Brasileiro grava suspeito de tentar invadir cabine em avião na Indonésia

Bruno Pontara viajava para Bali quando gravou confusão em avião.
Homem foi detido após tentar invadir cabine do piloto.


Luísa Torres
Da TV Globo Minas

O brasileiro Bruno Pontara estava no avião da companhia aérea Virgin nesta sexta-feira (25), que fazia o trajeto entre a Austrália e a ilha de Bali, na Indonésia, quando houve uma tentativa de invasão da cabine. Ele conta que houve momentos de tensão, mas não passou de um susto. “Graças a Deus, no fim, deu tudo certo. Foi mais um susto do que uma tentativa de sequestro do avião”, disse o administrador de empresas.

A ocorrência foi na madrugada desta sexta-feira, horário de Brasília, e foi emitido alerta de tentativa de sequestro do avião. Um porta-voz da companhia aérea desmentiu esta hipótese pouco tempo depois. O passageiro, que apresentava sinais de embriaguez, foi preso no aeroporto de Denpasar, a capital de Bali. O aeroporto de Bali voltou a operar normalmente após ser fechado por algumas horas devido ao incidente.

O mineiro estava de férias na Austrália, e seguia de Brisbane para Bali, a convite de um amigo. Ele contou que, depois da confusão, foi percebido que o suspeito preso estava embriagado, e que não chegou a ser uma tentativa de sequestro. “Em um determinado momento, o piloto abriu a porta da cabine. Ele tentou invadir a cabine, mas um dos passageiros chegou a perceber e evitar a tentativa. Mas, na verdade, tudo mundo viu depois que ele estava realmente bêbado e depois outros passageiros tentaram evitar que ele pudesse fazer algo de pior no avião”, disse.

Pontara contou que, depois da confusão, foi percebido que o suspeito preso estava embriagado, e que não chegou a ser uma tentativa de sequestro. “Na verdade, tudo mundo viu depois que ele estava realmente bêbado e depois outros passageiros tentaram evitar que ele pudesse fazer algo de pior no avião”, disse. Depois do incidente, o suspeito foi levado para a última cadeira da aeronave.

Bruno viu vários policiais e militares do Exército da Indonésia cercarem o avião. Ele também contou que percebeu que a confusão poderia ser séria quando outras aeronaves que estavam preparadas para decolar voltaram para a área de embarque.

“Depois que os policiais prenderam o suspeito, a aeromoça pediu que os passageiros saíssem um por um, porque a polícia da Indonésia queria interrogar todo mundo”, relatou o mineiro. Bruno disse que, depois deste momento, tudo se acalmou e os passageiros foram remanejados para seguir viagem.


Assista o vídeo aqui


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA

Avião russo com 92 pessoas a bordo cai no mar Negro