Rússia e China querem criar concorrente para Boeing

A China e a Rússia começam a trabalhar em conjunto para elaborar uma aeronave de passageiros de longo percurso.


Voz da Rússia

Esta terça-feira, em Xangai, um memorando de cooperação foi assinado pelo presidente da Corporação Aeronáutica Unida, Mikhail Pogosyan, e o presidente da empresa chinesa COMAC, Jin Tszanlun. O documento foi concluído na presença do presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo chinês, Xi Jinping.

"O novo programa deve ser um dos maiores projetos de larga escala da cooperação internacional no domínio da aviação e de alta tecnologia para ambos os países. A aeronave poderá ocupar uma parte do mercado considerável na Rússia e na China, bem como em países terceiros", afirmou o serviço de imprensa da Corporação Aeronáutica Unida.

Os dois países esperam que esse avião seja um concorrente para as produções europeias e americanas.

"A China está interessada na criação de pelo menos mil amostras. Se tudo correr bem, no futuro, fundaremos uma joint venture que poderá se tornar um concorrente para Airbus e Boeing. Estamos dispostos a comprar estes aviões também para suas necessidades", divulgou uma fonte da delegação russa ao jornal Kommersant.

Supõe-se que o fundamento técnico e econômico será apresentado pelas empresas este verão.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás