margens.

Segundo a corporação, o Cenipa (Centro de Investigações e Prevenção de Acidentes Aéreos), por meio da sua regional SERIPA IV, que fica em Brasília, foi acionado para investigar as causas do acidente.

Investigação

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que investigadores do SERIPA VI realizarão a Ação Inicial da ocorrência envolvendo a aeronave modelo R-44 Robinson, ocorrida nesta segunda-feira (veja nota abaixo).

"A ação inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.
A investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.


A conclusão de qualquer investigação conduzida pelo CENIPA terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade do acidente. O andamento da investigação poderá ser acompanhado no Painel SIPAER (http://painelsipaer.cenipa.aer.mil.br), opção 'buscar ocorrência'".


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avião da TAM retorna após decolagem

Jornal do Commercio SÃO PAULO – Um avião da TAM, que partiu de Nova Iorque em direção a São Paulo na noite de anteontem, teve que retornar ao aeroporto de origem devido a uma falha. Segundo a TAM, o voo JJ 8081, com 196 passageiros a bordo, teve que voltar para Nova Iorque devido a uma indicação, no painel, de mau funcionamento de um dos flaps (comandos localizados nas asas) da aeronave.De acordo com a TAM, o avião passou por manutenção corretiva e o voo foi retomado à 1h28 de ontem, com pouso normal em Guarulhos (SP) às 10h38 (horário de Brasília). O voo era previsto para chegar às 6h45. A companhia também informou que seu sistema de check-in nos aeroportos ficou fora do ar na manhã de ontem, provocando atrasos em 40% dos voos. O problema foi corrigido.

Avião colide com ave em pleno voo e assusta passageiros (vídeo)

Com a colisão, o vidro do pára-brisas da aeronave ficou destruído, deixando o co-piloto com ferimentos leves
O Dia

Fortaleza - Um avião de pequeno porte que fazia a rota entre Fortaleza e Teresina, no último domingo, colidiu com uma ave durante o voo. Com a colisão, o vidro do para-brisa da aeronave ficou destruído, deixando o copiloto com alguns ferimentos leves no rosto.

Vidro do para-brisa de avião quebrou ao bater em ave
De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico (Cenipa), a aeronave manteve a rota e pousou com segurança no destino.


Helicóptero quase encosta no gelo em resgate nos Alpes Franceses (VIDEO)

Esquiador com o joelho ferido precisou de ajuda em Chamonix. Piloto afirmou que manobra é frequente.
Por G1

Um helicóptero quase encostou no gelo no resgate de um esquiador com o joelho ferido em uma alta montanha de Chamonix, nos Alpes Franceses, na quarta-feira (2).
O piloto Jean-François Martin, de 46 anos, explicou à emissora France Bleu que se trata de uma manobra utilizada frequentemente pois permite que as pessoas embarquem ou desembarquem rapidamente da aeronave. “Não há nada de extraordinário”, afirmou.

O segredo, segundo ele, é observar se há ângulo suficiente para que as hélices não encostem na neve. O piloto acumula 5000 horas de voo e atua há seis anos em Chamonix.