Pular para o conteúdo principal

Costa do Marfim suspende voos de países afetados pelo ebola

Libéria e Guiné, Serra Leoa e Nigéria são afetadas por epidemia da doença.
Passageiros destes países estão proibidos de irem para a Costa do Marfim.


France Presse

A Costa do Marfim anunciou nesta segunda-feira (11) a suspensão de todos os voos de sua companhia nacional para e a partir dos países afetados pelo vírus ebola.

Além disso, o governo proibiu que as companhias transportem passageiros dos países envolvidos para o território da Costa do Marfim.

Em um comunicado, o governo anunciou a suspensão dos voos da companhia Air Côte d'Ivoire para e a partir dos países afetados pela febre hemorrágica.

A Costa do Marfim, vizinha da Libéria e de Guiné, onde a epidemia de ebola provocou centenas de mortes, apresenta um nível de alerta elevado, segundo as autoridades do setor de saúde.

O país adotou um pacote de medidas para evitar a entrada do ebola em seu território, sobretudo de vigilância comunitária.

Também decidiu reforçar a segurança no aeroporto de Abidjan, onde todos os passageiros serão examinados após o desembarque.

Até o momento nenhum caso suspeito de ebola foi registrado na Costa do Marfim.

O governo de Ruanda anunciou no domingo que colocou em quarentena um estudante alemão, internado em Kigali, que apresenta os sintomas do vírus ebola.

O paciente foi submetido a exames e os resultados devem ser conhecidos em 48 horas.

Além de Libéria e Guiné, Serra Leoa e Nigéria também são afetados pela epidemia que já provocou 960 mortes em 1.800 casos confirmados, prováveis ou suspeitos desde o início do ano.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou na sexta-feira uma emergência de saúde pública mundial pelo ebola.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião cai e mata dois

A queda de um bimotor que fazia a rota Teresina-Recife, com dez pessoas a bordo, provocou pânico em San Martin. Oito passageiros ficaram feridas


Um avião bimotor, modelo King Air B200, que retornava de Teresina, no Piauí, com dez pessoas a bordo, a maioria empresários pernambucanos, caiu às 11h15 de ontem, no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife, e por pouco não provocou um dos maiores acidentes aéreos da história de Pernambuco. O piloto morreu na hora e um dos passageiros, a caminho do hospital. As outras oito pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave. O número de mortos e feridos, entretanto, não foi maior graças à habilidade do piloto. Os 25 anos de experiência permitiram que salvasse diversas famílias que passavam o domingo em casa, nas estreitas ruas do bairro, com 23 mil habitantes.

Sete casas foram atingidas, mas havia moradores em apenas duas delas. Uma dona de casa sofreu arranhões leves. O piloto Eurico Pedrosa Neto, 47 anos, que quebrou o pescoço no acidente…

Destroços de avião desaparecido há uma semana são localizados

Em Valença, no estado do Rio de Janeiro, foram encontrados os destroços do avião que estava desaparecido desde o dia 30 de janeiro. Os corpos de um empresário e de sua família também foram vistos.


Polícia investiga acidente com helicóptero em Itupeva

A polícia começou a ouvir os funcionários da fazenda que prestaram socorro às vítimas no interior paulista. Câmeras de segurança mostram o momento do acidente. O helicóptero vinha de Paraty.