Rússia e China querem criar concorrente para Boeing

A China e a Rússia começam a trabalhar em conjunto para elaborar uma aeronave de passageiros de longo percurso.


Voz da Rússia

Esta terça-feira, em Xangai, um memorando de cooperação foi assinado pelo presidente da Corporação Aeronáutica Unida, Mikhail Pogosyan, e o presidente da empresa chinesa COMAC, Jin Tszanlun. O documento foi concluído na presença do presidente russo, Vladimir Putin, e o seu homólogo chinês, Xi Jinping.

"O novo programa deve ser um dos maiores projetos de larga escala da cooperação internacional no domínio da aviação e de alta tecnologia para ambos os países. A aeronave poderá ocupar uma parte do mercado considerável na Rússia e na China, bem como em países terceiros", afirmou o serviço de imprensa da Corporação Aeronáutica Unida.

Os dois países esperam que esse avião seja um concorrente para as produções europeias e americanas.

"A China está interessada na criação de pelo menos mil amostras. Se tudo correr bem, no futuro, fundaremos uma joint venture que poderá se tornar um concorrente para Airbus e Boeing. Estamos dispostos a comprar estes aviões também para suas necessidades", divulgou uma fonte da delegação russa ao jornal Kommersant.

Supõe-se que o fundamento técnico e econômico será apresentado pelas empresas este verão.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA