Pular para o conteúdo principal

Piloto de helicóptero que caiu na Grande BH andou 7 km para pedir ajuda

Aeronave caiu em mata fechada e dificultava o resgate do Corpo de Bombeiros


R7 MG

O piloto do helicóptero que caiu em Juatuba na última sexta-feira (17), Geraldo César Mourão, de 33 anos, andou cerca de 7 km em mata fechada para conseguir socorro. Ele e o outro ocupante da aeronave, Vinícius da Silva Gonçalves, de 32 anos, ficaram feridos no acidente, que ocorreu por volta de 17h.

De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, o helicóptero modelo Robinson 22 PT-LNA saiu do Aeroporto Carlos Prates, na Pampulha, por volta de 16h40, com destino a Divinópolis, no centro-oeste do Estado, e caiu cerca de 15 minutos depois.

O chamado sobre o acidente foi emitido por volta de 17h40 pelo Centro de Monitoramento Aéreo do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, também na região metropolitana, que constatou o desaparecimento da aeronave.

O piloto chegou a telefonar para a torre de comando e informar sobre o que havia acontecido, mas a bateria dele acabou. Equipes dos Bombeiros vistoriaram a área por terra e ar por cerca de cinco horas, até que a vítima conseguiu encontrar os militares e indicar a localização dos destroços do helicóptero. O capitão da corporação, Luciano Barbosa, acredita que as árvores tenham amortecido a queda e, por isso, nenhum dos ocupantes sofreu ferimentos mais graves.

— O piloto relatou que quando houve a pane, eles entraram em autorrotação, que é um procedimento de emergência, e o único local que ele encontrou foi sobre as árvores.

As vítimas foram socorridas para o Hospital João 23. Uma equipe do Seripa (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) vai investigar o caso.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Avião cai e mata dois

A queda de um bimotor que fazia a rota Teresina-Recife, com dez pessoas a bordo, provocou pânico em San Martin. Oito passageiros ficaram feridas


Um avião bimotor, modelo King Air B200, que retornava de Teresina, no Piauí, com dez pessoas a bordo, a maioria empresários pernambucanos, caiu às 11h15 de ontem, no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife, e por pouco não provocou um dos maiores acidentes aéreos da história de Pernambuco. O piloto morreu na hora e um dos passageiros, a caminho do hospital. As outras oito pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave. O número de mortos e feridos, entretanto, não foi maior graças à habilidade do piloto. Os 25 anos de experiência permitiram que salvasse diversas famílias que passavam o domingo em casa, nas estreitas ruas do bairro, com 23 mil habitantes.

Sete casas foram atingidas, mas havia moradores em apenas duas delas. Uma dona de casa sofreu arranhões leves. O piloto Eurico Pedrosa Neto, 47 anos, que quebrou o pescoço no acidente…

Avião colide com ave em pleno voo e assusta passageiros (vídeo)

Com a colisão, o vidro do pára-brisas da aeronave ficou destruído, deixando o co-piloto com ferimentos leves
O Dia

Fortaleza - Um avião de pequeno porte que fazia a rota entre Fortaleza e Teresina, no último domingo, colidiu com uma ave durante o voo. Com a colisão, o vidro do para-brisa da aeronave ficou destruído, deixando o copiloto com alguns ferimentos leves no rosto.

Vidro do para-brisa de avião quebrou ao bater em ave
De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico (Cenipa), a aeronave manteve a rota e pousou com segurança no destino.


Destroços de avião desaparecido há uma semana são localizados

Em Valença, no estado do Rio de Janeiro, foram encontrados os destroços do avião que estava desaparecido desde o dia 30 de janeiro. Os corpos de um empresário e de sua família também foram vistos.