Aeronáutica encontra destroços de avião em Paraty, no Rio; três morreram

Do UOL, no Rio

A FAB (Força Aérea Brasileira) localizou no início da tarde desta segunda-feira (11) os destroços do avião bimotor que havia desaparecido na tarde do domingo, depois de decolar do aeroporto de Paraty, no litoral oeste do Rio de Janeiro, com três ocupantes, com destino ao aeroporto Campo de Marte, em São Paulo. O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou que não há sobreviventes.

A 167ª Delegacia de Polícia de Paraty informou que as vítimas são o piloto Alvarindo Locatelli, 63, o empresário Eduardo Uiano, 62, dono da aeronave, e o filho dele, Gabriel Uiano, 28. Os três residiam de São Paulo.

A aeronave, um Seneca de prefixo PR-EAG, foi encontrada pela tripulação de uma aeronave SC-105 Amazonas do Esquadrão Pelicano, da FAB, nas proximidades do Morro do Corisco, em Paraty, por volta das 12h30. Em seguida, uma equipe de resgate foi ao local e constatou que os três ocupantes do bimotor morreram.

De acordo com a assessoria de comunicação, o Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes, da Aeronáutica, vai apurar os fatores que contribuíram para o acidente.

A FAB iniciou as buscas na tarde do domingo, com o helicóptero H-34 Super-Puma. Um helicóptero do Exército e outro do grupamento aéreo do Estado de São Paulo também auxiliaram nas buscas.

Nesta segunda, a operação para tentar localizar a aeronave foi iniciada ao nascer do sol, por volta das 6h20 com um helicóptero Super-Puma o avião SC-105 Amazonas, específico para buscas e localização, que saiu de Campo Grande (MS).

Há menos de um mês, no dia 21 de outubro, outro avião de pequeno porte caiu no Estado, matando dois homens. O acidente ocorreu em Maricá, na região metropolitana do Rio de Janeiro, e as vítimas foram o juiz Carlos Alfredo Flores da Cunha, 48, e o piloto Adelmo Louzada de Souza.

A aeronave, um bimotor de matrícula PT-KGK, decolou de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Maricá e caiu na lagoa Marine, no bairro de São José do Imbassaí. O acidente está sendo investigado pelo Cenipa (Centro de Prevenção e Investigação de Acidentes Aeronáuticos), da Aeronáutica.


Com Agência Brasil


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA