Avião que transportará seleção na Copa ganha grafite de 'Os Gêmeos'

Os artistas plásticos Otávio e Gustavo Pandolfo assinam a obra exclusiva

Segundo a Gol, mil latas de spray de tintas foram usadas na pintura.


Do G1, São Paulo

O avião que transportará a seleção brasileira durante a Copa foi decorado com um grafite feito pelos artistas plásticos Otávio e Gustavo Pandolfo, conhecidos como "Os Gêmeos".


Mil latas de spray de tintas foram usadas na pintura do avião (Foto: Divulgação)Mil latas de spray de tintas foram usadas na pintura do avião da Gol (Foto: Divulgação)

A pintura que que reveste o novo avião da Gol, que é a transportadora oficial da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), faz uma homenagem à torcida brasileira, destacando a diversidade do povo brasileiro, segundo a companhia.

A Gol informou que foram necessárias cerca de 100 horas para a realização da pintura, além de mil latas de spray de tintas, vindas da Espanha. O novo avião da companhia é um Boeing 737-800 Sky Interior.

“Criamos esse trabalho pensando nos usuários do avião. Pintamos a aeronave para quem está no aeroporto, para quem trabalha dentro dela, para o rapaz que está fazendo uma ponte aérea para ver a namorada, o outro que vai resolver um trabalho, a menina que vai ver a família", explicam os artistas no material de divulgação da ação de marketing da Gol.

É a primeira vez que a dupla de irmãos e grafiteiros estampa seus traços em um avião. Os artistas já pintaram castelos, prédios, túneis e trens e já espalharam seus grafites em diversos países.

A aeronave é um Boeing 737-800 Sky Interior, com maior espaço para bagagens de mão, iluminação interior de LED

Segundo a Gol, o primeiro voo do avião com a arte de "Os Gêmeos" será realizado na tarde desta terça-feira (27) na rota Confins-Congonhas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião de pequeno porte cai no mar em Paraty, na Costa Verde do Rio

American Airlines não leva brasileiros para réveillon em Nova Iorque

4 ficam feridos em pouso brusco de helicóptero na plataforma da Petrobrás