Embraer planeja crescer na área de serviços e suporte

Virgínia Silveira | Valor, de São José dos Campos 

A Embraer está aumentando a participação da área de serviços e suporte ao cliente da aviação comercial na receita total da companhia. Em 2012 o setor respondeu por cerca de 12% da receita de US$ 6 bilhões da companhia.

Em 2013, a empresa anunciou dois importantes acordos para o Programa Pool de Peças de Reposição com a Republic Airways e a Azul Linhas Aéreas. Os dois acordos estão avaliados em US$ 650 milhões. No caso da Republic o acordo cobre até 308 jatos das famílias de E-Jets e também do ERJ-145. Com a Azul, a Embraer dará cobertura a uma frota de 97 jatos nos próximos anos.

De acordo com a Embraer, 54,1% da frota mundial de E-Jets da Embraer, que hoje somam um mil aviões, participa do programa, que ajuda os clientes a minimizarem investimentos em recursos e estoques de alto custo.

A área de suporte e serviços oferece apoio técnico e peças de reposição para mais de dois mil aviões, de mais de 100 clientes, entre os modelos turboélices (Brasília e Bandeirante) e os jatos das famílias ERJ-145 e 170/190.

A empresa começou a aplicar nos E-Jets um programa de melhoria dos custos de manutenção, reduzindo o intervalo de tempo entre as revisões programadas feitas pelos operadores. O objetivo, segundo o diretor de Serviços e Suporte da Embraer Aviação Comercial, Johann Bordais, é aumentar de 6 mil para 7,5 mil horas o intervalo de tempo para manutenção pesada e de 600 para 750 horas as atividades de manutenção leve.

Com esses números, diz Bordais, os operadores deverão ter uma economia de US$ 50 por hora de voo. Como as aeronaves acumulam cerca de 10 milhões de horas de voo, isso significa um ganho potencial de US$ 500 milhões com a redução nos custos de manutenção das companhias aéreas. A frota mundial de E-Jets, segundo o diretor, tem hoje um índice médio de conclusão de missão de 99,9%.

O monitoramento da frota de aeronaves Embraer no mundo, assim como da frota individual de cada cliente, é realizado através da rede de serviços da empresa, que conta com 34 centros espalhados em diversos países. No Brasil possui dois, sendo um próprio em Gavião Peixoto e outro autorizado pela Embraer, que funciona na TAP ME, em Porto Alegre.

No ano passado a Embraer instalou um centro de atendimento do cliente (da sigla em inglês CCC), na fábrica de São José dos Campos. "O CCC é um centro de integração e atendimento técnico e de materiais, que funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, visando fortalecer ainda mais o suporte ao cliente", ressaltou.

A empresa também investe em ferramentas baseadas em plataformas web para maximizar o tempo de voo. Em abril, a Embraer conquistou o Prêmio Nacional de Inovação, promovido pela CNI, pelo projeto Ahead-Pro, sistema de monitoramento preventivo para monitorar as aeronaves de forma contínua e em tempo real.

A melhoria da eficiência operacional e a diminuição dos custos de manutenção das aeronaves serão temas da Conferência Mundial de Operadores Embraer entre os dias 13 e 15 de outubro, no Rio de Janeiro. No dia 16 a empresa promove o 13° Workshop de Custos de Manutenção. Os dois eventos, segundo a Embraer, vão reunir 500 participantes, sendo mais de 50 companhias aéreas e empresas de leasing, 40 fornecedores e parceiros comerciais.

Entre as novidades que serão apresentadas nos eventos está o ePerf, uma nova aplicação para iPad, que permitirá a implantação de tablets no cockpit das aeronaves Embraer. Por meio desta ferramenta, o piloto poderá calcular, em poucos segundos, o desempenho da aeronave, a obtenção de carga máxima, velocidade de pouso e as distâncias percorridas.

"Esta nova aplicação eliminará a necessidade de pesados livros de desempenho, trazendo mais economia para a operação", explicou Bordais. Segundo o executivo, a primeira ferramenta de ePerf estará disponível para os E-Jets até o fim do ano.



-->
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA