United Airlines impede jovens de embarcar por vestirem leggings

Companhia aérea alega que as meninas não cumpriam código de vestimenta para passageiros


O Estado de S.Paulo | Reuters

DENVER, EUA - Duas meninas que estavam vestindo leggings foram impedidas de embarcar neste domingo em um voo que ia de Denver para Minneapolis, pois não estavam de acordo com o código de vestimenta para passageiros, disse a United Airlines em um comunicado no Twitter. 



United Airlines
Companhia impediu meninas de embarcar usando leggings alegando que não estavam vestidas de acordo com as regras de vestimenta | Foto: REUTERS/Louis Nastro

Segundo várias postagens na rede social de outro passageiro, que se identificou apenas como o fundador de um grupo que defende o controle de armas, a companhia exigiu que as meninas trocassem de roupa ou pusessem vestidos sobre suas calças legging. O incidente tomou conta das redes sociais.

Em outro tuíte em resposta a um questionamento de um usuário da rede social, a companhia aérea disse: "A roupa casual para os passageiros que compraram seus bilhetes está bem. O passageiro em questão era um viajante United pass e deve cumprir os regulamentos."

Passageiros United pass são funcionários da companhia ou membros da família de funcionários que adquirem passagens com desconto. Segundo a United Airlines, o regulamento para as viagens com descontos para funcionários e parentes proíbe especificamente o uso de leggings.

A passageira que iniciou o debate na internet com seus tuítes, Shannon Watts, descreveu uma das passageiras barradas como uma menina de uns 10 anos com uma legging cinza. Ela acrescentou que as meninas foram autorizadas a embarcar depois de trocarem de roupa.

"Esse comportamento é sexista e sexualiza jovens garotas", disse Watts. "Sem dizer que a família ficou chocada."

A fúria das redes sociais espalhou-se como pólvora, chegando até atriz Patricia Arquette, que colocou várias questões à United Airlines através do Twitter. “O mais alto padrão de qualquer cultura, empresarial ou outra, é permitir às crianças serem crianças e vestirem roupas para a sua idade”, escreveu a atriz durante a troca de mensagens.

Desde que as leggings tornaram-se populares entre as mulheres e meninas nos EUA os críticos têm reclamado que a roupa é inapropriada para algumas ocasiões. Várias meninas já foram impedidas de ir à escola usando esse tipo de calça.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Embraer e Japan Airlines estendem programa de peças de reposição da frota de E-Jets

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA