Pular para o conteúdo principal

Piloto de helicóptero que caiu na Grande BH andou 7 km para pedir ajuda

Aeronave caiu em mata fechada e dificultava o resgate do Corpo de Bombeiros


R7 MG

O piloto do helicóptero que caiu em Juatuba na última sexta-feira (17), Geraldo César Mourão, de 33 anos, andou cerca de 7 km em mata fechada para conseguir socorro. Ele e o outro ocupante da aeronave, Vinícius da Silva Gonçalves, de 32 anos, ficaram feridos no acidente, que ocorreu por volta de 17h.

De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, o helicóptero modelo Robinson 22 PT-LNA saiu do Aeroporto Carlos Prates, na Pampulha, por volta de 16h40, com destino a Divinópolis, no centro-oeste do Estado, e caiu cerca de 15 minutos depois.

O chamado sobre o acidente foi emitido por volta de 17h40 pelo Centro de Monitoramento Aéreo do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, também na região metropolitana, que constatou o desaparecimento da aeronave.

O piloto chegou a telefonar para a torre de comando e informar sobre o que havia acontecido, mas a bateria dele acabou. Equipes dos Bombeiros vistoriaram a área por terra e ar por cerca de cinco horas, até que a vítima conseguiu encontrar os militares e indicar a localização dos destroços do helicóptero. O capitão da corporação, Luciano Barbosa, acredita que as árvores tenham amortecido a queda e, por isso, nenhum dos ocupantes sofreu ferimentos mais graves.

— O piloto relatou que quando houve a pane, eles entraram em autorrotação, que é um procedimento de emergência, e o único local que ele encontrou foi sobre as árvores.

As vítimas foram socorridas para o Hospital João 23. Uma equipe do Seripa (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) vai investigar o caso.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Polícia investiga acidente com helicóptero em Itupeva

A polícia começou a ouvir os funcionários da fazenda que prestaram socorro às vítimas no interior paulista. Câmeras de segurança mostram o momento do acidente. O helicóptero vinha de Paraty.


Avião cai e mata dois

A queda de um bimotor que fazia a rota Teresina-Recife, com dez pessoas a bordo, provocou pânico em San Martin. Oito passageiros ficaram feridas


Um avião bimotor, modelo King Air B200, que retornava de Teresina, no Piauí, com dez pessoas a bordo, a maioria empresários pernambucanos, caiu às 11h15 de ontem, no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife, e por pouco não provocou um dos maiores acidentes aéreos da história de Pernambuco. O piloto morreu na hora e um dos passageiros, a caminho do hospital. As outras oito pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave. O número de mortos e feridos, entretanto, não foi maior graças à habilidade do piloto. Os 25 anos de experiência permitiram que salvasse diversas famílias que passavam o domingo em casa, nas estreitas ruas do bairro, com 23 mil habitantes.

Sete casas foram atingidas, mas havia moradores em apenas duas delas. Uma dona de casa sofreu arranhões leves. O piloto Eurico Pedrosa Neto, 47 anos, que quebrou o pescoço no acidente…

Destroços de avião desaparecido há uma semana são localizados

Em Valença, no estado do Rio de Janeiro, foram encontrados os destroços do avião que estava desaparecido desde o dia 30 de janeiro. Os corpos de um empresário e de sua família também foram vistos.