Pular para o conteúdo principal

Torre de controle está em dois pacotes de obras

Jornal Cruzeiro do Sul

A instalação de uma torre de controle no aeroporto Bertram Luiz Leopolz, de Sorocaba, está prevista em dois pacotes de obras, sendo um anunciado pelo governo federal e outro pelo governo estadual. Uma possível confusão fez com que dois órgãos estejam com a previsão de construir o equipamento, porém, como o projeto do governo do Estado está mais avançado, com licitação marcada para o final deste mês, a obra deverá ficar com o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp). No final de julho deste ano, a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC) havia anunciado um pacote de obras que contemplaria aeroportos de diversas cidades do País, incluindo o de Sorocaba, que previa a torre de controle. Mas o projeto ainda está em fase de elaboração, sem previsão de quando a concorrência pública deverá ocorrer.

No dia 31 de julho, o ministro-chefe da SAC, Moreira Franco, anunciou, em coletiva de imprensa, as obras previstas no Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos (PIL), orçado em R$ 7,3 bilhões, e que pretende reformar e ampliar 270 aeroportos regionais. Em Sorocaba, as reformas previstas são: recuperação da pista de pouso, que tem 1.800m x 30m; reforma do terminal de passageiros, de 700 metros quadrados; recuperação do pátio de aeronaves, que tem capacidade para até quatro aviões do tipo Embraer ATR-72; ampliação e reforma da seção contra incêndio, de 195 m2; e a implantação de uma torre de controle. Todo esse projeto está em fase final de elaboração, segundo a Secretaria.

Porém, conforme edital publicado no Diário Oficial do Estado do dia 23 de outubro, o Daesp também possui um pacote de obras de melhorias para o aeroporto de Sorocaba. O órgão estadual pretende construir uma subestação principal, anexos operacionais e vias de acessos operacionais, dois grupos geradores, dois conjuntos de transformadores, reguladores de corrente contínua, infraestrutura elétrica e de emergência, além de melhorias no lay-out e paisagismo do aeroporto. No pacote, em que o governo estadual pretende gastar R$ 14,6 milhões do Tesouro do Estado, também está prevista a implantação da torre de controle. A concorrência pública está marcada para o dia 28 de outubro e o Daesp pretende iniciar as obras em dezembro e concluí-las em abril de 2016.

Confusão

Como os dois pacotes previam a instalação da torre de controle, o Cruzeiro do Sul questionou a Secretaria de Aviação Civil e o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo, para saber se seriam implantadas então duas torres. O Daesp informou, primeiramente, que o governo federal havia retirado a torre de seus planos. A SAC, porém, relatou que o equipamento continuava dentro do projeto e que, talvez, o Daesp tivesse assumido a obra por conta de uma notificação recebida pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) para que instalasse a torre em Sorocaba em um determinado prazo.

Procurado, novamente, o Daesp não respondeu sobre essa possível notificação do Decea. O Decea também foi procurado e não retornou o contato. O órgão estadual, então, alegou que "diante da necessidade de se implantar a Torre de Controle no aeroporto de Sorocaba cujo projeto foi elaborado pelo Estado e encaminhado à SAC em julho de 2013 - decidiu fazer a obra com 100% de recursos do Estado. Isto porque o investimento anunciado para o aeroporto pelo Programa de Investimentos em Logística, do Governo Federal, não aconteceu até o momento."

O Daesp afirma que encaminhou um ofício à SAC no dia 30 de outubro informando que assumiria a instalação da torre. "A implantação da torre visa melhorar o controle do tráfego aéreo do aeroporto que é o principal voltado à aviação geral no interior do Estado e tem uma taxa de crescimento de 15% a 20% ao ano", ressalta, em nota da assessoria de imprensa.

A SAC foi questionada, via assessoria de imprensa, se continuaria com a pretensão de instalar a torre de controle no aeroporto de Sorocaba, mesmo que o governo do Estado já estivesse prevendo a obra em seu projeto. A assessoria de imprensa informou que se o Estado fizer a obra, a implantação da torre, automaticamente, sairá de seus planos.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião cai e mata dois

A queda de um bimotor que fazia a rota Teresina-Recife, com dez pessoas a bordo, provocou pânico em San Martin. Oito passageiros ficaram feridas


Um avião bimotor, modelo King Air B200, que retornava de Teresina, no Piauí, com dez pessoas a bordo, a maioria empresários pernambucanos, caiu às 11h15 de ontem, no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife, e por pouco não provocou um dos maiores acidentes aéreos da história de Pernambuco. O piloto morreu na hora e um dos passageiros, a caminho do hospital. As outras oito pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave. O número de mortos e feridos, entretanto, não foi maior graças à habilidade do piloto. Os 25 anos de experiência permitiram que salvasse diversas famílias que passavam o domingo em casa, nas estreitas ruas do bairro, com 23 mil habitantes.

Sete casas foram atingidas, mas havia moradores em apenas duas delas. Uma dona de casa sofreu arranhões leves. O piloto Eurico Pedrosa Neto, 47 anos, que quebrou o pescoço no acidente…

Avião colide com ave em pleno voo e assusta passageiros (vídeo)

Com a colisão, o vidro do pára-brisas da aeronave ficou destruído, deixando o co-piloto com ferimentos leves
O Dia

Fortaleza - Um avião de pequeno porte que fazia a rota entre Fortaleza e Teresina, no último domingo, colidiu com uma ave durante o voo. Com a colisão, o vidro do para-brisa da aeronave ficou destruído, deixando o copiloto com alguns ferimentos leves no rosto.

Vidro do para-brisa de avião quebrou ao bater em ave
De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico (Cenipa), a aeronave manteve a rota e pousou com segurança no destino.


Destroços de avião desaparecido há uma semana são localizados

Em Valença, no estado do Rio de Janeiro, foram encontrados os destroços do avião que estava desaparecido desde o dia 30 de janeiro. Os corpos de um empresário e de sua família também foram vistos.