Anac decide reajustar tarifas aeroportuárias de Galeão e Confins

Tarifas de embarque e conexão foram alteradas no RJ e em MG.
Agência não deu detalhes sobre quando novas tarifas serão aplicadas.


Reuters

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu reajustar as tarifas de embarque e conexão nos aeroportos de Confins (MG) e do Galeão (RJ), recentemente concedidos à iniciativa privada, segundo decisão publicada no "Diário Oficial" da União desta quarta-feira (7).

Assim, nos dois terminais, as tarifas de embarque por passageiro serão de R$ 17,20 para voos domésticos e de R$ 30,46 para voos internacionais. Para conexão, o valor passa para R$ 7,92 por pessoa em voos domésticos e internacionais. A variação tarifária, como a Anac se refere ao cálculo do reajuste, foi de 3,672% para ambos os aeroportos.

"Os novos valores passam a ser praticados a partir do início do estágio 3 da fase I-A do contrato", afirmou a agência, sem dar detalhes sobre a data para os reajustes entrarem em vigor.

Também foram revistos os preços relativos a pouso, permanência, armazenagem e capatazia (serviço usado geralmente em portos e estações/terminais ferroviários, onde profissionais autônomos fazem o trabalho de carregamento/descarregamento, movimentação e armazenagem de cargas).

Em novembro do ano passado, o governo federal fez um leilão para concessão desses dois aeroportos. Um consórcio com participação do Grupo CCR, que atua nas áreas de infraestrutura, rodovias e mobilidade, ganhou a disputa por Confins, enquanto um grupo que reunia a construtora Odebrecht venceu a concorrência pelo Galeão.

Os vencedores ainda não assumiram totalmente a administração dos aeroportos, já que o governo prevê um tempo de transição das responsabilidades entre a Infraero e as empresas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Aviação russa fará voo de observação sobre os EUA

Avião russo com 92 pessoas a bordo cai no mar Negro